Posts Tagged ‘presa’

Como entender a psique dos comerciantes e outros negativistas dessa pandemia

Thursday, March 25th, 2021

xxxx

Assista o vídeo no link e depois leia o texto abaixo.

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1136681863448206&id=100013192092049

Ele explica tudo em três palavras: “Aqui não tem cordeiro”

Tudo é trino, tem a dualidade dos dois opostos e acima desta dimensão tem o transcendente meio-termo, ou superação dos dois opostos. Mas quando se cita um dos dois opostos estamos na dimensão do dualismo inexorável natural. Então qual o oposto de cordeiro?

Predador.

O jeito que ele fala, a agressividade nos seus gestos, a aparência física planejada para se impor pelo tamanho e iludir conquistando pela imagem ao invés da ética , moral e fraternidade, tudo bate com o previsto de como um instinto predador trabalha a genética fazendo o corpo que vai encarnar. O modo como ele falseia a palavra “trabalho”, a atuação na vida como “comerciante”, a cegueira do racional perante uma pandemia, todas características reveladoras de um predador.

Ele acerta descrevendo o contexto de um momento, dizendo: “Não podemos parar, eu vou quebrar, e como os empregados vão comer?”. Jamais vai lhe passar pela cabeça que o contexto sem solução do momento é puro efeito do que ele vem fazendo de errado na vida. E o pior que a maioria das pessoas não vão também atinar com as causas mais profundas que produziram este final doloroso, e os outros predadores jamais vão aceitar as causas verdadeiras. Jamais vão entender nas leis naturais porque a competição leva ao caos e extinção, enquanto apenas a cooperação pode levar `a transcendência. Uma espécie biológica que cria um sistema social como este baseado no “mercado” revela que recém veio dos primatas ancestrais, portanto com a genética que modela a psique ou com caninos abstratos de predadores ou com cornos e orelhas longas abstratas das presas. E essa espécie não consegue se auto-conhecer para entender os efeitos criados pelos seus comportamentos. E mais vai adiar esse autoconhecimento e mais vai continuar sofrendo as dores destes efeitos, enquanto mentirem que ao invés dos macacos e remotos ancestrais erráticos dos céus vieram dos céus como Adao e Eva…

Pobre criatura, mas quebrar no bolso agora pode ensiná-lo algo da realidade que o motive a evitar o inferno amanhã… Aqui se aplicaria aquele velho dizer de que “Deus escreve certo por linhas tortas”. Pois permitir essa pandemia agora sobre estas criaturas tão erráticas é escrever com linhas tortas o presente para que se torne o certo no futuro…

Minha missão não é despertar os leões ou ovelhas nos homens, e sim exorciza-los para a nossa transcendência. Chega do repugnante animalismo

Wednesday, March 24th, 2021

Cartaz veiculando entre extremistas com instinto de leões predadores:

xxxx

Nem leões, nem ovelhas e sim despertar o cósmico no homem

Dollar Street: Website nivelando famílias de todos os países, pelo status social. Evidencia da teoria predador/presa da Matrix/DNA

Monday, December 28th, 2020

Website: https://www.gapminder.org/dollar-street

Vídeo de apresentação da obra no próprio site e no TED.

Elogiável humanístico trabalho – iniciado e dirigido pela sueca Anna Rosling Rönnlund – mostrando detalhes da vida de famílias em todos os países, de todos os níveis de renda, leva à conclusão que não são as diferentes mentalidades e culturas dos povos que diferenciam o destino de cada humano, e sim, simplesmente, seus status social. Ou seja, a casa e nível de vida de uma família da Etiópia que tem renda mensal de U$ 6.000 (seis mil dólares) é em tudo igual ao de outra família em qualquer parte do planeta que tem a mesma renda mensal. Assim como as famílias que estão no nível de 200, 400, ou 1.000 dólares mensais. Recebeu o nome de Dollar Street porque o método supõe uma única rua onde moraria todos os tipos de famílias, sendo que á esquerda seria os mais pobres, no meio as classes médias e á direita os mais ricos.

Isto vem provar e reforçar ( ao menos é inegável evidencia) a tese da humanidade ainda se dirigindo pelos instintos determinantes do poder no habitat herdados dos animais irracionais. Culturas, religiões, sistemas sociais como capitalismo ou comunismo, etc, são tudo conversa para boi dormir, nomes e símbolos inventados pela conveniência dos predadores em justificar e manter a divisão de poder nas sociedades.

Registramos aqui esta excelente fonte de informação que serve como argumento para minha teoria e para profundas pesquisas sobre o estado geral da humanidade atual.

Explicando porque os mais desumanos são os mais sociáveis que chegam sorrindo, lhe cumprimentando com apertos de mão, elogios, etc., para te devorar.

Sunday, April 19th, 2020

Mantenha-se adorando os instintos a predadores, enquanto eu tento boicota-los, você é livre para escolher, mas não me venha reclamar da vida.

Porque as pessoas mais agradaveis, que tem as maiores habilidades sociais, que  são mais sintonizadas socialmente, se mostram as mais desumanizadas quando ocupam cargos politicos ou nas corporações?

Esta pergunta foi feita por David Brooks, na excelente palestra do TED.com, com o titulo “The social animal”.

Ora, penso que existe uma resposta obvia demais. Nâo poderia ser diferente, de acordo com os processos naturais. Quem é o melhor sintonizado com um tipo de sistema social? Digamos, o capitalista, o monarquista, o comunista, etc?

Quem tem o tipo de personalidade dos que criaram o sistema, ou faz parte do grupo criador e mantenedor do sistema social.

Essa resposta de pronto já levanta uma reação negativa:

“Ora, os que ocupam cargos políticos ou presidentes de corporações, como o Trump, o Bolsonaro, não participaram da montagem do sistema capitalista.”

– “ Note bem: eu não falei de pessoas, mas da personalidade. Um tipo de personalidade especifico. O qual vai agir sempre igual por milhares de anos, atraves de cada pessoa que apresenta esse tipo de personalidade. Todos os tipos de humanos tem um tipo de personalidade especifica que veio da evoliução dos animais ancestrais – com as rarissimas excessôes dos que evoluiram seus intelectos para uma especie de religiosidade cosmica e com esse intelecto forte conseguiram se auto-exorcizarem dos instintos herdados. Então devemos buscar naqueles animais ancestrais as raizes dos tipos de personalidades dos humanos atuais. Quando vamos nos reinos daqueles animais, seja nas selvas ou desertos dos continentes, nas aguas dos rios ou oceanos, ou das aves nos ares, observamos que existe semptre um mesmo padrão de organização, digamos, social, erigido pela cadeia alimentar. O padrão é a divisão das criaturas em tres classes de poder, ou divisão social. Na selva por exemplo, vemos essa divisão por tres representada: 1) o 1% da inteira população constituido pelos maiores predadores, como leões, anacondas, tigres, àguias, tubarões, etc. 2) Talvez 15% da inteira população, constituida pelos médios predadores, como lobos, hienas, urubus,bagres, etc. 3) Os 80% constituidos das presas, como ovelhas, capivaras, coelhos, lambaris, passarinhos, etc.

Esse sistema das selvas foi exatamente imitado pelos humanos ao long da sua historia. Todos os sistemas sociais até agora praticados por humanois, seja a monarquia, com seus reis e corte, capatazes e escravos ou plebeus, ou o comunismo, ou o capitalismo, são dividios em tres classes sociais pela força bruta, primeiro iniciando pela força bruta fisica do corpo maior e depois destes “corpos maiores” se unindo em gangs e aplicando a força bruta das armas.

Então como é que as vezes um individuo vindo da classe media se adapta tao bem nestes sistemas que se torna eleito pelos povos ou acionistas de corporações? Estes instintos estão inseridos na genetica que veio dos animais. Quando um novo humano nasce, um dos genes para um tipo de instinto pode ser dominante e modelou o corpo e a psique do individuo com, digamos, 50% para ser grande predador. Mas creio que a criação dai para a frente vai escolher um dos tres caracteres, dependendo do ambiente dos pais, da educação dos pais, da cultura da sociedade, etc. Então não esta previamente determinado, existe um pouco de escolha no tipo de instinto, então essa genetica é flexivel, maleavel. Acho evidente no Bolsonaro a expressão do carater para predador, tanto que começou como militar e não como pedreiro ou roceiro. Mas não nasceu de uma familia com genetica para grande predador. No entanto tem sido rodeado pelos grandes predadores para ser um capataz-medio predador de destaque na administração do territorio, que pertence aos grandes predadores. Por isso eles se entrosam rapido, se encaixam, no papel de atores sociais, porque já possuem até mesmo no subconsciente a tendencia para criar e manter o tipo de sistema social copiado dos animais existente. Para pensar numa pergunta como essa do David Brooks, a pessoa tem que estar meio alienada da evolução biologica e das raizes da humanidade. Ou então ele acredita na teoria de que estas  raizes vieram de Adão e Eva.

Meu comentario postado no TED:

Louis Charles Morelli – Posted at 19/04/20

“Why are the most socially-attuned people on earth completely dehumanized when they think about policy?”

That´s easy: because they have the personality of those that created and keeps this kind of social system. Being adjusted to the system, they are automatically its best representatives. I don´t understand why modern and intelligent people like Mr Brooks keeps trying to hidden or forgetting the humans roots. It were our ancestral animals, not Adam and Eve. So, when creating a social system, humans does it by their instincts. So, who play the rules in the jungle, in the ocean, or in the air? The biggest predator. Due the brute force, they creates and keeps all human social systems, be it monarchy, communism, capitalism, and so on. Only when humans will self- exorcising from these animals instincts for big predator, medium predator and prey, they will create a system without the big 1%, the class media and the slaves. Only them, the politicians and CEOs will not be dehumanized.

Predadores/presas: novas informacoes

Saturday, September 14th, 2019

xxxxx

O que faz um humano adulto ter o instinto para predador ou presa? Determinacao genetica antes do nascimento? Ou os tres instintos vem na genetica como potencial latente e alguma coisa depois seleciona um? Ou outra…

Este texto abaixo pego ao acaso fornece uma pista:

Professor Heard studies epigenetics — changes to genetic activity that can be passed down to daughter cells without affecting the underlying genetic code. Among bees, for example, a simple difference in food supply means that a larva becomes either a worker or a queen.

Sera que isto funciona com humanos tambem?

 











Ideologia da Ciencia Academica Oficial e Predador/Presa: como surgem e se consolidam

Friday, July 19th, 2019

xxxxx

A pessoa se forma em algo ( uma visão do mundo antropomórfica, como o leão acredita que o seu território com suas presas foi criado para ele, é extensão dele), se especializa nesse algo, faz mestrado, doutorado sobre esse algo, e assim por diante, colocando um bloco sobre outro, formando a imagem.

Quando nos desobedecemos as disciplinas clássicas, criamos novas disciplinas e formatos. Isso é descolonização do conhecimento.

Narciso (o predador ou o teórico cientificista da elite) é um jovem caçador, amaldiçoado a amar a própria imagem. Quando olha seu rosto refletido no espelho d’água, ele se encanta, e passa o tempo todo se olhando, falando, e querendo beijar-se. Eco ( a presa, ou o aluno) é apaixonada por Narciso, o segue, mas ela é uma ninfa amaldiçoada a apenas repetir as últimas palavras proferidas por Narciso ( as presas repetindo os salmos religiosos inventados pelos predadores ou os alunos repetindo as frases de impacto dos professores). Na lenda, tanto um como outro são metáforas interessantes, para pensar o que tem sido o grupo social no poder e o conservadorismo da paixão pelos valores coloniais ( dos predadores e presas).

Assim acontece a maldição do país colonizado, que continua medíocre enquanto celebra o pacto com Narciso e ignora a própria historia para idolatrar a historia falsa cantada por Narciso ( o povão brasileiro idolatrando a história da bíblia dos judeus).

(Texto extraído do livro “Plantation Memories”, traduzido para o português como “Memorias da Plantação – Episódios do Racismo Cotidiano” , Edit Cobogó, de Grada Kilomba, pensadora e artista de descendência angolana radicada em Berlim). Mas ai tem minha opiniao critica abaixo:

xxxxx

Meu comentario postado no Instagram da Grada Kilomba:

https://www.instagram.com/p/B0GwzLSIA63/

Aprovo a atividade de falar alto tentando desmascarar os predadores. Mas as presas são a outra metade da culpa. Os países dirigidos por negros e as comunidades rurais negras da Africa continuam imitando a selvageria das nossas origens vindas da selva. Porque Kilomba não vai la gritar alto para tentar fazer aquele povo dar um salto evolutivo intelectual rumo a boa convivência, a busca de atuar na ciência e tecnologia que constrói o poder de seus predadores? Esse eterno choro como auto-comiseração dos fracos nunca produziu nada para os fracos, pois ninguém convence leões a aposentarem seus caninos e tornarem-se vegetarianos. A estrategia correta seria fazer as presas crescerem seus chifres e defenderem-se e avançarem tecnologicamente em bloco coeso.











Manifestações do instinto a predador no humano moderno

Thursday, July 18th, 2019

xxxxx

https://www.tnh1.com.br/noticia/nid/menor-que-amordacou-e-matou-colega-no-pi-disse-que-sentia-desejo-de-matar/

Menor que amordaçou e matou colega no PI disse que sentia desejo de matar

Segundo o adolescente de 16 anos, esse desejo era recorrente e viu na vítima a oportunidade de realizar, pois disse que a vítima era uma presa fácil. Em nenhum momento, ele apresentou algum sentimento”,

Na casa do acusado, policiais apreenderam o livro “Mentes perigosas, o psicopata mora ao lado”. (ler este livro)