Posts Tagged ‘debates’

A malicia nas perguntas de radicais ateus, deístas e ideologistas

Tuesday, January 12th, 2021

Como tenho levado a Matrix/DNA Theory para divulgação apresentando-a nos debates e fóruns, preciso estar atento em protege-la dos venenos à espreita. Como por exemplo:

A imagem pode conter: texto que diz "HIDING ASSERTIONS IN RHETORICAL QUESTIONS Quite often the questions asked in posts are not questions, rather they are assertions that hide and protect themselves in the form of a question so that the assertion becomes immune to critical assessment. The way the question is asked reveals the author's position about the topic and the question itself strengthens it by the way it is composed. Such a question is often asked naively, but even then a reader can assume that the author of the question really wants to argue, not discuss, any alternatives to the predetermined rhetorical question."

Este texto foi inteligentemente apresentado como critica a uma estratégia de “engula a isca”, ou “click bait” , em inglês, ocultada numa pergunta de um radical defensor da teoria darwiniana: Can evolution itself evolve?if not why not?

Suspeito que o autor procura manter alta produção de posts no seu canal e fique maquinando assuntos para os posts. Então ele não está, em primeiro lugar, pedindo ajuda para obter conhecimento pelo conhecimento, e sim, em busca de retornos materiais. Mas creio que isto se justifica e é benéfico porque realmente a questão estimula a expansão da consciência dos leitores. O problema está no “sequitur”: If not why not?

Quem não está radicalizado numa ideia, perguntaria: Se sim, ou se não, por favor, explique”. Mas aí ele estaria focalizando como peixes-leitores apenas aqueles que aceitam a evolução, porem, seria um debate curto e cansativo, porque todo evolucionista automaticamente aplica a sua teoria da evolução sobre o hipotético processo natural de evolução. Haveria alguns poucos apontando algumas evidencias para provar este ponto que todos conhecem. Mas quando ele desafia com o “se não…”, ele está incitando os peixes leitores que não aceitam a microevolução, lançando a isca. E qualquer resposta destes, seria mais uma chance do autor reiniciar a longa verborreia dos argumentos prós teoria da evolução darwiniana. Aumentaria sua receita e ele não teria se disposto a debate mas sim a arguir, afirmar sua posição, como sempre.

Nos debates envolvendo a Teoria da Matrix/DNA temos que estar atentos a estas manobras.