Posts Tagged ‘luz’

As maravilhas ocultas numa onda de luz natural

Tuesday, May 25th, 2021

Se um cego lhe disser:
“prove-me que a luz que você diz estar vendo, existe!”
O que você diria a ele? – ” Se você está cego, isto será impossivel…”

Ok, mas você também não vê a luz. Muitas coisas não vês nela, como por exemplo: 1) Seu corpo nasce como um pontinho e se propaga no tempo (idade) e no espaço (tamanho). Tal como uma onda de luz. A onda de luz muda sua forma a cada instante. Seu corpo também. O que faz seu corpo mudar suas formas é uma força vital pois não existe em corpos não-vivos. Agora puxe na sua tela uma imagem do espectro eletromagnético, como aqui: https://en.wikipedia.org/wiki/Electromagnetic_spectrum… Note que a intensidade da energia a partir da fonte é a maxima, e depois vai decaindo, até se desfazer fragmentando-se em suas partículas, fótons. Seu corpo tambem, nasce com energia a todo vapor ( como é difícil controlar a energia das crianças!) e depois vai decaindo, até se desfazer no pó. Agora, os estados físicos, mentais, do seu corpo vão sendo alterados desde o feto ao adulto senil; numa onda e luz, as propriedades que afetam seu estado físico são as variações de nível vibratório, frequências, comprimentos de onda, etc. também mudam. Então pergunto: se tudo o que define o que voc6e entende por “vida” tem seu paralelo na mesma imagem e semelhança numa onda de luz, porque dizes que seu corpo é “vivo” e uma onda de luz, não é?! Nem Einstein percebeu estes detalhes na luz e os cientistas diriam que é loucura dizer que pensar numa onda de luz, como a emitida no Big Bang, seja algo “vivo”. Eu sou o primeiro e único humano crendo que estou vendo vida numa onda de luz, me parece que todos os que existiram e hoje existem estão míopes quando olham uma onda de luz. Mas essa minha visão, de mera hipótese se tornou um objeto de pesquisa laboratorial, quando imaginariamente curvei as duas pontas de uma onda de luz, tornando-a um circuito esférico, e a imagem resultante me atordoou! É um sistema funcional natural perfeito como um moto-contínuo eterno! A imagem é exato template de uma unidade de informação do DNA, o que indica que cada unidade é um sistema individual em si mesmo! O código da vida encriptado no DNA nada mais é que a cópia exata da anatomia fisiológica, com todas aquelas faixas se transformando, numa onda de luz! E não para meu atordoamento a cada dia descobrindo algo novo na luz natural. Estes dias vi a filmagem do momento da fusão entre um espermatozoide e o cromossoma feminino no interior de um óvulo… ocorre numa explosão de energia banhando o óvulo inteiro por dentro tal como a teoria do big bang imagina o primeiro instante deste Universo! Então percebi que as luzes naturais que vemos – emitidas por radiação dos objetos desde átomos a estrelas – não são a luz original, são retransmissões de estações naturais retransmissoras, o que decai a qualidade da luz original. Mas ela tem que estar ocupando todo o espaço universal, como não a vemos, nem nossos instrumentos científicos a detectam?! Sugestão: ela é tão forte que cega nossos olhos, assim como o rápido flash de um farol. Não zombe dos cegos, pois estarás zombando de mim, eu sou um cego tambem. Se queres ver a imagem da onda de luz encurvada compondo um sistema vital e funcionando, vá ao meu site e procure por “A fórmula universal de todos os sistemas naturais”. Se souberes de algum fato real desaprovando a teoria por favor traga-o para mim descobrir então que sou o mais míope de todos os humanos de todos os tempos…

Isto visto por instrumentos mecânicos ligados a um cérebro mecânico é isto:

A mesma imagem vista pela mente calculista de um humano vivo vê mais estes detalhes ralcionados à vida:

A LUZ original universal: conhecê-la, saber seus segredos, pode ser o maior lucro da sua vida! Saúde perfeita para sempre!

Thursday, February 25th, 2021

xxxxx

Basta ler o pequeno texto abaixo para obter este que é o conhecimento mais importante para um humano, porque isso está na essência fundamental do corpo e da consciência humana. Como este conhecimento foi obtido por um simples estudante e apenas remexendo fatos e eventos naturais conhecidos e comprovados, sua assimilação não depende de nenhuma crença em nada supernatural ou místico, e se você não entender algo e quiser se aprofundar mais, para cada informação no texto tem o texto maior explicativo no meu website. Contra fatos reais não existem crenças, argumentos não factuais, teorias, ou o “acredito ou não-acredito”: fenômenos naturais não é assunto para acreditar e sim para se conhecer. Portanto, se ainda assim tiveres duvida, venha me avisar, vamos discutir isso, vamos trazer os fatos para a mesa.

Ao ler uma destas inundações de mensagens que pululam hoje na Internet, e que para mim não funcionam, copiei-a na figura abaixo e respondi com o texto abaixo. Está tudo no link:

 

https://www.facebook.com/photo?fbid=3272489279518815&set=gm.2790311261181663

Pode ser uma imagem de texto que diz "Você é um ser de luz Permita que a sua luz brilhe. @codigodaverdade"

Afirmações como esta não geram efeito algum, a não ser que sejam alicerçadas em fatos reais explicativos. Ninguém pode saber como permitir que sua luz brilhe se, para começar, nem saiba o que é luz, com alguma profundidade, a mais do que simplesmente os olhos veem como estas luzes do dia a dia.

A minha investigação particular por um método inédito revelou detalhes sobre LUZ, os quais me sugeriram como e porque tenho LUZ e algumas técnicas para aproveitar esta propriedade. Se você edita essa mensagem é porque tem interesse no tema. Que tal trocarmos informações sobre o nosso conhecimento da LUZ? Vou adiantar citando apenas um dos muitos detalhes para encurtar este post:

1) O corpo humano se propaga no tempo e espaço porque cresce em tamanho e se torna idoso. De onde a Natureza obteve esse processo e porque a aplica num corpo vivo? Tem que ser de alguma informação que já tinha antes, a Natureza não é magica. Procurando no passado onde estaria este processo encontramos que … no momento inicial deste Universo ( seja o Big Bang ou não) houve uma fonte que emitiu uma onda de luz, que se propagou no tempo e espaço, crescendo e aumentando seu período de existência. Igual acontece com um corpo humano!

Bem, já encontramos algo, um parâmetro real. Quando uma onda de luz original se propaga, ela vai se transformando em novas formas, pois vai mudando todas suas propriedades, como frequência, comprimento de onda, intensidade, vibração, etc. Ora, desde a sua fonte original ( o óvulo) um corpo humano vai se transformando em novas formas, que muda suas propriedades, como feto, embrião, criança. adulto, idoso, etc. Ora, encontramos já duas fortes correlações entre uma onda de luz original e o corpo humano.

Terceiro: ligando as duas pontas da senóide que aparece na tela de espectro eletromagnético de uma onda de luz, percebemos que se forma um sistema !!! Natural e funcional, como sistemas são os átomos, as galáxias, os corpos vivos, etc. ! As sete formas principais da onda se parece com a figura da anatomia interna de um sistema, cada faixa executa uma função sistêmica. Tudo isso numa onda de luz, incrível que nada disso a humanidade percebeu ainda, nem Einstein!.

Agora a maior surpresa: a figura da luz como sistema é a mesma figura de uma unidade fundamental de informação do nosso… DNA! Ora… primeira conclusão imediata é que então aquela onda original era um genoma! Um genoma feito de Luz!

Tudo bem, resumindo, mais tarde vamos descobrir que a luz morre como um corpo humano, se fragmenta em suas partículas, os fótons. Mas estes fótons não perecem, eles são partículas-informação daquele genoma de luz! Portanto, continuam a atuarem da mesma forma que atuam nossos genes! E aí vem nosso problema: toda luz que o humano vê decorre de fótons escapados da matéria por radiação. Então nunca vemos a luz original (esta é tão forte que cega nossos olhos, por isso vemos a escuridão como fundo do Universo), apenas luzes de estrelas que são de terceira geração quando escapam e se unem certa quantidade daqueles fótons!

Como essa formula de luz se encaixa perfeitamente como um template dos sistemas astronômicos e atômicos, (você pode ver tudo isso no meu website), descobrimos como estes fótons vindo da entropia desta galáxia construíram o primeiro sistema celular vivo neste planeta, e entendemos como foi as origens da vida aqui….

E depois disso… vemos estes fótons formarem uma grande network na mesma figura do DNA e que se instala no corpo humano desde os quadris á cabeça… igual os místicos dizem ver a aura, com chacras ( são as bases do DNA) as duas serpentes kundaline (são as duas hastes do DNA), ou seja, a aura é um DNA biológico eletromagnético daquela LUZ que já conta 13,8 bilhões de anos!

Sabendo disso tudo, e mais as informações descobertas sobre a consciência, descobrimos que a fonte geradora daquele genoma de luz foi um “sistema”, hermafrodita, cujo corpo é constituído de um fluido luminifero e… auto-consciente! Se aquele genoma está no meu corpo, posso chama-lo de “a centelha divina que existe em mim”.

E agora sei como permitir que minha luz se expresse, brilhe e atue a meu favor: basta minha mente em meditação captar os sete tipos de fótons nas sete cores dos sete chacras que existe em todo espaço ao nosso redor, vindo inclusive da nossa estrela, e todo dia realimentar minha aura. Desde que descobri isso tudo, há 40 anos, nunca mais precisei tomar um comprimido sequer para nada. Perfeita saúde e energia o tempo todo. Então repito o que você diz na mensagem, porem, por favor, dê alguma base para seus leitores leigos saberem como atuar. Você tem mais alguma informação da luz que eu não saiba? Preciso saber..

Cristais: Mais informações sobre padrões, sequencias: os cristais do tempo. E a Matrix/DNA sugere mais insights na origem da vida.

Friday, January 1st, 2021

Baseado no artigo:

O que são ‘cristais de tempo’, o estranho estado da matéria que pode revolucionar a tecnologia

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/bbc/2020/12/18/o-que-sao-cristais-de-tempo-o-estranho-estado-da-materia-que-pode-revolucionar-a-tecnologia.htm

Porque A Matrix/DNA tem sugerido que os cristais são os objetos mais promissores da matéria não-orgânica que parece ter contribuído no inicio das origens da vida ( cristais reagem com a luz, o código da vida chegou aqui pelos fótons de luz e cristais são um dos únicos fenômenos que apresentam um inicio de ordem, sequencial, na matéria inorgânica) , temos interesse em pesquisar todo o possível e registrar todas as informações colhidas aqui. E uma opinião do cientista e Premio Nobel, Frank Wilczek, reforça a sugestão dada pela Matrix/DNA: segundo ele, os cristais são as estruturas mais organizadas da Natureza. Alguns detalhes importantes neste artigo:

  • Em 2012, o físico americano Frank Wilczek propôs um conceito controverso para descrever um novo estado da matéria que desafiava as leis da física…. Wilczek, que os chamou de “cristais do tempo”, ganhou o Prêmio Nobel de Física em 2004….
  • Primeiro, precisamos entender o que é um cristal. Na física, um cristal é definido como um objeto cujos átomos estão dispostos de forma a criar um padrão repetitivo. Em um líquido, por exemplo, as moléculas são distribuídas simetricamente, como um enxame uniforme. Em um cristal, por outro lado, as moléculas são agrupadas formando redes e estruturas que criam uma sequência….
  • Se de alguma forma essa simetria do liquido for rompida, o líquido deixa de ser líquido e se torna, por exemplo, um cristal. Pense, por exemplo, na água. No estado líquido é simétrico, mas quando suas partículas congelam se transformam em cristais que rompem essa simetria, criando um padrão que se repete em toda a sua estrutura…. –

Matrix/DNA: Pk, nossa sugestão aqui é: Nossa teoria encontrou que a formula dos sistemas naturais surgiu neste mundo material como uma simples onda de luz. Ao se expandir a onda cria sete diferentes estados que bate com o que o processo do ciclo vital faz com corpos vivos. Os sete estados da luz tornam-se as sete funções sistêmicas, ou seja, tornam-se cada parte de um sistema material natural. Agora temos a informação neste artigo de que geralmente a matéria inorgânica é simétrica porque apresenta as mesmas propriedades em qualquer ponto. Por exemplo, a água. Neste estado, essa matéria é massa, não se constitui em sistema. Já os cristais não são simétricos, eles apresentam uma sucessão de propriedades diferentes e repetem esta mesma sucessão. Assim aconteceria com uma onda de luz que se auto reciclasse, repetindo-se, repetiria sempre o padrão das sete propriedades na mesma sequencia. Ora, temos a suspeita de que os cristais interagem com a luz, em diversas maneiras. Parecem ser mesmo matéria inorgânica luminosa, transparente. Enfim, somos conduzidos agora a suspeitar que a onda de luz – que contem como anatomia o código da vida, da unidade fundamental de informação do DNA – de alguma maneira paira acima de um liquido, penetra-o, e de dentro modela o liquido à sua imagem e semelhança. Surge assim o cristal com sucessão de propriedades num padrão repetido. Este cristal poderia ter então transferido ou projetado este padrão para elementos químicos ou apenas átomos que se agregam à sua superfície. Estes elementos químicos começariam a serem ativados com o processo do ciclo vital na forma de aminoacidos… e dariam continuidade ao processo formando as primeiras proteínas e RNA. Vale observar aqui que mais a frente o artigo fornece uma informação que seria ótima evidencia para esta hipótese: no novo cristal, ondas ficam correndo-o, num vai e vem… ( … O que esse campo faz é empurrar algumas das partículas do fluido e parar outras, com as quais há um acúmulo de partículas, que por sua vez produz uma onda que viaja constantemente pelo sistema…. ). Se esta hipótese estiver mais próxima do que de fato ocorreu nas origens da vida, estaria certa a teoria cientifica que sugere a vida ter começado na agua, nos fundos oceânicos. Um dos problemas agora para nós e pesquisar se nestes fundos oceânicos existem cristais… espera aí… o sal é um cristal… e os sais são importante constituintes dos organismos…

  • ….O resultado foi que o grupo de partículas começou a viajar incessantemente dentro do cristal. É como se, paradoxalmente, seu estado de repouso fosse o movimento constante ao longo do tempo….

Matrix/DNA: Se a hipótese de que o cristal absorve ondas de luz, esse movimento nos leva a suspeitar que a luz não seja algo estático, e sim que ” seu estado de repouso seja im movimento constante ao longo do tempo…” . É difícil imaginar isso quando nossa teoria sugere a onda de luz como o circuito esférico da formula, pois ela tem inicio ( na forma de baby) e no seu sétimo e ultimo estado ela termina como cadáver fragmentando-se em fótons. Como ela faria dentro do cristal o caminho inverso, não sei… apesar de que na formula para os sistemas fechados ela faz justamente este caminho inverso também. Mas teria que ter ali dentro o tal buraco negro…?!

Incrível: a formula da Matrix/DNA me conduz a sugerir uma solução para o maior mistério da Física Quântica! (Claro que devo estar errado mas esta solução seria elegante demais)

Friday, November 13th, 2020

Sobre: O Experimento da Escolha Retardada

Inspirado no Artigo: Onda ou partícula? Experimento testa natureza dos objetos quânticos

http://Onda ou partícula? Experimento testa natureza dos objetos quânticos

http://sbfisica.org.br/v1/home/index.php/pt/

Sociedade Brasileira de Física

xxxx

O desenho abaixo explica o experimento proposto num artigo na revista Physical Review Letters, pelos físicos Rafael ChavesGabriela Lemos e Jacques Pienaar, todos pesquisadores do Instituto Internacional de Física (IIF) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal. A novidade do experimento é que é uma modificação do chamado experimento da escolha atrasada, concebido em 1979 pelo físico norte-americano John Wheeler (1911-2008), justamente para testar a realidade quântica, e cujo resultado levantou a famosa discussão entre um grupo que acredita na escolha atrasada ( a consciência do observador interfere no comportamento dos fótons), e outro grupo que defende a segunda explicação: “É que o fóton não tem propriedades bem definidas até que seja medido”. Essa é a explicação mais aceita pelos físicos, a chamada interpretação de Copenhagen da mecânica quântica, defendida pelo dinamarquês Niels Bohr (1885-1985).

O desenho abaixo ilustra o experimento realizado pelos físicos do IFF:

destaque 2018 09 20

O experimento usa um conjunto de espelhos perfeitos e semi-refletores. Primeiro, um fóton incide sobre um aparelho chamado de divisor de feixes (BS1 na figura acima). É um espelho semi-refletor, que em 50% das vezes reflete os fótons incidentes e nas 50% das vezes restantes deixa os fótons atravessarem sem desviá-los.

Assim, o fóton pode tomar dois caminhos possíveis. Refletido, toma o caminho b, encontra um espelho perfeito e atinge o detector de fótons d. Mas se atravessar BS1, percorre o caminho c e atinge o detector e. Nesse caso, o fóton parece se comportar como uma partícula: existe chance igual do fóton ser detectado em d ou e.

O fóton se comporta como uma onda, porém, se além do divisor de feixes BS1, os experimentadores colocarem no cruzamentos dos caminhos b e c, um segundo divisor de feixes, BS2. Nesse caso, as chances do fóton ser detectado em d ou e variam. As probabilidades de detecção variam com o tamanho relativo dos caminhos c e b e o ajuste do modulador de fase no caminho c (triângulo amarelo na figura). Nesse caso, o fóton age como se fosse uma onda. Ao incidir em BS1, a onda se divide em duas, que depois interferem uma com a outra em BS2. A interferência das ondas em BS2 determina a probabilidade do fóton ser detectado em d ou e.

Wheeler imaginou então o que aconteceria se o experimentador escolhesse colocar ou não o divisor BS2 apenas depois do fóton já ter incidido em BS1. O experimento já foi realizado várias vezes e verificou que a escolha atrasada não influencia o resultado. Sem o divisor BS2, o fóton age como partícula. Com o divisor BS2, o fóton age como uma onda. Mas como isso seria possível? Como o fóton poderia “saber” se deve se comportar como partícula ou como onda ao passar por BS1?

Entenda: O fóton sai do canhão emissor, ninguém sabe ainda se como onda ou partícula. Se lá na frente, depois que ele partiu, colocarem um BS2, se verifica que ele partiu como onda. Se não colocarem, verifica-se que ele partiu como partícula… !!! This blow up our brains…

“A primeira possibilidade é que a decisão do experimentador sobre a medição no futuro refletisse no comportamento do fóton no passado”, explica Lemos. Essa possibilidade implicaria no absurdo de eventos no futuro poderem influenciar eventos no passado.

“A segunda explicação é que o fóton não tem propriedades bem definidas até que seja medido” diz Pienaar. Essa é a explicação mais aceita pelos físicos, a chamada interpretação de Copenhagen da mecânica quântica, defendida pelo dinamarquês Niels Bohr (1885-1985). Wheeler foi um aluno de Bohr e costumava afirmar que “nenhum fenômeno é real até ser um fenômeno observado”.

Inspirados por discussões com Romeu Rossi Junior, físico da Universidade Federal de Viçosa, Chaves, Lemos e Pienaar decidiram verificar se não haveria uma explicação alternativa para o experimento da escolha atrasada. “Surpreendentemente, descobrimos que há sim um modelo clássico estatístico causal para explicar os resultados”, diz Lemos.

O modelo matemático de causa e efeito descoberto pelos físicos do IIF é difícil de visualizar, pois não utiliza os conceitos de onda ou partícula. É um conjunto de regras abstratas que assumem que o comportamento do fóton é controlado por uma variável que só pode assumir dois valores ou estados possíveis. O valor dessa variável “oculta” é sensível à presença do divisor BS2 apenas no momento em que este é colocado no experimento, modificando o comportamento do fóton, fazendo com que as previsões do modelo sejam idênticas às da teoria da mecânica quântica convencional. “Desta forma, o experimento de Wheeler não seria um bom experimento para diferenciar um fenômeno quântico de um fenômeno clássico”, explica Lemos.

Os pesquisadores então propuseram uma pequena modificação no experimento da escolha atrasada. Inserindo moduladores de fase adicionais no circuito do experimento, os experimentadores poderiam criar situações em laboratório em que as previsões do modelo clássico de dois estados seriam diferentes das previsões da mecânica quântica. Os resultados das três realizações do experimento rejeitaram o modelo clássico e confirmaram as previsões da mecânica quântica.

Financiada pelo CNPq, MEC e MCTIC, a pesquisa foi destaque em artigo da Quanta, revista de divulgação científica da Simons Foundation, sendo republicado pela revista Wired.

xxxx

Pois bem. Vamos fazer agora uma introdução à uma terceira solução, que estou sugerindo. Depois continuamos esta pesquisa verificando o paper na Physical Review, os artigos da Quanta e da Wired, e fazer uma pesquisa na Internet buscando mais reações de cientistas.

Solução da Matrix/DNA:

A nossa Teoria Geral tem sugerido que existem ondas de luz primordiais ( ou existiu uma primordial emitida no Big Bang) que, quando avança se propagando no tempo e espaço ( ou seja, ficando mais idosa e maior em tamanho), a onda de luz imita exatamente o que acontece com um corpo humano quando, emitido pela fonte geradora, avança se propagando no tempo e espaço ( ficando mais idoso e maior). Mas tem mais outras coincidências entre uma onda de luz original e um corpo humano. Por exemplo, observando-se as luzes emitidas por radiação eletromagnética de sete diferentes elementos, obtém-se sete diferentes “estados” de luz, que são por nos denominados de faixas de frequência, cada qual emitindo uma cor especifica. Isto fica visível na figura que se forma na tela do computador e que se chama “espectro eletromagnético” segundo a figura abaixo:

See the source image

Na montagem da minha teoria, fui parar no Big Bang procurando o que houve ali que teria sido a primeira manifestação neste universal material da formula da Matrix/DNA, pois me focalizando no nosso DNA e seguindo as pegadas da evolução de trás para a frente, ou seja, daqui do presente rumo ao passado, fui encontrando os ancestrais desse DNA nos sistemas astronômicos, depois nos atômicos, observei a formula fazendo os primeiros átomos alguns instantes após o Big Bang,

Mas… de onde veio a formula? Num belo dia, observando e refletindo sobre uma figura num livro de física, do espectro eletromagnético, de repente deu um estalo no cocuruto… Quando eu desenhava a formula da Matrix/DNA como sistema aberto, resultava numa reta continua, como se pode entender a senóide do espectro como reta continua. E quando eu aplicava esta formula nos sistemas naturais conhecidos, os objetos que se situavam nas Funções, apresentavam diferentes intensidades de energia. deixa-me de novo trazer a figura da formula no seus aspecto de diagrama de software:

Formula Universal da Matrix/DNA no aspecto de sistema fechado

Resumindo e recapitulando o que está exaustivamente explicado em outros artigos neste website: um sistema natural perfeito é um conjunto de seis peças que se conectam movidos pela força do ciclo vital; o sistema é produzido iniciando-se pela fonte geradora (F1) emitindo um bólido que devido ao ciclo vital se transforma em forma e estado gerando F2 e assim sucessivamente até em F7 se desintegrar e seus fragmentos retornam reconstruindo a fonte que reinicia o ciclo. Se dividir-mos a vida de um corpo humano de 70 anos em sete formas ( desde a forma de feto até a forma de cadáver) teremos F1 como a barriga da mãe ou fonte geradora, o baby em F1, e assim até F7 que é a forma de cadáver se desintegrando. Nesse caso as seis formas do corpo que rola sob o ciclo vital se fixam como peças de um sistema, aberto. A formula é abstrata no sentido de que as peças são representadas como funções sistêmicas, as quais se encarnam em cada peça e nunca variam. Assim podemos situar como peças as organelas do sistema celular, as moléculas de uma unidade fundamental de informação do DNA, os órgãos de um corpo humano, os sete tipos de astros de uma galáxia, as sete camadas eletrônicas de um sistema atômico. Assim a formula construiu tudo isso, todos os sistemas naturais são copias diferenciadas de um único sistema universal, se dissemos que uma bactéria – que é um sistema – foi nossa ancestral temos que dizer que a galáxia – outro sistema – também é nossa ancestral, apenas mais remota… Mas onde estava essa formula antes de fazer a primeira forma desse sistema universal, que foi o átomo? De que substancia ela era feita?

Por uma década desisti de buscar, achei que nunca iria encontrar a solução, arquivei toda a teoria na gaveta, pois qual seria a utilidade dela, de saber que vim do átomo, que passei pelas galáxias, tido produzido no mundo por uma formula invisível que parece ter surgido ao acaso?

Mas estava sempre descobrindo novos sistemas e como batiam com a formula, então os desenhava, até que tive a intuição de desenhar apenas o fluxo de energia que corria nas formas das peças variando de intensidade e montei a formula da energia dos sistemas. Obtive a mesma figura da senoide do espectro eletromagnético, e isso me fez eriçar os pelos do corpo todo… a LUZ!

Primeiro fez-se a Luz! Fiat Lux!

A luz? Sim, existiam ondas de luz antes do primeiro átomo e ela não apenas tem a mesma cara da formula como também cresce e morre mostrando as mesmas formas de energia e na mesma exata sequencia das frequências!

Dai veio o resto: o Big Bang foi um ato de fecundação, dele foi emitido uma onda de luz que contem o código da vida sendo uma forma de genoma, este Universo é formado por uma placenta de células galácticas e no meio desta placenta esta havendo um processo de reprodução genética daquilo que fecundou… Se em mim, meu DNA é de matéria biológica porque sou de matéria biológica, então um DNA de luz só pode vir de um corpo que tem luz… e etc.

Então voltei na figura do espectro magnético e acrescentei algumas coisas nele, como na figura a seguir. Botei as sete formas do corpo humano ali, na luz, onde elas merecem estar. E os astros, e as funções sistêmicas. Mas poderia botar tudo, as organelas das células, as moléculas do DNA, e até a mão humana, se por a palma como a barriga gravida e o dedo mindinho como o baby, vais descobrir que cada dedo representa uma frequência da onda de luz e suas mãos também foram feitas e desenhadas pelo ciclo vital.

THE ELECTRO MAGNETIC SPECTRUM – The template for all natural systems and Life´s cicles

Essa minha teoria também sugere que cada partícula de luz contem a onda toda. Ou seja, um fóton é uma partícula desprendida de uma onda e ele tem a mesma configuração de onda. Tem as sete formas de frequências, depende do observador se o vê fixo como partícula ou se movendo como onda.

E agora estudando a figura do experimento acima, tentei ver se a formula – que sempre foi meu oráculo – me socorre mais vez, pois ela nunca deixou pergunta sem resposta. Imaginei um experimento cujo resultado foi: enquanto os fótons correm nos circuitos se apresentam como partícula, quando o feixe é dividido, a partícula b se torna spin right, ou seja, gira para a direita, enquanto a partícula c se torna spin left. Se os dois spins se encontrarem em qualquer lugar, tenha ou não espelhos perfeitos ou refletores, os dois se juntem a será sempre uma onda. Mas porque a divisão em spins? Vamos imaginar o seguinte experimento:

Vamos pegar um corpo humano recém-nascido, fazer um clone dele e chamar de forma 1, depois fazemos outro clone quando for criança e chamamos de forma 2, assim:

clone 1 – forma baby > copía baby e deixa crescer

clone 2- forma criança > copia criança e deixa crescer

clone 3 – forma adolescente > copia adolescente e deixa crescer

clone 4 – forma adulto jovem > copia adulto jovem e //

clone 5 – forma adulto maduro > copia adulto maduro e deixa envelhecer

clone 6 – forma cadáver > copia cadáver e deixa desintegrar

( atenção: na formula aparecem sete funções, enquanto aqui delineamos seis funções. Isto porque a F5 é intermitente, responsável pela reprodução de sistemas, não entra aqui.)

Agora vamos fazer clones de cada forma de fóton ( fótons tem a forma geral da onda de luz, contem ao mesmo tempo todas as seis formas, mas expressa uma forma em cada momento dependendo do seu avanço no tempo e espaço)

clone 1 – Primeira (1*) frequência, raios gama > copia raios gama e deixa avançar (crescer)

clone 2 – X-rays – copia raios X e deixa avançar

clone 3 – ultravioleta – copia ultravioleta e… //

clone 4 – luz visível – copia luz visível e …

clone 5 – infravermelho – copia infravermelho e…

clone 6 – microwave – copia microwave e ….

clone 7 – radio wave – copia radio wave e …

Tudo bem… temos setes clones de fótons e seis de humanos ( Epa, cometi um erro acima: a primeira forma humana seria embrião, então corrija-se o esquema para ter os sete clones).

Se colocarmos as três primeiras formas humanas de mãos dadas, e depois outra fila separada com as quatro seguintes formas de mãos dadas… vamos observar o quadro e refletir. A força do ciclo vital estaria empurrando o adolescente a pegar na mão do adulto jovem. E de fato, ao avançar no tempo e espaço ele vai se transformar num adulto jovem. Não da para dividir isso em partes iguais como fizeram com os fótons, só se dividisse o adulto jovem em dias metades e desse uma metade para cada grupo.

Mas quando o espelho refletor dividiu o feixe de fótons em duas metades de 50% cada uma, o que aconteceu? Acertou o foton quando ele estava expressando sua forma de luz visivel. Mas o corpo dele tem as sete formas ao mesmo tempo. Então, sua forma de adulto atravessa o espelho como c e vai envelhecendo passando por adulto maduro, idoso, cadaver… enquanto a outra forma de adulto vai como b retroagindo pata adolescente, criança, baby…

Energia crescente é spin right, energia decrescente é spin left. Quando as duas metades se envcontram no segundo espelho, uma esta na forma de drone 1 e o outro de drone 7. Ora drone 7 constroi imediatamente F1 que se torna o elo do qual resulta em F2, o embrião, o baby… está recomposta e fechada a onda.

bem… nesta altura do campeonato já não aguento mais, estou com forme, sono, vou parar por aqui por hoje.

Mas será mesmo?! E então ? Escolha atrasada ou fóton sem definição possível? Talvez não seja nenhuma das duas, meus pobres e queridos amigos cientistas… A luz pode ser viva e se mover pela força do ciclo vital… Sei que vocês ririam a valer se soubessem deste texto, mas eu… vou manter esta hipótese no ar e testando-a.

Luz: a Solar seria a Luz Natural na sua terceira geração?

Wednesday, July 15th, 2020

( Texto obtido no forum com link abaixo. para pesquisar se esta informação está correta.)

This sun is a 3rd generation sun. We know this because of the quantity of heavy metals. The universe is about 13.8 billion years old, so divide by 3 … About 4.5 billion each, round up to 5. Actually the first two generations probably formed faster, as with each supernova the elements get spread out further. The first one formed pretty fast due to clumpy matter. Anywho that combined with the paleontological record … It’s all pretty much done with huge assumptions so it’s more like +/- 1 or 2 billion years.

https://forums.space.com/threads/is-the-milky-way-harboring-dozens-of-intelligent-civilizations.32039/

davea0511
davea0511- Jan 7, 2020

Luz e a Origem do Universo: Teoria Oficial Acadêmica em Video

Wednesday, April 15th, 2020

Video na Lbry:

https://lbry.tv/@DeepAstronomy:0/first-light-the-dark-age-of-the-universe:7

First Light: The Dark Age of the Universe

October 5th, 201233.01 LBC • 48 Views Deep Astronomy@DeepAstronomy

O mesmo video no Youtube:

00:21 – For the first three hundred thousand years, our universe was a hot, dense ocean of protons, 00:26 electrons and photons.

Matrix/DNA: This theory is not right. Where came from these particles? Protons and electrons are compounds of smaller particles, and as such, these super-particles already were a system in itself. The code for creating these systems was encrypeted in light waves, maybe the light wave fromm or with the Big Bang. That light wave expanded trhought the spatial substance, which could be dark matter. While expanding, due fricction with dark matter was created eletricity ( or energy) and the smallest, non-material particles, like quarks and leptons. From the wave were excaping its own particles – photons – wiich are smallest fractals of the big wave, so photons had the code also. Then, the photons, as free radicals, tried to joining again for re-creating the big wave, but, for some reason, they needed to mimic the wave as a technological tool made off matter, like we build airplanes mimicking birds. So, the photons drove those quarks and leptons to organize as copies of the wave as system, and got protons, electrons. The mass came from the dark matter, or the Higgs field. With those super-particles the photons built bigger systems – the atoms. And so on…

My comments posted on Lbry: ( Não consegui postar, retornar e tentar novamente

Thanks, beautiful video. I need to remember that this is a theory. O prefer another theory, called Matrix/DNA. Why I prefer this theory? Because the theoretical academic model of the beginning and evolution of the Universe, til the time when all these things produced life – biological systems – has nothing to see with the final product: life. if a theory about the unseen does not explain the very fact, the final product we can see now, this theory can not be right. There is no evolutionary link between cosmological and biological evolution in the academic model. In another hand, the most simplest rational exercise – comparison anatomy and dynamics – between the embryogenesis of the Universe and the embryogenesis of a human body – solve all these problems. This video is like a Chemist and Physicist watching the embryogenese of a baby without knowing the existence of DNA and describing what they see as chemistry and physics events inside the ovule. I have found that light waves propagates moved by the process of vital cycles and its different phases works like parts of a complete natural system. So, a light wave must be the DNA, the photons are the genes, at the Big Bang. They are right, as right would be when describing human embryogenesis without seeing the DNA and genes. They are not seeing the light.They use the expression “so, suddenly something extraordinary happened…”. Extraordinary claims requires extraordinary evidence. The cosmic radiation background is coming from the initial light wave, which still is spread at the whole Universe being fragmented into its particles, the photons. If we have here and now a real natural parameter that explains what happened 13,8 years ago, why we need to create very complicated models based on things that we never saw anywhere?! Please, apply Occam´s Razor here.

Cont. of transcrit:

00:29 This ocean was a plasma so thick, and the particles so close together, that a photon

00:34 could only travel a short distance before running into one of the closely packed particles, 00:39 scattering it in different directions. 00:43 Because a photon could not travel very far without hitting something else, the universe 00:47 was opaque. 00:48 In the very early days of the universe, photons were imprisoned by the crowd of seething particles. 00:56 As time passed, the universe expanded, creating more space between the jostling protons and 01:01 electrons. 01:03 Then something extraordinary happened, after three hundred thousand years, the cosmos freed 01:09 the photons, the particles of the early universe had spread enough that a photon could run 01:14 unhindered and finally escape its prison. 01:20 As photons were released from their bonds and became decoupled from matter, the event 01:24 became immortalized in a snapshot of the cosmos when it was just a baby. 01:29 These unleashed photons became forever imprinted in the Cosmic Microwave Background. 01:37 This event is known as Recombination, and with it, the universe had just entered the 01:42 era known as The Dark Ages.

As ondas de luz mostram quais as mudanças trazem progresso e quais trazem o fracasso

Friday, December 13th, 2019

É moda agora na Internet publicar frases de famosos que aos leitores não resultam em efeito algum. Ok, bonita… mas em um minuto se esqueceu a frase, perdeu-se tempo lendo-a. Então um amigo publicou a frase seguinte e não resisti a alerta-lo para esta imbecilidade, incentivando-o a refletir na frase que ele está apenas papagueando…

George Bernard Shaw ( muito famoso, sem duvida, em novelas e romances):

“É impossível progredir sem mudança, e aqueles que não mudam suas mentes não podem mudar nada”.

Minha resposta:

Estas frases são meras obras artísticas talhadas para se venderem e sem efeito real nenhum. O oposto é igualmente verdade: é possível regredir com mudanças. E quem, lendo esta frase vai exclamar: “Ok, eu preciso progredir, então vou mudar minha mente agora… Mas como? Mudar para que outro tipo de mente?”

Meras palavras jogadas ao vento…

A primeira onda de luz no Universo trouxe o processo em que progressos depende de mudanças internas. A onda progride se propagando no tempo e espaço pelo mesmo processo do ciclo vital que faz nosso corpo mudar de formas. Ela muda a forma de suas faixas ou frequências, cada nova crista da onda tem diferente vibração, comprimento, intensidade, etc. Quando ela criou os sistemas naturais como os corpos humanos, sua dinâmica passou para estes sistemas. Mas a partir da quarta crista inicia a degeneração, o envelhecimento, as mudanças se direcionam à regressão e a onda morre( se alguém quiser se lembrar da onda de luz projetada numa tela, veja a figura no final). Por isso a frase de Shawn se anula ao conter em si o seu oposto.

Então o segredo ao buscar uma mudança para progresso é detectar as alternativas que impliquem na fase da energia crescente e recusar as da energia decrescente ou estática, conservadora. Mudar para uma visão do mundo em que ele cresce, evolui. As religiões bíblicas torturam seus fieis quando lhes impõem a crença num mundo estático, como “O mundo foi feito assim por Deus, o mundo é assim, e ninguém nunca vai mudar isso”. O Brasil sempre teve e sempre terá politicos corruptos, não levo a serio meu voto e não gosto de politica por isso”. Ora, estão contra a luz, mas se existe Deus Ele tem que estar com a luz e a luz estar com Deus…

Os predadores são sempre conservadores, também não querem que nada mude em seus territórios, pois eles tem os privilégios, estão acomodados. O filosofo tem muito que trabalhar esse tema para curar estes vícios, mas não adiantam palavras vazias ao vento, é preciso mostrar exemplos da Natureza real, trazer a luz ao tema é convencer à mudança iluminando-lhes o caminho da ascendência.

Interpretação da onda de luz movida pelo ciclo vital (Louis Charles Morelli)


A Matrix/DNA transfere o mistério daqui para o antes do Universo mas para as dimensões ao lado também

Friday, December 6th, 2019

A formiga nada sabe do nosso mundo humano, mas ela convive conosco. Então porque não pode acontecer que mesmo nada sabendo do mundo da sétima faixa, ou sétima dimensão, não estejamos no mesmo lugar convivendo com as formas e seres daquela dimensão?

A fórmula que está em mim veio dos meus pais que veio dos avos que veio dos macacos, das amebas, da galaxia, do átomo e … do desconhecido sistema natural que plantou seu genoma antes ou no ato do Big Bang. Podem alegar que o que eu fiz foi igual à Teoria da Panspermia, que transfere a origem da vida para outro astro mas não explica como ela surgiu naquele astro. Mas isto aqui é muito diferente da Panspermia.

E como surgiu o ser natural que expeliu o genoma? Enfim, a minha teoria parece necessitar de uma causa inicial supernatural e talvez magica, ocorrendo antes do Big Bang. Porem, a minha teoria da luz sugere que talvez não. Para explicar isso preciso antes fazer a analogia da formiga.

A formiga não tem a menor noção da existência dos humanos, do ambiente que foi modelado pelos humanos, apesar dela viver juntos conosco no mesmo mundo. Quando ela está subindo na parede, ela pode sentir que está subindo uma montanha, não tem a menor noção que está na casa de humanos. Quando um humano se aproxima da formiga, seus sensores devem informar o que nossos sensores informam quando estamos perto de uma montanha e vem vindo uma rocha ou avalancha de pedras rolando. Sentimos o chão vibrar, como a formiga deve sentir vibração no piso devido aos nossos passos. Vemos um enorme bólido da avalancha e assim a formiga deve visualizar um corpo humano, como uma enorme pedra, sem maiores complexidades. Ela não tem cérebro e sistema nervoso para ser capaz de processar as informações do que é um animal gigantesco centenas ou milhares de vezes o tamanho dela e o qual provavelmente ela nunca vê, apenas capta alguns sinais elétricos ou luminosos. Me parece que você pode chegar na frente dela, aproximar sua mão dela, e ela não se move, ela não esta te vendo. Apenas se toca-la ela se move e sai correndo.

Pois bem. Nos humanos vemos a luz. Mas a luz tem varias formas diferentes acopladas numa só onda. Cada forma tem uma cor quando reflete num prisma ou passa na atmosfera formando o arco-iris. Mas estas cores que vemos não são cores da onda de luz, são cores de apenas uma das formas da luz. A forma que vemos damos o nome de luz visível. As outras seis formas não captamos, nada vemos, mesmo que no espectro geral ela apareça dividida em cores também ( veja a imagem do espectro eletromagnético abaixo). A luz visível esta bem no meio da onda de luz, pois se são sete formas, a luz visível é a quarta forma, deixando três formas de um lado e as outras três do outro lado.

Sugere a Matrix/DNA que uma onda de luz original trouxe a este nosso universo material a formula que cria sistemas naturais e nestes incluindo nos, humanos. E que as sete formas da onda são exatamente as sete formas diferentes de um corpo humano, produzidas pelo ciclo vital. Isto significa que estamos a faixa da onda que vemos, a luz visível, corresponde no humano a sua forma de adulto jovem, recém vindo da juventude.

Cada forma da luz tem um tipo de vibração, uma sequencia, um comprimento de onda, tudo especifico a ela, os quais são diferentes de todas as outras seis faixas de onda. Então a primeira faixa corresponde aos primórdios da onda, da vida, do universo, do ser humano, etc. É a faixa do baby recém nascido, chamada de raios gama, onde sua energia e vibração esta em maior intensidade. A segunda fase corresponde a criança, ou todas as formas infantis dos outros elementos. As três faixas acima da nossa são do adulto amadurecido e vai até os fragmentos do cadaver que corresponde aos fragmentos da luz em fótons.

A formiga nada sabe do nosso mundo humano, mas ela convive conosco. Então porque não pode acontecer que mesmo nada sabendo do mundo da sétima faixa, ou sétima dimensão, não estejamos no mesmo lugar convivendo com as formas e seres daquela dimensão? Não temos sensores para captar o que esta construído acima do mesmo piso que vivemos, não temos cérebro suficiente para processar as elevadas informações, mas vivemos no mesmo mundo, dentro dele. Não existe separação entre nos e eles entre natural e super-natural, pois tudo é natural, como entre nos e a formiga tudo é natural. Tente imaginar que a diferença entre a parte do mundo captada por nós não é apenas temporal e sim, espacial, ou seja, não é o caso de antes ou depois do Universo, como se aquele antes e depois estivessem fora do universo. Talvez, na diferença espacial, devíamos olhar apara os lados, pois talvez, aqui bem próximo a nós, ou no mesmo local que estamos, estão as fronteiras entre a quarta e quinta dimensões, a sexta está logo ali, vizinha à nossa direita, etc. Sei que é difícil processar mentalmente isso, mas a analogia da formiga pode ajudar a iniciar a sentir o x da coisa.

Agora vamos supor que os seres da sexta, da sétima faixa, também se reproduzem. As formigas se reproduzem, quase como nos. Vamos supor ainda que as formigas são nossas ancestrais, estão no tronco da arvore da evolução em que estamos. E que de alguma forma quando estamos sendo formados na embriogênese, em algum momento os genes tem que construir as estruturas básicas da formiga que permanecem em nós, o que significaria que naquele estagio tenhamos quase a mesma forma da formiga. Se isso também acontece com os seres da sétima faixa da onda de luz, em algum momento da embriogênese deles seus genes estão construindo as estruturas básicas do corpo humano, e naquele momento eles tem a forma quase humana.

Mas sendo de sétima geração tudo neles será astronomico para nós, inclusive suas escalas de tempo e espaço. De maneira que se nossa embriogênese demora 9 meses, a deles pode demorar 20 bilhões de anos.

A formula da Matrix/DNA sugere que neste universo esta ocorrendo um mero processo de reprodução genética. Tudo o que aconteceu nestes 14 bilhões de anos foi a mesma sequencia e historia do que acontece nos sete ou oito meses da nossa embriogênese. Portanto, isto indica que a especie humana aqui e agora é a forma do feto – talvez já do embrião – de um ser filho de alguém da sétima dimensão. Como a formula sugere que seres da sétima dimensão possuem o corpo como sistema natural porem cuja substancia é luz, e alem da luz tem a super-consciência cósmica, isto indica que somos o feto de uma super-consciência. De fato, observando nosso primitivo estagio consciente, parece que somos isto mesmo.

Então, mesmo que transferimos a origem do sistema natural universal – que inclui os seres vivos – para antes do Big Bang, não estamos saindo do mundo natural, não estamos sugerindo a existência de um, criador super-natural. Ou os humanos seriam supernaturais para as formigas? Claro que não…

Observe a ínfima faixa ente UV e Infrared: é apenas isso que vemos e captamos do nosso mundo… mas está certo, os fetos nada captam do mundo externo alem do seu universo-bolsa. Se captamos esta faixa toda é graças ao fato que não somos um feto biológico qualquer, somos o feto de uma super-consciência, e assim já podemos captar algo fora dos universos-bolsas, tais como estrelas, galaxias, etc.

O Câncer e a Luz – Mensagem da Matrix/DNA

Wednesday, September 11th, 2019

Além do caminhão de problemas que já temos, tem nos rondando a todo momento esse que classifico como o maior terrorista matando e torturando humanos: o câncer. Os humanos teriam que se unirem numa frente enérgica e combativa para atacar esse terrorista com todas suas possibilidades. Não deixar isso para estes grupos de monstros predadores – os capitalistas acionistas das companhias farmacêuticas e que frequentam as missas aos domingos como cidadãos de bem… kikiki… – que estão se aproveitando do terrorista para saquearem o dinheiro das vítimas e do medo dos que ainda não foram vitimados.

Mas só existe um método para conhecer o inimigo e encontrar a arma certa pera elimina-lo: cientificamente observando a luz natural dentro do corpo humano e confeccionando com sua substância a arma eficaz. Eu hoje tenho certeza que o que descobri a respeito da luz natural esta mais do que correto: ela foi a fórmula natural que veio para este Universo para atuar nas substâncias espaciais criando as energias e organizando a massa mais a energia – ou seja, a matéria – de estado cego caótico em arquiteturas, sistemas funcionais. Assim como a introdução dos genomas masculino e feminino no meio do oceano amniótico dentro de um óvulo começou toda aquela incrível serie de construções e transformações nos nove meses, assim tem funcionado essa luz que veio do além deste ovo cósmico chamado Universo. Nos não podíamos captar a verdade da luz natural porque, primeiro, ela é tao forte que cega nossos olhos e nos faz vê-la como escuridão, segundo porque essa luz natural que vemos vem das estrelas como o Sol que são meras estacões repetidoras, portanto vemos a luz natural modificada em sua segunda ou terceira geração; e terceiro porque a onda de luz de terceira geração que estamos captando nos vem em dois tamanhos, ou microscópica na forma de suas particulas fótons, ou macroscopica na forma de sua totalidade cosmica. E nestes dois tamanhos é impossivel ver que a onda de luz tem uma anatomia interna formada de partes, órgãos, como são os nossos corpos dos quais não vemos os órgãos internos.

Uma onda de luz original é um protótipo de seres vivos… claro… ela trouxe a formula para gerar os sistemas, como átomos, galaxias e a vida. Entao ela tem o poder de curar sistemas deformados, doentes. Mas a Natureza Universal ama suas criaturas e se essas criaturas a amarem de fato, a Natureza não as tortura e não joga dados da sorte com essas criaturinhas como nos humanos, ela nos ensina e mostra os recursos para evitar-mos o que nos faz mal. Como o câncer. Eu fui na selva e me ajoelhei no chão aos pes da Natureza Virgem, Pura, no seu estado cósmico, e implorei por ajuda aos meus bilhões de irmãos humanos sendo torturados e mortos. Não posso dizer nem acreditar – um filosofo naturalista apenas acredita em fatos que seus olhos e mãos possam tocar – que Ela me respondeu, apenas sei que da selva sai com uma nova crença de que vi e entendi uma onda de luz natural, e no que montei como teoria dessa suposta visão tem a possibilidade de entender e eliminar o câncer (vá ao meu website e veja a minha versão da figura de uma onda de luz, e as dezenas de artigos que falo dela). Mas para isso é preciso laboratório, para atuar com fótons, dentro do corpo humano. E para isso sera preciso que os humanos que tem acesso aos laboratórios mudem suas crenças e visão errada do mundo, atuem com um novo e diferente método.

Como fórmula para sistemas naturais perfeitos, essa onda de luz natural parece ser uma espécie de “genoma de Deus”, mas não vou apelar como fazem os charlatães, nem sei quem produziu a primeira onda dessa luz. Assim como sua mente abstrata, invisível, tem uma força que pode mover seu corpo material quando aplica sua vontade nele, assim essa luz invisível dentro do seu corpo pode atuar numa célula doente e move-la para se tornar saudável. Mas apesar da mente ter um corpo cuja substancia é luz (segundo meus cálculos, e não podemos mover esse corpo de luz porque nossa consciência ainda é um mero feto de consciência cósmica), ainda não aprendemos como fazer a mente manipular essa luz, por isso me refiro aos laboratórios e o método cientifico. Seja como for, digo e repito: esta é a unica possibilidade que temos de combater e eliminar esse terrorista. E você deveria estar se ajudando a si próprio tentando me ajudar a entrar num laboratório e orientar os pesquisadores como iniciar essa batalha.











Como ocorre a transformação evolutiva dos sistemas naturais e das especies vivas

Saturday, August 24th, 2019

xxxxx

Pense num tanque ou lago de águas paradas onde cai uma pedra. Olhando desde a margem do lago, portanto de cima da água, você vê a água formando ondas em círculos concêntricos. Imagine que você esta vendo se formar o segundo circulo, no qual você vê como era o Universo a 13 bilhões de anos atras, uma nebulosa de átomos leves, gasosos, e já se formando algumas estrelas de puro gaz. Desse segundo circulo, matéria como poeira e detritos são empurrados para a frente enquanto a terceira onda se forma e quando esta formado o terceiro circulo você vê o Universo como uma aglomerado de galaxias.

Assim funciona o mecanismo natural que transformou um único sistema inicial na origem do Universo em sistemas de átomos, e depois destes sistemas de átomos produziu os sistemas astronômicos, dos quais evoluíram os sistemas biológicos vivos, e destes agora, esta se formando o circulo dos sistemas de consciência pura. A evolução avança através das ondas de complexidade.

Mas como e porque cada novo circulo agrega mais novas informações aos sistemas que vem dos círculos ou ondas anteriores? Porque o Universo tem uma substancia espacial que é formada de uma matéria escura ainda não bem compreendida, que não parece ser formada de átomos e partículas, e no meio, junto com essa matéria escura, existe a onda de luz natural original emitida no momento do Big Bang. Isto significa que alem das ondas dos sistemas, como o resto da água que você vê em volta no lago, existe essa substancia misturada de escuridão e luz. Mas tem um importantíssimo detalhe…

Nos descobrimos ao observar o espectro eletromagnético formado de sete tipos de radiações, cada qual uma cor diferente na mesma sequencia das cores do arco-iris, e cujas radiações são na verdade essa onda de luz original, que ela é como uma coisa viva. A onda de luz universal tem um corpo formado de sete partes funcionais e essa anatomia toda é um sistema completo, funcional, como um ser vivo! Em seguida fomos descobrir que o design desta anatomia da luz é o mesmo design de uma unidade fundamental de informação do nosso DNA…!!!

Em outras palavras, a luz que banha todo o Universo, funciona como o nosso DNA. Como o DNA tem um código encriptado nele contendo todas as informações para construir um corpo humano, a luz universal tem nela encriptado o código para construir um sistema natural universal.

Então na sua embriogênese quando você era apenas um feto, as informações para construir sua forma futura de embrião e ate de criança peralta ou adulto paquerador já estavam ali, `a sua frente, esperando sua vez de entrar na grande obra. O resto da água que circunda em volta da onda que você vê formada pela caída da pedra não tem as informações para construir nada, mas quanto a evolução natural, o espaço a frente de qualquer forma que o sistema esteja, tem as informações que lhe serão agregadas e o transformarão numa nova e mais complexa especie.

Sacou? Não é lindo e gratificante se infiltrar escondido nos labirintos da natureza enquanto ela dorme e não o percebe, e descobrindo seus segredos mais íntimos? isto porque esta Natureza ainda não lhe revelou um mindinho de suas maravilhas, do que ela é capaz de fazer.

Nos, que somos a forma biológica deste sistema universal, estamos no quarto circulo, a quarta onda. Mas a luz completa tem sete ondas, sete camadas de complexidade, como sete são as cores do arco-iris. A diferença entre o que faz uma onda e a sua seguinte é fantástica. Olhe a diferença entre um átomo e uma galaxia, ou a diferença entre uma galaxia e uma célula viva!. Nos estamos na quarta onda. daqui vamos para a quinta. O que sera de nos na quinta? O que esta quarta onda esta ensaiando fazer a partir de nos – um sistema de auto-consciência, sei la de que tipo de substancia! – da para saber que não temos a menor ideia de como seremos na quinta. E depois… ainda vem a sexta, a sétima…

Coitado dos arrogantes que clamam aos quatro ventos que já sabem tudo… Eles sabem que botando fogo na Amazônia, eles e seus herdeiros serão mais ricos e mais felizes no futuro…

… pois eu não sei de nada, e não tenho a minima ideia, man…

Então estou em melhor situação que eles. Cada nova descoberta, cada novo insight da imaginação, como esse agora notando a semelhança entre as ondas na água e as ondas da luz natural… quase divina… nos proporciona uma alegria imensa, a qual nunca sera experimentada por quem já sabe de tudo…