Posts Tagged ‘vontade’

Vontade, motivação do ser humano: como esta Natureza criou este fenômeno?

Sunday, January 31st, 2021

Albert Einstein disse:

” HÁ UMA FORÇA MOTRIZ MAIS PODEROSA QUE O VAPOR, A ELETRICIDADE E A ENERGIA ATÔMICA: A VONTADE”

E eu não concordei com a palavra “motriz”:

Errado! Motriz é pura força física, que se move ou é movida ao léu, sem propósito, e se construir algo, nada mais será que séries de camadas de coisas simples, nada complexo. A vontade no organismo humano vem da vontade dos genes em construírem este organismo. Essa vontade é Matriz, Matrix, não Motriz. A Matrix avança com um proposito, está programada por um proposito, por isso ela constrói, ondas de complexidades. Foi o que resultou da minha investigação como filosofo naturalista, uma História Universal explicada satisfatoriamente por uma Matrix que é uma fórmula natural geradora do princípio da ordem sobre o caos e de todos os sistemas naturais, como corpos humanos. Uma Matrix que está encriptada na anatomia visível formada pelas ondas de uma luz que se propaga no tempo e no espaço desde o Big Bang. A vontade humana, nada mais é que a auto projeção daquela força que faz a onda de luz se propagar distribuindo suas propriedades físicas. Einstein investigou a luz com afinco, porem sob a tendência mecanicista da Física e da Matemática, por isso ele não percebeu na luz suas propriedades mais importantes que são notadas por outra tendência, a biologia vitalista.

Debate no Instagram (ofilósofo) em:

https://www.instagram.com/p/CKtjk9QDC28/

Apresentação no Facebook:

Apenas procurando conhecer e entender os detalhes do mundo natural, da nossa “Natureza”, vamos obtendo as informações que servem de alimento para expandir a consciência é transcender esta forma meramente animal. Na bíblia, às vezes teve algum escritor sábio que imaginando o que seu Deis diria, escreveu: ” Se queres Me conhecer, saber Quem sou, ou como penso, estude Minha Obra”. Sim, claro, pela obra se revela o caráter e estilo do artista. Irônico é que dizem sermos nós – os agnósticos filósofos naturalistas – como ateus, mas na verdade parece que procuramos e nos aproximamos mais de Deus que os religiosos, que são preguiçosos neste estudo da Sua Obra. Estudamos os efeitos e buscamos as causas longínquas de cada detalhe visto neste mundo natural, e a vontade humana é um destes detalhes. E o que encontramos? Luz!