Archive for the ‘Cosmovisão da Matrix/DNA’ Category

Respeitáveis argumentos questionando a nossa posição como filósofos naturalistas e a teoria acadêmica da abiogêneses

segunda-feira, dezembro 18th, 2017

xxxx

Comentario extraido do youtube sobre o video:

https://www.youtube.com/watch?v=xyhZcEY5PCQ

niwrad – publicado mais ou menos em 30/11/2017

This video is a pseudoscience dressed up as science for the purpose of promoting a philosophy of naturalism – the belief that every phenomena that exists in nature is the product of natural processes.

Well, when we compare scientific knowledge about the behavior of natural processes with the naturalistic belief that these processes produced the collection of matter with the ability to use surrounding material to reproduce and maintain its structure(life), the pseudoscientific character of this belief is obvious. Every instance of knowledge gained through observation and experimentation shows that all processes in nature head toward a state of minimum total potential energy and NOT toward a state that will provide a collection of matter the ability to use surrounding material for its reproduction and maintenance. So believing in abiogenesis is believing that nature can do something we know from observation and experimentation it can’t do.

Este vídeo é uma pseudociência vestida como ciência com o objetivo de promover uma filosofia do naturalismo – a crença de que todo fenômeno que existe na natureza é o produto de processos naturais.

Bem, quando comparamos o conhecimento científico sobre o comportamento dos processos naturais com a crença naturalista de que esses processos produziram a coleção de matéria com a capacidade de usar o material circundante para reproduzir e manter sua estrutura (vida), o caráter pseudocientífico dessa crença é óbvio . Toda instância de conhecimento adquirida através de observação e experimentação mostra que todos os processos na natureza se dirigem para um estado de energia potencial mínima total e NÃO para um estado que providencie uma coleção de matéria a capacidade de usar o material envolvente para sua reprodução e manutenção. Então, acreditar na abiogênese é acreditar que a natureza pode fazer algo que sabemos de observação e experimentação que não pode fazer.

Resposta da Matrix/DNA:

De fato, eu desconheço na natureza alguma outra situação onde um certo arranjo de matéria torna-se auto-reprodutivo. Quanto ao segundo argumento, de que não existam parâmetros para uma porcão de matéria que mantenha sua estrutura não existem nem nos dados reais científicos, pois tudo esta sujeito a entropia e decai. Mas existem situações em outras circunstancias onde uma porcão de matéria mantem por um certo tempo sua estrutura e com um potencial inicial de energia: átomos, sistema estelar, galaxias. Ou não?

Voltando ao primeiro argumento, o fato de eu desconhecer não significa que não exista. Mesmo assim, temos um racional e forte modelo teórico – desconhecido da comunidade cientifica – em que uma simples porção de matéria seja reproduzida, pelo processo da auto-reciclagem. E’ o nosso modelo sobre os building blocks dos sistemas astronômicos. E neste modelo, a porcão de matéria formando uma estrutura utiliza material circundante, que e’ a energia de uma estrela fora do sistema.

Mas como se trata de uma teoria ainda não provada, o argumento contra a filosofia naturalista e’ respeitável, o que serve também inclusive para nos, defensores desta teoria não-cientifica que interpreta os fenômenos naturais por uma perspectiva diferente da visão cientifica acadêmica,  questionar a teoria da abiogêneses.

xxxx

O argumento matematico

Mathematics also contradicts this naturalistic belief since life is just a specific arrangement of matter, and in order for natural processes to find it, they must scan through its various arrangements. But given the fact that the ratio between non-living and living arrangements of matter is many orders of magnitude larger than the total number of matter rearrangements in the history of Universe, it is mathematically impossible to find life through matter rearrangement process.

Simply put, science disproves philosophy of naturalism, and shows that this video is a pure propaganda.

Dois embrioes em gestacao conversando – por Laurie Seymour

segunda-feira, dezembro 18th, 2017

xxxx

Consciousness: Two Babies Talking in the Womb By Laurie Seymour

The Parable

In a mother’s womb were two babies.  The first baby asked the other:  “Do you believe in life after delivery?” The second baby replied, “Why, of course. There has to be something after delivery.  Maybe we are here to prepare ourselves for what we will be later.” “Nonsense,” said the first. “There is no life after delivery.  What would that life be?” “I don’t know, but there will be more light than here.  Maybe we will walk with our legs and eat from our mouths.” The doubting baby laughed. “This is absurd!  Walking is impossible.  And eat with our mouths?  Ridiculous.  The umbilical cord supplies nutrition.  Life after delivery is to be excluded.  The umbilical cord is too short.” The second baby held his ground. “I think there is something and maybe it’s different than it is here.”

The first baby replied, “No one has ever come back from there.  Delivery is the end of life, and in the after-delivery it is nothing but darkness and anxiety and it takes us nowhere.” “Well, I don’t know,” said the twin, “but certainly we will see mother and she will take care of us.” “Mother?” The first baby guffawed. “You believe in mother?  Where is she now?”  The second baby calmly and patiently tried to explain. “She is all around us.  It is in her that we live. Without her there would not be this world.” “Ha. I don’t see her, so it’s only logical that she doesn’t exist.”   To which the other replied, “Sometimes when you’re in silence you can hear her, you can perceive her.  I believe there is a reality after delivery and we are here to prepare ourselves for that reality when it comes….”

Video/Palestra sobre Mudancas de Paradigmas

quinta-feira, outubro 19th, 2017

xxxx

Como a Matrix/DNA Theory e’ um novo paradigma, a palestra neste video nos interessa, e abaixo vai meu comentario postado no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=RxOTi_ZKftg

Palestra | Os Paradigmas e o Novo Tempo [CM+P]

Ok… mas… senhor Juliano, como o senhor reage a uma nova ideia que vai contra o seu paradigma da espiritualidade kardexista ou mesmo de Chico Xavier? Ou o senhor utiliza o dogma de que “paradigmas devem mudar” apenas contra a ciencia e a religiao porque estas sao reacionarias para com o espiritismo? O senhor concorda que os paradigmas do espiritismo terao que serem mudados tambem? Mas como o senhor aceitara estas mudancas, que tipos de mudancas serao estas? ( muitos erros de ortografia devido usar teclado ingles). Pois bem, para testar sua honestidade e disponibilidade para com sua evolucao, existe uma nova ideia exatamente capaz de fazer isso. Me refiro a Matrix/DNA Theory, em http://theuniversalmatrix.com . Aplicando metodos ineditos como anatomia comparada entre os sistemas naturais vivos e “nao-vivos”, o autor descobriu que existe um sistema-elo evolucionario entre evolucao cosmologica e biologica: o building block dos sistemas astronomicos e’ a mesma formula natural do building block do DNA. Isto significa que o ultimo ancestral nao-biologico nunca viveu na Terra e sim, e’ a propria Via Lactea. E significa que o DNA nao foi iniciado na Terra, e sim e’ apenas uma forma biologica de um “dna” existente nos sistemas astronomicos, atomicos, e as origens dessa matriz/dna retrocedem ao Big Bang. E significa que a consciencia humana sempre esteve encriptada nesta matriz/dna universal desde os atomos, apenas se levantando expressada no homem. Entao, entidades espirituais nada mais sao que expressoes mais evoluidas desta consciencia em outros planetas. Porem o mais importante desta nova ideia e’ o codigo moral e o comportamento mais agressivo e energetico que ela sugere do que o comportamento sugerido pelo espiritismo. E aqui ela mexe contigo de maneira tao incomoda que certamente iras buscar todos os argumentos para rejeita-la, como estao reagindo materialistas e religiosos. Inclusive os argumentos rebuscados, ocultos, no seu paradigma. Aceitas o desafio? De uma olhada no website e retorne aqui dizendo como te comportaras de hoje em diante em relacao aos homens, a sociedade, o trabalho, etc. ( e talvez o senhor sera’ obrigado a conhecer esta nova ideia, pois o autor me disse que a qualidade de seus videos e’ a melhor indicada para fazer o filme de sua sua teoria e podera contratar a Pozati…)

Adão e Eva e o Paraíso, a Queda,… esta sendo provado pela Matrix/DNA?

quarta-feira, agosto 9th, 2017

xxxxx

Num debate na Internet consegui explicar uma das teorias da Matrix/DNA de forma nunca pensada antes. Registro aqui o debate para pensar nisto:

luvdomus  – 4 hours ago – 8/9/17:

The ‘jump” of abiogensis was a series of very small steps over millions of years.

There was no origins of life, so, no jump of abiogenesis. Biological systems (aka,life) were built by the building blocks of this galaxy, which worked as photons-genes and became the building blocks of DNA. All known properties of life were existing in less evolved state at this galaxy, by entropy its information fail to Earth surface, as the initial conditions. See at my avatar and website the face of LUCA ( the Last Universal Common Ancestor) the evolutionary link between inorganic and organic, but it never came to Earth, it is surrounding us in the sky. Ok I described my theory. But you said “The ‘jump” of abiogenesis was a series of very small steps over millions of years”, in an affirmative way. You was not there, you have not watched it, so you need to advise that you have a theory. Time and more data will solve which is the best.

+Luvdomus – Why do you believe it happened by small steps? Science has never shown life to come from non life in small steps or big steps ever. So why would you believe it?
+Luvdomus – that’s because bacteria and viruses also play a roll in the complexity of life , this video did not get to that yet. Also 4 billion years of evolving matter to living things is hardly a jump. Do you really understand how long 4 billion years is ?

Smoothsay2 Smoothsay 

+Santana – Do you really believe that chemicals could assemble themselves into DNA that is programmed to build cells, rna, cellular machinery, & self correcting rna polymerase transcription functions & reproduction systems? Rather a wild accident isn’t it 4 billion years or 100 billion years do you actually believe this would happen?

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli 48 minutes ago

Smoothsay2 – Now, imagine this belief growing. Then they will write their sacred book. ” There was a talking rock radiating light that separated the waters of the Red sea and came to Prophet Darwin saying that…”
I suspects in this way were wrote the Kuran, the Bible, etc. and, do you believe that till today there are people believing in that?! But, for telling the thru, I found that Genesis is the correct scientific description of the events that brought life and the man to Earth. It is the right description of LUCA (the Last Universal Common Ancestor) and the events creating life here. If you see and understand how works the system called LUCA ( its face is at my avatar – the life cycle of any astronomic body like Earth, and the building blocks of galaxies), you will discover all Genesis’s symbols there: the system was a paradise for X and Y (Adam and Eve), in shape of an apple, with a systemic circuit in shape of a snake, the spiral galaxy seems a tree, etc. In fact, X convinced Y to eat the apple ( which means the selfish state of closed system). And attacked by entropy the system falls to planet’s surface, in shape of genes-photons, which guided the terrestrial atoms to build aminoacids, molecules, RNA, till the first cell, which is the exactly biological copy of our sinner ancestor… the Milk Way.

Genesis is all about metaphors describing the scientific complexity for lay man! But how any ancient man knew that? 2 theories: 1) our ancestor and those events are registered at our DNA ( the junk DNA) which are at the center of our neurons and altered mental states produces flashes from that memory. Since ancient man did not know nothing about astronomy, he found the way to explain it by metaphors. 2) Aliens were here and told it… I don’t see another alternative, since I can not believe that a God of a multiverse came here…

oz surveillance oz surveillance1 minute ago

Louis Charles Morelli – the problem with metaphorical ideas is they are subject to any kind of interpretation so you will always will be able to make them match with any scientific or metaphysical theory.

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli1 second ago

oz surveillance _ Ok, then, I will invite you to a challenge:
Find the scientific theory that matches with the following:
1) We built this modern city where humans will live as a paradise. But like the Brave New World of Huxley and under the Big Brother, humans will be stupid and stagnating in this shape forever. Take the red pill if you want living here;
2) Outside there are those humans cities in state of chaos, lots of problems, misery, diseases, etc. But, those people will be opened to their evolution, they could reach the galaxies. Take the blue pill if you want that.
This was the exactly situation the author described with Eve offering the apple: eat the apple, the red pill, standing forever in this “jungle” paradise I built for us; do not eat the apple and we fall in chaos far away from here…
We found that the vital principle is encoded in a light wave, like that emitted after the Big Bang. The code worked matter and built the atom system, the star system, and when went to build the galactic system… matter was reaching its supreme goal, which is to be a closed system at eternal termodynamic equillibrium.
The code could doing a choice, unifying with matter and living that paradise; or fighting matter, suffering at chaos but keeping the state of opened system, opened to its own evolution. The red pill or the blue pill?
The code choose the paradise, from the Universe came the Clausius Law, the entropy that produces the death of any system. The code falls at planets, here we are. Please, find the scientific theory that matches this metaphora like the Matrix/DNA Theory – a merely philosophical naturalist theory, matched it… Good look…
E um dia depois, retorno ao debate porque uma grande, espetacular descoberta cientifica foi anunciada ( Cientista tem notado uma explosão de luz quando um óvulo humano é fertilizado), confirmando varias teorias que eu tinha escrito no debate ( e acrescento abaixo a figura do espectro eletromagnetico interpretado pela Matrix/DNA que foi a base inicial dos calculos que me levou `as previsoes acertadas aqui).
To everybody debating with me in this thread: please, see how and why the Matrix/DNA world view during the last 30 years has confirmed hundreds of its previsions. Two days ago I wrote here: ” We found that the vital principle is encoded in a light wave, like that emitted after the Big Bang”. Today I am reading the news: ” Bright flash of light marks incredible moment life begins”. I have wrote here that in this Universe is occurring a natural genetic process of reproduction of the unknown thing that triggered the Big Bang as an act of fecundation. And I wrote here that evolution is expanding like waves in the water: each new wave carries own the dust of the last wave and reaches more dust ahead. So the second wave of evolution receives the systems from the first wave, aggregating new information, evolving it and throwing it to next wave. The last wave has repeated all step of all waves before, that’s why a new shape, like a human embryo, repeats all evolutionary shapes. It means that the first moment of human life repeats the first moment of the Universe when the “life” of a universal natural system is began. It was a genetic code encoded by photons, then evolved to an atom like the first cell; to a nebulae of galaxies like the blastula… and so on.

So,… every time that the universal system is recreated, the event of the Big Bang is repeated! What happens at the fecundation of the Universe, 13,8 billion years ago, happens at the fecundation of any animal ovule. It is light everywhere, because the universal code for life first came in shape of a light wave!

 

Why? Because this Universe is not a magician. It can not create new information than those inserted in it at the act of its creation. It can not creating things by another method than that it was created. Anther method would means ” never existed before new information”, and this would be magics

What you see and think is new information is merely the result of fuzzy logics, the mixing of two or more standard information generating the possible levels of sub-information between them.

I will research now what is the secret of zinc atom, it must have some property that something at the Big Bang had. But, as I said thousand times, the big secret of genome, or DNA, is that its electrons are occupied by photons with information of the life’s code. So, that light saw by scientists occurs when the male counterpart that contains the half of the code’s network meets the another half and the entire network flourishes… the mechanism is repeated when a supernova is born, as you can see at Matrix/DNA astronomical models. Three days ago another great prevision was conformed: #0 years ago when I got the copyright of this theory it contained that a star’s nucleus has a dynamics like the first frequency of light wave, which is the strongest. So, the nucleus should have a rotation fast than the above spherical rotations… This whole theory is results from calculations applying the most natural logic as I was studying the biosphere at Amazon jungle… and its right previsions has suggested that nature does not plays dice with its creatures, although we insist to play dices with her.
Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory
A little bit of information about this issue – how to interpret the graphic ( click the image for seeing bigger):

At the extreme right ( before the gamma ray), there is the source of the wave. At the gamma ray occurs the event of fecundation ( it can be fecundation for a new  universal system, like the Big Bang, or the fecundation of an ovule, or the gestation of anew astronomical body, which begins by the nucleus, that’s why I predict the strongest vibration, or rotation, at Sun’s nucleus). See that the wave is merely the process of life’s cycle, so, the genetic code that became very complex today, at its begining was too much simple, merely the process of life’s cycle. At another articles here I describe how this light wave becames the Matrix/DNA formula.

A Genese, segundo a crenca academica escolar moderna, versus a Genese segundo a Matrix/DNA Theory

terça-feira, agosto 1st, 2017

xxxx

O artigo copiado abaixo e’ a mais recente e bem explicada para os leigos, sintese do que se acredita hoje no nivel dito ‘cientifico”, tenha sido as origens e desenvolvimento do universo, nosso unico mundo palpavel. Deve-se reconhecer nele o gigantesco e heroico esforco de humanos por seculos em busca do conhecimento existencial. Muitos passos desta teoria foram calculados apos observacao do que acontece aqui e agora, nas reacoes quimicas e fisicas dos laboratorios. Entao se aqui a fusao de hidrogenio produz helio, e hidrogenio deve ter sido o primeiro elemento produzido nas origens, entao conclui-se que da nebulosa de hidrogenios veio a nebulosa de helio, e assim por diante.

Eu, particularmente, e ainda na minha infancia, me senti insatisfeito acompanhando o rumo que essa teoria tomava, pensava que os metodos de deducao estavam incorretos. parecem-me demasiado reducionistas. Para um microbio dentro de um ovulo que observasse a fecundacao e os primeiros passos do desenvolvimento fetal de um humano, sua teoria seria igualmente reducionista, analisando os movimentos fisico-quimicos. Porem o responsavel por todos os movimentos seria algo invisivel, o DNA, e entao a teoria do microbio teria saido totalmente fora da razao.

Quantas coisas mais havia nas origens do universo alem das particulas efemeras, do hidrogenio? O problema deste reducionismo e’ que a teoria final induz a pensar-se num universo sem sentido, sem significado existencial, fator que e’ o mais importante para nos quando buscamos qual o significado da nossa existencia. Desconhecendo a existencia do DNA, e do universe muito maior e mais complexo alem do pequeno ovulo, ignorando o produtor de tudo aquilo, que foi uma criatura humana, o microbio veria meros movimentos que julgaria sem conexao e portanto tudo produto do acaso no mero desenrolar de forcas brutas.

O metodo de usar o que acontece aqui e agora para deduzir o que aconteceu la’ e’ logico, racional, o unico racional que temos. Mas como surgem varias ramificacoes religiosas de um unico livro porque cada grupo seleciona algumas mencoes e ignora outras, me pergunto porque a inteligencia moderna esta selecionando apenas as reacoes fisico-quimico e entre apenas o que estamos vendo, para elaborar esta teoria cosmologica do todo. E se havia elementos, principios, biologicos, neurologicos, ou ate’ mesmo mentais, incluidos nos eventos da origem? Onde estava na simplicissima nebulosa de hidrogenio inicial as forcas e elementos naturais que mais tarde produzria a biologia, a neurologia, a consciencia? Sem ver o DNA e o universo la’ fora, o microbio nem sequer pensaria nisso. Fecharia questao em torno de sua grande visao teorica e tudo isso que outros aventassem seria considerado imaginacao ou sonhos de poetas. Mas sabemos o quanto ele estaria errado. Mas nao podemos permitir que mentalidades de microbios facam as cabecas e doutrinem nossos filhos nas escolas, como esta’ infelizmente acontecendo, basta ler o artigo abaixo.

Na visao academica escolar estou vendo um enredo que imita o que acontece na Biblia quando ela se divide em velho e Novo Testamentos. No novo testamento, o Deus do velho feito homem surge e age totalmente diferente do deus no velho, para desespero dos judeus. O Messias nao foi nada do que esperavam, tendo sua visao de mundo baseada no Deus vingativo, cruel, escravagista e selecionador de alguns filhos em detrimento dos demais, todos fatores que lhes convinham. Assim, a moderna cosmovisao dita cientifica dividiu a Historia Universal em dois capitulos, a Evolucao Cosmologica, desde o Big Bang ate’ 10 bilhoes de anos de idade, e a Evolucao Biologica nos ultimos 3 a 4 bilhoes de anos. Uma nada tem a ver com a outra. Assim como os hebreus deturparam totalmente deus no velho testamento, a moderna academia deturpou totalmente o velho testamento da Historia Universal.

Eu coloquei em cheque a teoria academica e experimentei usar outros fenomenos naturais reais do aqui e agora, aplicando-os para deduzir o que aconteceu la’. Pois na evolucao biologica houve na verdade desde suas origens, a transformacao de uma especie de celula inicial em novas especies com mais complexidade e essa linhagem perdurou ate’ chegar no humano. Muitas especies paralelas surgidas e que nao levavam ao humano foram descartadas. Entao intui que tambem a nivel universal, desde um tipo inicial de sistema natural evoluiram outras formas deste sistema, cada vez mais complexas, ate chegar a celula viva inicial, e depois ao homem. E porque nao? Porque a evolucao universal teria aplicado uma regra para a cosmologica e outra diferente para a biologica?!

Mas se foi assim os atomos, as galaxias sao tao nossos ancestrais quanto o sao as bacterias e os ditos primos do macaco. E se foi assim, dentro daqueles atomos e galaxias havia uma especie de DNA dirigindo tudo como existiu sempre nos ultimos 4 bilhoes de anos.

Este foi um dentre outros motivos que me fez arregacar as mangas, ir la na natureza virgem da selva intocada ainda testemhunha dos primeiros eventos nas origens da vida, buscar esquematizar este Sistema e esmiucar tudo em busca do ancestral cosmologico do DNA. E como resultado encontrei a formula da Matrix/DNA, a qual muda muita coisa na descricao historica do artigo academic abaixo mas o mais importante, aponta na direcao de um estupendamente racional significado da existencia deste mundo e de nos mesmos dentro dele.

Vamos a ver como esta a ultima forma mais atualizada da cosmovisao escolar academica: 

A Genese, segundo a crenca academica escolar moderna

 

Trezentos mil anos após o Big-Bang a luz surgiu, em meio a uma mistura negra de gases primordiais e imersa em um oceano de matéria invisível. Centenas de milhares de anos depois, o Universo foi lentamente mergulhando em trevas, uma fase desconhecida da formação do Universo conhecida como “Idade das Trevas” que durou quase meio bilhão de anos. Então em meio às camadas de gás (hidrogênio, hélio e pequena quantidade de lítio) houve um acúmulo desses gases em nuvens difusas até que, à medida que se esfriavam, passaram a se concentrar no centro de cada nuvem em aglomerados do tamanho do nosso Sol. Atraindo cada vez mais gás circundante, cada aglomerado transformou-se em um gigante astro, cerca de 100 vezes maior que o nosso Sol, e a intensa compressão de seus núcleos desencadeou as reações de fusão nuclear do hidrogênio que deram origem às primeiras estrelas do Universo.

Com uma vida breve de cerca de alguns milhões de anos, elas se extinguiram em explosões (supernovas), lançando no Universo elementos mais pesados, como o oxigênio e o carbono, sementes de futuras estrelas e planetas. Dessa forma, 2 bilhões de anos depois do Big-Bang já tínhamos as primeiras galáxias, com seus buracos negros e quasares, e, 4 bilhões de anos depois, as estrelas em seus vários tipos: supernovas, gigantes vermelhas, gigantes azuis e anãs marrons. Estima-se que em aproximadamente 100 trilhões de anos cintilará a última estrela formada de maneira convencional e uma nova era terá início.

Existem duas maneiras possíveis para a formação dos astros. Na primeira, a nuvem de gás e pó interestelares inicia a sua contração quando o campo magnético que a percorre começa a se reduzir, em virtude de sua difusão para fora dos limites da mesma. A força magnética, assim reduzida, pode chegar a um ponto em que se torna demasiadamente débil para conseguir se opor à força da gravidade da nuvem, a qual, ao contrário, cresce com o aumento da densidade durante o colapso. A este tipo de formação estelar dá-se o nome de espontânea, em oposição ao nascimento de estrelas “induzido” por acontecimentos exteriores como, por exemplo, os ventos solares, a pressão da radiação, ou ainda, as ondas de choque.

Em resumo, o nosso Sistema Solar pode ter nascido de um disco protoplanetário, devido à ação do vento estelar ou da explosão de uma estrela maciça próxima. Ou pode ser que a herança preservada no interior dos meteoritos primitivos nos tenha sido legada por uma família inteira de estrelas maciças que terminaram a sua vida numa espécie de fogos de artifício cósmicos de supernovas. Em tais condições, não existe nenhum rastro que nos permita identificar de onde, nem como, terá surgido o Sistema Solar.

Será que novamente deixaremos ao acaso o motivo de toda essa ordenação obtida após o tumult? Não será possível que haja uma Consciência Cósmica diretora desses fatos? A palavra ordenação implica a existência de “ordem”. Ordem faz pressupor a existência de Algo ou Alguém que ordene. Algo ou Alguém ordena e a criação se faz.

Durante os seus primeiros 100 milhões de anos, o gás e a poeira que giravam no disco protoplanetário ao redor do Sol foram se aglomerando, até que há cerca de 4,6 bilhões de anos começou a história de nosso planeta. Em geral, planetas como a Terra são formados durante dezenas de milhões de anos, mas recentemente pesquisadores da Espanha, Alemanha e EUA fotografaram pela primeira vez 18 corpos celestes na constelação de Órion que parecem ser planetas “flutuantes”, pois não orbitam nenhuma estrela. Esses astros detectados teriam sido formados num curto espaço de tempo (a constelação tem “apenas” 5 milhões de anos), graças ao colapso gravitacional de partes de uma nuvem molecular, também composta por gases e poeira. Atualmente eles são bolas gigantes de gás, com massa entre 8 e 15 vezes maior que a de Júpiter. Contudo, esses “aglomerados” não ficaram grandes o suficiente para iniciarem as reações de fusão nuclear típicas de estrelas (queima de hidrogênio) ou de anãs marrons (estrelas pequenas que queimam deutério, um dos isótopos mais frágeis do hidrogênio).

Por definição, um planeta tem até 13 Mj (Massa de Júpiter), e uma anã marrom, entre 13 e 75 Mj. Acima de 75 Mj, há energia suficiente para o início da fusão nuclear, a fornalha que alimenta as estrelas e as faz emitir uma luz mais intensa. No núcleo dessas estrelas, os prótons colidem entre si e um deles se transforma em nêutron convertendo o átomo de hidrogênio em hélio e liberando um fóton. Na migração para a superfície o fóton de luz vai colidindo com os átomos de hidrogênio e hélio, gerando calor, e empurrando-os para fora contra a força gravitacional da estrela que os puxa para o centro. Estima-se que cada fóton, produzido no nosso Sol, demore 1 milhão de anos para sair dele.

 

Meu comentario postado no artigo:

Excelente artigo. Este artigo favorece a minha teoria astronomica e desfavorece a teoria astronomica academica official. Pois o artigo inteiro descreve interpretacoes teoricas, o unico fato real mencionado e’ a observacao dos 18 planetas de Orion, e a conseguente especulacao sobre suas origens. Mas este unico fato justamente se encaixa perfeitamente no meu modelo geral. Uma grande surpresa aguarda a cosmovisao academica: essas bolas de aparente gaz que formam estes que eles chamam de planetas na verdade sao os gemes de novos astros. Foram emitidos por um vortices nuclear nesta nebulosi, serao contraidos ao atravessarem espaco frio, tornando-se os nucleos ou germes de estrelas incubadas. Depois a estas bolas efervencentes contraidas serao agregadas massa entropica do espaco, quando se tornam planetas. mas continuara seu desenvolvimento, tornar-se-ao pulsares e apenas entao florescerao como estrelas supernovas. Este e’ o principio ancestral astronomico do ciclo vital, que hoje produz sistemas biologicos seguindo a mesma sequencia de formas e desenvolvimento. Qualquer curiosidade veja a teoria no meu website. Mas claro, nao sou o dono da verdade, e toerias sao teorias sujeitas a serem “debunkadas” ou consertadas e promovidas a fato real.

A Luz Cosmica desaparecendo confirma o processo de reproducao genetica universal? Incrivel!

segunda-feira, julho 31st, 2017

xxxx

Os modelos e a formula da Matrix/DNA tem me sugerido uma imagem para explicar a relacao da luz original que banha o Universo como tela de fundo, emitida com o Big Bang e ao se propagar mostra a face da formula para todos os sistemas naturais, inclusive a vida, com o mundo material que vivemos.

Para entender precisamos fazer uma rapida e sagaz operacao mental, usando como analogia o processo sobre a reproducao de corpos humanos, pois como deduzimos de toda essa cosmovisao, neste universe esta ocorrendo um processo natural de reproducao genetica da desconhecida coisa, ou ser, que o produziu. Quando um par dicotomico de humanos ( o casal masculino + feminino) vai se reproduzir, a forma humana se reduz nanotecnologicamente ao tamanho e simplicidade do genoma, e o lanca num outro universo fechado que e’ o ovulo. Neste microspico universe o genoma inicia suas operacoes num trabalho que parece ir no sentido evolutivo, ou seja, do simples para o complex, quando constroi o corpo igual ao da forma que se situa la’ fora num universo maior. Mas esta aparencia de trabalhar para a frente, construindo, so acontece quando o observador continua o tempo e o espaco imediato. No prazo mais longo, outro observador veria o contrario: o genoma era a forma do corpo e ele esta indo de volta, para traz, para voltar a ser a forma do corpo que o espera alem de seu pequeno univers ovular.

Este aspecto do retorno ao inves do avanco e’ muito importante para entender-mos o que esta acontecendo neste nosso universo a nivel macrocosmico. Nossos corpos fisicos sao formas materiais, estamos envolvidos num mundo material, mas nossos corpos sao sistemas naturais, e portanto, sao apenas uma forma provisoria do sistema natural universal que vem se desenvolvendo dentro desta dimensao material desde o Big Bang, o momento da fecundacao universal. A formula unica deste sistema universal e’ a Matrix/DNA, ela esta presente em todas as formas deste Sistema universal assim como o DNA esta aqui presente em todos os sistemas da forma biologica. Esta formula veio com a luz original, como um genoma de outro sistema, outra forma, existente alem do nosso pequeno universo material. Vindo da luz, quando o genoma se fragmenta em seus genes, ou suas particulas-informacao, eles se constituem em fotons, que sao as particulas da luz.

Ora, quando a luz emitida se propagou na substancia especial deste universo, ela gerou a energia pela friccao, e gerou a materia, ao decompor em blocos a substancia especial, que pode ser a misteriosa materia escura, formando a mistura de substancia especial+energia+fotons-informacao. Essa mistura ‘e escura e negativa em relacao `a claridade e positividade da luz original. estes blocos, cada qual banhado por uma faixa especifica do espectro da luz, tem uma forma especifica e uma funcao especifica, o que os vao tornar as partes que conectadas formam os sistemas naturais. Este e’ o nosso mundo material. No qual os genes fragmentados do genoma extra-universal estao retornando, estao reconstruindo a forma da especie do ser extra-universal. Estao retornando quando penasamos estar vendo evolucao e uma historia que aparentemente vai do passado na direcao do futuro. Mas assim funciona todo processo de reproducao, quando visto por um observador situado a nivel macrocosmico com sua ampla e astronomica escala de tempo e espaco.

Essa luz teria se expandido no espaco cuja substancia e’ a materia escura. Nessa expansao ela fricciona-se com essa substancia e essa friccao torna-se as formas de energia que conhecemos. Alem de separar porcoes de materia escura em aglomerados imitando cada uma de suas faixas vibratorias e de diferentes frequencias, essa friccao causa a perda de fotons que saem fora da substancia de luz, penetram a materia escura. Juntam-se  a estes “radicais livres fotonicos” a quantidade de fotons que surgem da fragmentacao no final da onda de luz. Todos estes fotons desgarrados tendem a se unirem e recomporem a onda de luz original de-tras-para-frente, ao reverso, cuja meta final seria atingir ou retornar a fonte emissora da luz, provavelmente situada antes e alem do Big Bang. Neste retorno os fotons seriam negativos, a energia por eles gerada nas friccoes seria energia negativa ou negra. Este mundo de fotons negativos, mais energia negativa e mais a materia escura ( que ja foi percebido pelos fisicos e tem avancada teorizacao a respeito), seria o nosso mundo material, pois para compor uma network conforme o codigo da formula da Matrix os fotons negativos penetram os eletrons dentro dos atomos assumindo a maquinaria dos atomos e conduzindo-os a combinacoes que montam os sistemas naturais, pontes necessarias evolutivas para o grande retorno, assim como as formas de morula, blastula, feto e embriao sao as pontes-sistemas necessarias para reproduzir a forma final da especie humana. Desde que, por outro lado, a cosmovisao esta’ sugerindo que neste universo esta ocorrendo um processo de reproducao genetica do elemento desconhecido que deflagrou o Big Bang, juntando-se os dois aspectos da teoria – a dos fotons recompondo a onda de luz e a reproducao genetica – percebemos que estamos no fim descrevendo o mero processo genetico da nossa propria criacao. Ou seja: quando o genoma dos pais e’ emitido pelos pais dentro de um universo ovular, os genes tentam refazer o caminho de volta para retornar a fonte de onde foram emitidos, pois reconstroem o mesmo corpo dos pais. esta e’ a sintese e o significado supremo de qualquer processo de reproducao genetica: Um corpo a ser reproduzido lanca de si sua essencia para o mundo externo, sua essencia trabalha para retornar a ser o corpo emissor. Captastes?

Agora, no artigo com link anexo, os astronomos anunciam que captaram o estranho fenomeno de que a luz do universe esta desaparecendo! Que hoje ela e’ apenas 80% do que era no inicio do universo. Sim, para nos da Matrix/DNA cosmovisao, pode-se dizer que ela esta desaparecendo,mas isto aparentemente, para um observador situado dentro do universo. Pois para um observador situado fora, com um horizonte tempo/especial muito maior, na verdade a luz nao esta desaparecendo, mas sim, se transformando. Tal como o genoma se transforma num ser, o qual, era justamente ele antes de ser emitido fora dele mesmo. Arre!…

Ou vamos colocar isto em outras palavras: Os corpos dos pais que vivem num macrouniverso se projetam na forma de genoma para dentro de um microscopico universo – um ovulo. A medida que o genoma vai construindo o feto, o embriao, na verdade esta havendo um retorno `a forma humana, pois de dentro do microuniverso ressurgira exatamente outro corpo na forma humana. Poderiamos dizer que o genoma desapareceu no microuniverso e dele surgiu um novo corpo? Nao, pois o genoma continua existindo no corpo reproduzido. Assim esta acontecendo com a luz cosmica emitida desde o Big Bang. Ela e’ o genoma. Entao, ao contrario do que os cientistas estao pensando, ela nao esta desaparecendo e sim se transformando em particulas ativas ( como o genoma dos pais se tornam particulas-genes ativos), para no final ressurgir nao apenas como ela penetrou neste universo, mas sim ressurgir na forma do corpo final que a emitiu. Fantastico! E simples demais.

Genial? No caso da reproducao universal, por conter o codigo da vida inclusive para construir auto-consciencia, a luz original e’ a essencia emitida pelo corpo criador. Matamos a grande charada? Obviamente nao, ao menos nao de todo, pois nosso pequenino e limitado cerebro seria incapaz de processar as informacoes da Verdade Ultima. Mas descobertas estranhas como a revelada no artigo abaixo, em que cientistas desconfiam que 80% da luz do universo desapareceu ( o que teria forcosamente de acontecer segundo a teoria da Matrix/DNA, pois a luz positiva branca vai se fragmentando em luz negativa negra a qual vai de volta recriando a luz positiva branca), faz-me ficar de orelha em pe’ e por atencao na busca de mais dados para ir testando tudo isso.

Cientistas dizem que 80% da luz do universo está desaparecida

 http://imagensdouniverso.blogspot.com/2014/07/cientistas-dizem-que-80-da-luz-do.html

De acordo com observações feitas pelo Telescópio Espacial Hubble, 80% da luz do universo está desaparecida. Os astrônomos estão completamente perplexos. “Nós ainda não sabemos ao certo o que isso significa, mas pelo menos uma coisa que pensávamos que sabíamos sobre o universo não é verdade”, diz um dos autores do novo estudo, David Weinberg, da Universidade Estadual de Ohio (EUA). O telescópio mostrou que os fios de hidrogênio que formam pontes entre as galáxias estão se iluminando muito, mas não podemos ver nem essa luz, nem a fontes de onde ela provém. Quando estes átomos de hidrogênio são atingidos por luz ultravioleta altamente energética, são transformados de eletricamente neutros em carregados com íons. Os astrônomos ficaram surpresos quando descobriram muito mais íons de hidrogênio do que poderia ser explicado pela luz ultravioleta conhecida no universo, que vem principalmente de quasares. A diferença é de deslumbrantes 400%. Os astrofísicos não sabem o que é responsável pelos efeitos observados. Eles só sabem que isso não corresponde a nossa compreensão do hidrogênio no universo, muito menos se encaixa com nossas simulações atuais. O mistério fica ainda mais estranho quando comparamos esses resultados no universo próximo e distante: esse descompasso só aparece nas partes do espaço mais perto de nós, o chamado universo próximo, relativamente bem estudado. Quando telescópios se concentram em galáxias a bilhões de anos-luz de distância (o que mostra aos astrônomos o que estava acontecendo quando o universo era jovem), a conta parece se equilibrar. O fato de que a contabilidade de luz necessária para ionizar o hidrogênio era correta no início do universo, mas cai muito no “presente”, intriga os cientistas. “Se contarmos as fontes conhecidas de fótons ionizantes, temos até cinco vezes menos do que precisamos. Faltam 80% dos fótons ionizantes”, diz outro coautor do estudo, da Universidade de Colorado (EUA), Benjamin Oppenheimer. A questão é: onde eles estão? De onde estão vindo, que não os estamos encontrando? “A possibilidade mais fascinante é que uma nova fonte exótica, que não quasares ou galáxias, é responsável pelos fótons que faltam”, sugere. Esta matéria exótica pode inclusive ser a misteriosa matéria escura, substância que mantém as galáxias juntas, mas que nunca foi vista diretamente. A luz faltando pode ser um produto desta matéria escura deteriorando ao longo do tempo.

Religião: Boa definição para uma consciência superior

segunda-feira, junho 19th, 2017

xxxx

“… a deism of the sort that Thomas Jefferson advocated (“While reason, mainly in the form of arguments to design, assures us that there is a God, there is no room either for any supernatural revelation of that God or for any transactions between that God and individual human beings”).”

I only would change the words:

…. assures us that there is most evolved than us conscious beings, there is no room either for any supernatural revelation of any superior conscious being or for any transactions between any superior conscious being and individual human beings.”

Afinal de Contas, Porque Existe “Beleza” na Natureza? A Matrix/DNA Pesquisa e Opina

quarta-feira, maio 31st, 2017

xxxx

Artigo na secao de Ciencias do New York Times inicia fazendo a pergunta acima, a qual, por certo, e’ uma questao filosofica relacionada ao existencial. Porem, lancada a questao no meio academico que vaga em meio `a mentalidade reducionista, ainda, ignoram a filosofia e o aspect existencial para falarem dos efeitos da beleza entre passaros e demais animais. reudzindo o assunto para o planeta Terra e suas producoes. Este desvio comum no pensamento moderno me incomoda porque nos desvia do caminho do conhecimento veridico, por isso elaborei um comentario `as pressas sem antes consultar a formula da Matrix/DNA e postei na pagina do Facebook do New York Times, o qual vai copiado abaixo.

Registro aqui o link para o artigo porque esta questao e’ uma questao a ser pensada e pesquisada pela Matrix/DNA:

https://www.nytimes.com/2017/05/29/science/evolution-of-beauty-richard-prum-darwin-sexual-selection.html?smid=fb-nytscience&smtyp=cur

Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli

05/31/2017

Beauty is not a property of life or biology: it was existing billion years before life’s origins. At an astronomic system and its mechanistic counterpart of reproduction, the body that performs the female sexual function ( the black-white hole) is surrounded by the most brilliant body – a quasar – which is the final target of the male genome ( comets) emitted by the body that performs male function ( the pulsar). Pulsars does not see beauty, black-white holes does not makes effort to be beautiful creating quasars, but, indeed, the sexual activity happens and the attractive factor – the quasar or female ornament – is beautiful and is part of it. The article begins asking “why is there beauty after all” and then, it forgets this question and goes talking about birds and terrestrial biological evolution. The answer to that question must be at universal nature, inserting cosmological evolution, not resumed to Earth and its traits. Sad reductionism. In this way we never will find the answer to that question. Have you noticed that the patterns, colors, of feathers resembles the figure of molecules, DNA, or, another words, images that mimics the images of things inside the brain of these creatures? If so, is not beauty the cause of selection and so, the interaction between what is inside one partner with the image of what is outside of the other partner. It means that – as happens with our ancestors astronomic systems – there is no beauty, but molecular or atomic self-identification generating levels of self-values. But, I think the final answer is related to light frequencies and vibrations of states of chaos (ugly productions) and state of order (beauty productions), hat underlies our visible world, so, we can’t answer it now.

O Tempo: Como Explica-lo?

segunda-feira, maio 29th, 2017

xxxx

Como explicar este fenomeno que “sentimos” existir, porem nao vemos, nao sabemos se ele tem uma forsa ou alguma substancia, ou e’ apenas um conceito abstrato criado pela mente humana?

Nao sei se este fenomeno e’ algo com alguma logica que possa ser captada pela razao humana, mas encontrei uma explicacao que pode ser aceita racionalmente, pelos menos pela minha razao.  No entanto ela se fundamenta numa premissa que nao foi ainda confirmada cientificamente. A de que a existencia deste mundo se move com um proposito pre-determinado. Sei que justamente esta ideia e’ bastante combatida pelos materialistas e que eles podem estar com a verdade, porem aposto mais no proposito porque a cosmovisao da Matrix/DNA aponta para a existencia de um proposito, meramente naturalista: o objetyivo deste universe e’ reproduzir o algo desconhecido que o produziu.

Se nao houver proposito, nunca pensei nisso, porem nao teria explicacao racional para o tempo e nao vi ninguem apresentar uma explicacao aceitavel pela minha razao. Entao, fundamentado na crenca de que existe um proposito, o fenomeno do tempo pode ser explicado racionalmente.

Imagine uma onda no mar que ainda se encontra longe do continente. Ela avanca para o continente levada simplesmente pelas forsas naturais e externas a ela. Se ela encontra ciscos, tralhas e ate navios neste avancar, em nada vai deforma-la ou atrasa-la. Ela e’ um produto casuistico que se move sem proposito, sem direcao escolhida por ela, etc. Agora imagine uma onda semelhante ( e vamos chama-la de onda do tempo), avancando no espaco cosmico em meio a uma possivel substancia espacial, quer seja o eter, a dark matter, ou outra coisa. E imagine que ela existe com o proposito de ser um dos suportes naturais num processo de reproducao de um sistema natural universal que se desenvolve fragmentado e multiplicado em particulas, pedacos, porcoes, espalhadas no Cosmos. Pode-se aqui fazer uma analogia entre este sistema fragmentado e multiplicado muitas vezes com o que observamos numa certa fase da reproducao do corpo humano, quando o corpo ainda e’ mera morula composta de muitas celulas iguais porem que comecam a se diferenciarem para gerarem os diferentes tecidos, orgaos.

Acontece que muitas vezes, as estruturas que estao sendo feitas numa regiao, dependam de partes ou estruturas sendo feitas em outras regioes para quando ambas ficarem prontas, serem conectadas e iniiar o funcionamento sistemico. Ora, se uma estrutura que pode ser feita rapida depende de outra que e’ mais complexa e portanto toma mais tempo, a primeira vai ter que ficar parade esperando. As galaxias ficaram prontas e pararam no tempo para que as celulas e sistemas biologicos se desenvolvessem. Assim a onda vai avancando mas criando invaginacoes, porque certas regioes ficam para tras.

Tempo e’ apenas o nivel que resulta da harmonizacao ou escala de acontecimentos dos eventos. para a natureza este conceito de tempo nao existe, ela apenas desenvolve seu proposito. Os humanos precisam ordenar os eventos da maneira como eles vao ocorrendo. Fulano nao foi enterro do pai no Brasil porque ele estava em Paris quando o pai morreu. Entao para entender o ocorrido e’ preciso que os relogios marquem que o evento no Brasil ocorreu enquanto ocorria o evento em Paris. nao creio existir uma substancia ou forsa do tempo, porem na teoria de que a existencia tenha um proposito.

https://www.youtube.com/watch?v=mfo7yXSNDXA

Porque A Mecanica Celeste Parece Ser Desenhada por uma Inteligencia e a Matrix/DNA Explica que Nao

sexta-feira, maio 26th, 2017

xxxx

Até o que eu considero o maior gênio existido nesta Terra até hoje, Sir Isaac Newton, deixou uma nota de rodapé dizendo que a incrível maravilha da mecânica celeste não pode ter outra causa senão uma inteligencia divina.

De fato, basta apenas se lembrar que neste momento a Terra é uma esfera ( que seja oval) movendo-se numa imensidão de espaço vazio, sem ter uma trilha, uma estrada, e todo o espaço aberto `a sua frente, quando ela pode ir em todas as direções, mas não, ela vai exatamente numa só e precisa direcao, fazendo uma curva, como ela sempre fez por bilhões de anos! Bastaria ela errar agora para a esquerda ou direita talvez apenas um quilometro e isto daqui alguns meses seria um erro de milhões de quilômetros, e toda a vida desapareceria de sua superfície!

Mas tem uma outra situação exatamente igual tao estonteante, aqui na frente de nossos olhos. Me refiro ao esqueleto humano. Não sei fazer isso mas tenho certeza que uma descrição por um anatomista de cada detalhe do esqueleto e como ele realiza seus movimentos nos deixariam embasbacados. O joelho só pode fazer movimentos para a frente ou para traz, o que produz nossos passos, mas se não tivéssemos um jeito de mudar os lados seria um grande problema ao caminhar. Só seriamos capazes de ir em linha reta e quando chegássemos numa esquina necessitando ir a direita ou esquerda, se fossemos fazer um giro de 9o graus, teríamos que parar, esperar outras pessoas que nos levantasse do chão, virasse nosso corpo… Para isso o esqueleto possui os quadris onde as pernas podem ir para os lados e a planta do pé que pode girar em si mesma.

Image result for esqueleto humano

Vamos então fazer como Newton e a maioria dos humanos que concluem decididamente que o esqueleto humano foi inteligentemente desenhado? Sabemos que não. Apesar do esqueleto ser ósseo e assim diferir do resto de carne mole do corpo, foi a carne mole que criou e gerou o esqueleto, modelando-o para ele se adaptar a ela, prestar o melhor tipo de serviço que ela precisa. O esqueleto pode ser formado de cálcio, minerais, mas quem o criou, quem o modelou, foi a vida. Pelas leis da evolução biológica.

Agora vamos voltar `a mecânica celeste. Aqui nesta cosmovisão da Matrix/DNA estamos descobrindo que galaxias e átomos são na sua estrutura, mecânicos e eletromagnéticos, porem possuem uma cobertura de fenômenos biológicos. Todas as propriedades existentes no corpo do mais evoluído dos seres vivos – os humanos, estão sendo descobertas existirem num sistema galáctico que existia bilhões de anos antes da vida surgir por aqui. E mais: quando nossos modelos chegam e param nas fronteiras do Universo, no primeiro minuto do tempo e no menor ponto do espaço, e usamos o que aprendemos ser o Universo aqui para projetar tudo isso para alem destas fronteiras e tentar calcular o que existe alem… nos deparamos com os fenômenos vitais. Talvez o Universo tenha uma cobertura biológica também. E pela logica tem que ter. Por não acreditarem num Deus criador das coisas aqui e por desconhecerem a biologia no universo e’ que os ateus acreditam que o mundo e a vida surgiram por mero acaso. Ora, teria que ser um Acaso Inteligente Magico!

Essa cobertura biológica pode ter feito o que as substancias liquidas e moles dos corpos vivos, principalmente das primeiras células originais, fizeram: desenvolveram sistemas estelares e galácticos como o esqueleto do universo.

Pois as Ciências Físicas – e mesmo sua linguagem logica, a Matemática – apenas lida com o aspecto mecânico das coisas dentro do Universo, por isso a cosmologia entrou como sua área de estudos. A Física e a Matemática praticamente nada tem a fazer para explicar o sistema sexual, o figado, o pâncreas. Ela trata do esqueleto e para ai. Por isso ela ainda não conseguiu uma boa teoria das origens e formação do universo, das galaxias, das estrelas… ela ignora a vida que esta’ na causa destas coisas.

Continuo dizendo: os modelos teóricos da Matrix/DNA apontam com veemência para fora do Universo dizendo que la’ existe uma super-consciência. mesmo que ela arremate dizendo que esta super-consciência nada faz de magico, que é um sistema e natural. E assim como mamãe girafa fez o esqueleto e a carne mole do seu baby girafinha sem usar um pingo de inteligencia, assim a consciência alem do Cosmos desenvolveu as galaxias como processo natural para sua reprodução.

Afinal qual inteligencia iria fazer galaxias com centenas de milhões de estrelas, bilhões de planetas, trilhões de seres vivos, e a seu lado faria um buraco negro para a qualquer momento engolir tudo isso?…

Ok,… a Matrix/DNA esta’ apontando fortemente também que não existem buracos negros tal como teorizados pela Física, que nada engole galaxias, mas isso apenas demonstra como o desconhecimento pode nos iludir sobre as causas e até nos tornar cegos a ponto de não verem a maravilha da mecânica do esqueleto ósseo quando pensam na maravilha do esqueleto cósmico.