Posts Tagged ‘polarização’

Povo Rural (F1 = fechado); Povo Urbano (F4 = dispersivo)

Monday, July 15th, 2019

xxxxx

Lendo um debate sobre diferenças politico-ideológicas entre povo rural e povo das grandes cidades fui despertado para o fato que ambos representam fielmente as propriedades e tendencias de duas funções sistêmicas da Matrix/DNA formula.

Isto é surpreendente e animador ao mesmo tempo. Surpreendente porque uma pequena diferença ou variação surgida pela forma como humanos se assentam em diferentes tipos de comunidades é a mesma diferença que existe na formula universal de todos os sistemas naturais. Animador porque assim se projeta a reflexão sobre o fenômeno social das diferenças entre rural e urbano a um novo nível, inédito, nunca pensado antes, que extrapola o humano, a sociedade, e cai na profundidade da natureza universal, descobrindo que esta esta’ na base da criação desse fenômeno social.

E muito importante. trata-se dos valores morais humanos. Sei que na formula, a função F1 revela varias tendencias, como ser conservativa, comunidade fechada tendendo a ser isolada, mentalidade reacionária e preguiçosa evitando mudanças e não buscando o progresso cientifico-tecnológico-evolucionário. O que se vê na formula, vê-se numa comunidade rural entre humanos. E sei que na formula a função F4 revela varias tendencias, como levar os valores tradicionais a sua dispersão no espaço até se desfazerem, tendente a aventuras no desconhecido buscando mudanças, etc. Isso descreve o cidadão urbano.

Agora quando nesta cidade grande que vivo, sou aproximado por imigrantes brasileiros que vieram de um pais mais ruralista e menos desenvolvido e ainda mais, vieram de pequenas localidades rurais, e logo começam a falar em Deus, mostrando que vivem a atmosfera das igrejas evangélicas e seus pastores na cidade grande, posso raciocinar e responder que: “Vocês estão trazendo para esta cidade grande, valores, crenças, religiões, de cidades rurais pequenas, e pensam que estão respeitando a atmosfera reinante no local que os esta’ hospedando, mas estão enganados, os urbanos aqui não vivem esta atmosfera religiosa e tem a tendencia de dispersarem no espaço os valores morais destas religiões até que se desintegrem. Mantenham sua religião para vocês quando reunidos dentro desta cidade, mas evitem pregarem estes valores quando estão no meio dos locais, se não querem viver como comunidade isolada aqui dentro e querem se adaptarem e se integrarem nessa sociedade”.

Interessante como até a localização e tendencia de modo de vida humana é ditada pela formula que esta’ na sua genética e modelando o ambiente astronômico em volta dela. E a formula pode fornecer sugestões jamais pensadas sobre como podar os extremismos das duas situações.

Mas cuidado la’ que existem senões a esta minha teoria. Por exemplo, o que postou um debatador: When I say that big cities are more diverse, that diversity includes both conservatives and liberals. About 1 in 3 New Yorkers is a conservative despite being considered a heavily liberal city.”

Isto lembra que a diferença não é como 8 ou 80, existem alguns F1 no meio de F4 e vice-versa, ao menos temporariamente.

E outro debatedor: ” There is a critical difference between a venue ( venue aqui significa o local onde as coisas acontecem, ou um ponto de encontro), and a city. A venue has a purpose. A city has no purpose. It emerges from a conflux of interests, convenience, desire, chance and circumstance. There are venues in cities that serve apolitical purposes and that facilitate people of different beliefs learning how to get along, but that’s not what a city is. Likewise, there are venues that do the same thing in rural areas, but that’s not what a rural area is.”

Este comentário tem material para uma profunda reflexão filosófica sobre a natureza dos fenômenos, mas um assunto muito difícil, complexo. Porque na formula um corpo de desenvolvendo pelo ciclo vital nasce com uma tendencia extremista e no percurso de seu desenvolvimento ate atingir a maturidade adulta ele mudou totalmente para a outra tendencia oposta extremista? Ou seja, mudou de sistema fechado para sistema aberto.  O comentador captou bem isso. Em F1 existe um proposito firme, conservador, egoísta, redutor. Em f4, ou o proposito mudou ou deixou de existir qualquer proposito em absoluto. Qual o oposto de proposito +1? Seria -1? Ou zero? Certamente seria -1. Seria como que em F4 houvesse a intenção de eliminar todas as características enraizadas no genótipo para estas mudanças criarem um novo fenótipo. Ondas da evolução, transformações das especies.

E meu post como resposta ao comentador acima:

MatrixDNA – post at 7/15/19
You said:

There is a critical difference between a venue and a city.

Excuse-me my two cents here. You mentioned a very pretty observation and I can not resist it. But my saying is strange for you based on another culture/method. I am analysing this issue from the perspective of a universal formula of natural systems, which is the natural template producing this ideological polarization, as everything else in this Universe.

You said that venue has a purpose and city has no purpose. Let’s say that venue’s purpose is +1. Which is the opposite of +1? Would be -1 ( an opposite purpose) or zero ( no purpose at all) ? Ok, the template is indicating that venue has the purpose to be a closed system and city has the purpose to be a opened system. The template suggests that venue and city are a unique body developing under the process of life’s cycles. Venue is the first enfant shape of this body, city is the adult shape. Ok, this is right with what we can see in real evolution: first there were rural venues, later came the cities. It is obligatory as natural imposition by Nature’s universal formula that when humans composes cities, they acts like opened systems ( we can see in the formula that the enfant body has spin-left and when it arrives at adulthood it changed for spin=right, but for seeing it you would need to see the formula ). Opened systems has the tendency to eliminate the ancient morals and behaviors that are rooted into genetics and psyche like changing the molecules of the genotype for these changes creating a new phenotype, a new species. Ok, now I understand what is happened, why this difference between purposes of venues and cities. it is the universal common way that evolution walks, by waves of evolution). Sorry, you are missing something: city has a purpose, just the opposite purpose of venues.

xxxx

O debate que inspirou esta descoberta esta no Reddit ( acho que fiz aqui um artigo sobre o assunto discutido – polarização politico-ideológica visível na modernidade atual).

Link: https://www.reddit.com/r/philosophy/comments/cbxxl8/what_polarization_does_to_us/