Archive for dezembro 8th, 2011

Nova Wikipedia: Ordem Cronológica dos Objetos ao Invés de Alfabética!

quinta-feira, dezembro 8th, 2011

xxxx

Todos estão convidados a participar, sugerir, mudar, acrescentar, diminuir, qualquer coisa aqui. A idéia começou assim:

Temos o Wikipedia. Todos os objetos conhecidos do mundo estão ali. Para fazer isso, criamos um código e damos um simbolo para cada objeto, o qual é um nome, uma palavra.

Mas pode alguém ler e decorar a Wikipedia inteira, mais as enciclopedias, e no fim, não vai conhecer a totalidade do mundo material e humano cultural. Como pode isto acontecer se viramos e reviramos o mundo material e podemos dizer que hoje conhecemos tudo o que compõe o mundo material?! E está tudo ali na Wikipedia e mais as enciclopedias relacionadas…?! Algo está faltando…

A resposta é: os objetos na Wikipedia e nas enciclopedias estão mortos. É o mesmo motivo pelo qual esquecemos quase tudo que aprendemos nos colégios. O que está faltando são as conexões dos objetos entre si. Quando conectamos tudo, surge um sistema completo funcional, tudo se move, tudo tem uma função, tudo depende de tudo, o quadro cria Vida, os objetos participam da Vida, e êste mundo, êste Universo é algo vivo, sob evolução, tudo se move, não é um objeto morto. E é simples fazer isso: cada objeto surgiu numa data, cada objeto surgiu num contexto onde já existiam outros objetos, e cada objeto foi feito com material dos outros objetos restantes. Basta então pô-los na ordem cronológica de suas origens. Assim o nundo será revelado através de sua História, e a mente humna entenderá o mundo, como qualquer criança entende uma história.

Os objetos ali parecem mortos. Inertes. Está certo que nas definições êles são conectados a outros objetos da sua vizinhança, mas então o “grupo” onde ele está tambem acaba morrendo na Wikipedia.

Então estive pensando: e se dessemos vida aos objetos, num outro tipo de Wikipedia?

Wikipedia tem o sonho de fazer as pessoas conhecerem o mundo, apresentando a elas todos os objetos do mundo. Mas… alguem se lembra da escola o que é um centriolo? Temos um trilhão de centriolos nossos mesmos em nossos corpos, dentro do um trilhão de nossas células, e mais 10 trilhões de centriolos que estào dentro dos microorganismos que habitam nossos corpos. se nem o que temos dentro do nosso corpo, daquilo que somos donos, nos lembramos da escola, imagina o resto. Que tal “hipérbole”? E voc6e se lembra dos teoremas de algebra? A Wikipedia nunca conseguirá fazer alguem conhecer o mundo conhecendo todos os objetos e nunca fará pessoas se lembrarem muito tempo dos objetos consultados. Porque? Os objetos estão mortos, sem conexão com nosso mundo vivo e dinamico.

É preciso construir uma maqueta, um protótipo do mundo, e funcionando. Vamos vê-lo como quando assistimos um filme sôbre geração do feto, desenvolvimento para embrião, e nascimento de um bebê. Assim captamos todos os elementos, todos os objetos das cenas e dificilmente nos esquecemos.

Para isso, basta um pequeno truque. Os objetos na Wikipedia estão mortos porque foram separados, isolados, pela ordem alfabética. o cachorro foi colocado vizinho da camisa e esta da caçarola… assim não dá! O marido vem conectado logo após a mariposa e depois da marinha… não tem nada a ver um com outro.

Mostrar o mundo nascendo, se desenvolvendo, evoluindo até onde chaegou agora, não precisa fazer uma cópia do mundo e leva-la à praça publica: basta fazer um filme, como o do bebê. Mas como fazer um filme que conecte numa história com o roteiro real da Natureza, contendo como atores todos os objetos da Wikipedia? Basta inverter a ordem dos nomes: de alfabética para cronológica.

Funciona na base do “Próximo objeto ( ou ator), por favor!”

Eu tentei fazer isto apenas mentalmente e descobrí que neste exercicio a gente descobre muitas coisas novas. Principalmente perguntas novas que nunca foram feitas e que são uma diversão para a todas as cabeças pensantes da Humanidade discutir, e vemos conexões, padrões repetitivos em tão diferentes dimensões do espaço/tempo, que temos um rápido deslumbre que podemos entender o mundo como nunca ninguem conseguiu antes.

Eu não parar isso agora para pensar em regras e métodos. Vou escrever o que me acontece na cabeça. E vamos ver no que vai dar.

Não vou começar pela origem do Universo ou do mundo, porque quando tentei faz6e-lo, a toda hora saía do mundo concreto e me perdia no reino da metafisica, tateando no escuro alem das fronteiras do Universo. Isto porque cada objeto precisa de suas causas primeiras, ou seja, seus objetos ancestrais, e estas estão escondidas lá, antes do Big Bang, ou de Deus separar as trevas da luz.

Vou começar um minuto antes da origem da Vida. Como era, qual o estado do mundo naquele minuto? Quais os objetos que existiam, quis eram suas conexões, suas funções? Para tornar um trabalho que pearece ser maçante, mais atraente, é melhor recorrer-mos ao recurso das imagens. Felizmente hoje temos a Internet, basta procurar no Google ou Bing imagens ( ou outro que você conhece e vai nos informar aqui – é assim que todos encontram uma maneira de participar, como acontece na Wikipedia). Vou então no Google imagens, digitar o que? Acho que devemos primeiro nos situar bem no mundo. Então busquemos uma imagem do Universo.

Aqui já aprendemos a primeira coisa. Digite “universo”, assim, em português e obterás 19 milhões de resultados. Agora digite “universe” em inglês, e obterás 69 milhões de resultados. Portanto em nossas buscas sempre tentaremos digitar os nomes em inglês.

Bem, eu escolhí esta imagem, mas claro, isso fica sujeito à votação:

xxxx

Universe by NASA

xxxx

E só para pentelhar macaco vou inserir mais esta:

xxxx

Universo no Inicio por Simulação Computacional Bolshoi

xxxx

Isto porque esta imagem nos dá uma idéia de que no começo era tudo apenas gás e energia. O pulo evolutivo dêste estado para o segundo estado da imagem superior dá o que pensar…

Agora precisamos vir cada vez mais perto então procuremos uma imagem da nossa galaxia:

Escolhi esta imagem porque já dá a idéia de onde está nosso Sol ( veja bem o desenho onde está escrito “sun”):

xxxx

Via Láctea

xxxx

Raios! Desde que O Universo não é mágico, não pode criar nada do nada, apenas aparece com novidades fazendo novas combinações do que existia antes, onde, diabos, estava tudo isso naquela nebulosa primordial de gás e eletricidade?!

Agora chegamos no nosso sistema solar. Certamente vamos obter imagens dêle agora, ou seja, 4 bilhões de anos depois daquele minuto antes da origem da Vida, êle pode ter mudado muito ou quase nada, mas fazer o que? São as imagens que temos… (vou digitar: “solar system”)

xxxx

Sistema Solar Como Era no Inicio

xxxx

Sistema Solar

xxxx

Só mais esta:

Sol - Estrutura Interna

xxxx

Até que enfim vamos chegar em casa: Planeta Terra! Mas como devia ser no inicio? Deixe-me digitar “early Earth”

xxxx

The earliest crust on Earth was a uniplate on an ocean of Magma - and it may have lasted two billion years.

xxxx

Planeta Terra

xxxx

Bem, agora vamos descer à superficie onde a Vida começou. Imagens dessa época:

xxxx

Como a Terra parece ter sido formada quando o Sistema Solar ainda não se formara completamente, é possivel que a turbulencia da formação do Sistema Solar tenha se refletido na superficie da Terra com impactos de meteóritos, etc.

xxxx

Terra Primordial com a Lua, Oceano e o Possível Bombardeio de Asteróides

xxxxx

Fiz uma montagem nesta imagem pegando dois agachados que reviravam a lama dos pantanos procurando LUCA – the Last Universal Common Ancestral: eu na Amazônia em 1980, o Darwin em Galapagos em 1800, e a Terra Virgem a 3,5 bilhões de anos atrás, pondo todos no mesmo lugar e tempo:

Origem da Vida Procurada Viva ou Morta

xxxx

Terra Primitiva 1

xxxx

Terra Primitiva 2

xxxx

Terra Primitiva 3

xxxx

Be… agora começa nosso real problema: como, nessas paisagens desoladas da superficie da Terra primordial, totalmente nua de qualquer vegetação, sem um ser vivo sequer… começou a Vida?!
Até agora imitamos o método sist6emico, que parte do conjunto para chegar no particular, agora vamos imitar o método reducionista, que procura os menoesr pedaços possivel da matéria e a partir dêles tenta montar o quadro final geral. Tudo isso aí – oceano, atmosfera, rochas, continentes – era constituído por vários tipos de um tijolinho basico: átomo. E o principal convidado a participar do inicio da Vida foi o átomo de Carbono:

xxxx

Átomo de Carbono

xxxx

O que tem êste átomo de mais especial que os outros? Por que êle foi o principal selecionado pela seleção natural?

Bem aqui vamos iniciar outra estratégia desta obra. Existem 7 bilhões de seres humanos, e acho que isso significa que existem 7 bilhões de cérebros “hard-wired” diferentemente entre si. Ou seja: cada pessoa tem diferentes quantidades e qualidades de informações registradas em milhões ou bilhões de neuronios, em cada pessoa neuronios se expressam com mais ou menos intensidade, e no final de tudo isso produz diferentes sinapses que produzem diferentes pensamentos que produzem 7 bilhões de diferentes visões do mundo, ou cosmovisões. Algumas cosmovisões são muito diferentes ( uns acreditam que a Terra tem 6 mil anos, outros 4,6 bilhões de anos; uns acreditam que a Terra é uma bola redonda que gira parada em torno do sol, outros acreditasm que a Terra é plana carregada nas costas de uma tartaruga, uns acreditam que nascemos trazidos pela cegonha , outros acreditam que para fazer bebês é preciso antes… deixa prá lá).

O fato é que cosmovisões parecidas geralmente se agrupam, formando grupos, partidos politicos, religiões, etc. A cada pergunta, cada opinião aqui, abriremos espaço para cada uma das 7 bilhões contarem o que lhes passa no cocuruto. Por exemplo, a pergunta acima, será assim respondida, para então iniciar-se um debate educado, inteligente:

Cristianismo: – ” Bem, acho que o átomo de carbono era o servo mais humilde…
Darwinismo: – “Era o mais forte, esperto, melhor adaptado…
Pugilistas: – Era um boxeador! Bom nos golpes baixos…
Matrix/DNA: “Observe a semelhança entre a imagem dos átomos e as imagens do sistema solar, da galaxia, etc. sabemos que esta imagem está ultrapassada, conhecemos o ultimo modêlo quantico, mas não muda nossa conclusão. A fórmula ideal universal da Matrix, enquanto sistema aberto, tem seis elementos representando as seis funções operativas sistêmicas. O átomo de carbono, unico com 6 particulas de cada, é a cópia atomica terrestre mais fiel da forma de sistema aberto que a matrix precisava para continuar a evolução que estava parada no building block dos sistemas astronomicos, onde tinha sete funções sist6emicas e por isso representava um sistema fechado em si mesmo. A função que faltava ao átomo de carbono, a N.5, responsavel pela reciclagem e perpetuação dos sistemas na forma em que se encontram, reforçou a fôrça de atração do átomo, transformando reciclagem de um sistema em conectividade entre sistemas. O carbono foi escolhido porque era o mais amistoso, o mais mente-aberta, o mais bonachão de todos os átomos.

Você: …

xxxx

Bem, então naquela paisagem árida ou nua, um átomo começou a se comportar diferente do jeito que havia se comportado nos bilhões de anos que antecederam aquêle momento. Que significa “se comportou diferente”? A resposta está no resultado final de seu comportamento: formação de moléculas orgânicas, das quais as primeiras foram os amino-ácidos. Dentre os 20 aminoácidos que participam da Vida, vamos pegar os mais pequenos, que acredito sejam os mais simples, por isso devem terem sido os primeiros. Por coincidencia, são os que formam as “letras” do código da Vida, o DNA. Para isso o carbono puxou amizade com algumas espécies de átomos para formar sua turminha. Eram êles: Hidrogênio, Oxigênio, Nitrogênio:

xxxx

Átomo Hidrogênio

xxxx

Porque o Hidrogênio, dentre duas centenas de tipos diferentes, foi um dos quatro iniciais selecionados pela seleção natural?

Comunistas: … “Camaradas…
Budistas: ” Duas particulas! Já continham Yin, Yang…
Movimento Occuppy Wall Street: “Ainda não temos diretrizes. Estamos pensando…
Matrix/DNA: “Hidrogênio exerce a função universal de ponte entre dois sistemas naturais. É sempre uma ponte, e como tal, imprescindivel…”

xxxx

Átomo Oxigênio

xxxx

Porque o Oxigênio foi tambem um dos primeiros convidados?

Matrix/DNA: “Óbvio. Tão claro como a luz do Sol…

Povo: “Heeeiiiii… fatos, please, no opinions.”

Matrix/DNA: “Ok. O Oxigênio tem 8 particulas, oito funções sistêmicas universais. Mas a fórmula universal perfeita tem apenas sete funções. Acontece que no Oxigênio a Função 7, a ultima, é repetida duas vêzes. isto quer dizer que ela se expressa duplamente ou seja, mais forte que as outras seis. Mas que faz esta função? Observemos a fórmula. É a função da “morte”. E do fornecimento dos fragmentos do cadaver do sistema que morre, à Função 1, que vai usa-los para dar à luz uma nova cópia do sistema. A Vida, ou seja, os sistemas biológicos, já nasciam assim condenados a morrer e renascer. Porque? Porque não se transforma, não se muda, não se acrescenta novos acessórios, num sistema já velho, e assim, a evolução não poderia continuar. O oxigênio não foi empregado na respiração? Toda vez que expiramos o ar, o corpo morre, tôda vez que inspiramos o ar, o corpo renasce… Oxigênio é o melhor condutor da entropia degenerativa… por isso êle se encaixou entre os quatro iniciais…A… aaa…

Alguns dentre todo mundo: aplausos!
Outros dentre todo mundo: “Chega, já venceu seu tempo de falar, falou demais…

xxxx
Evamgelistas; “É Deus…
Autores do Protocolo dos Sabios do Sião: “Morte! Deus mata certo por linhas tortas, quase como nós…

xxxx

Átomo Nitrogênio

xxxx

Nitrogênio! Porque êle?!

Cristãos: “Sete?! Sete particulas? São os sete pecados originais. Foi o sinal, a marca na testa da humanidade que Deus botou. Êle, o nitrogênio, êsse cabra safado aí, representa o demônio que temos dentro de nós!”

Matrix/DNA: ” O sistema fechado perfeito com suas sete funções universais. Representa a galaxia trazida á Terra, já que assim estava a fórmula da Matrix minutos antes das origens da Vida.”

Alguem da platéia: “Mas se a intenção era abrir o sistema fechado, porque o sistema fechado foi inserido?”

Matrix/DNA: “Como é que você vai abrir algo que não está presente aqui?!”

Outro alguem da platéia: “Espera aí. Você estêve todo êste tempo querendo nos enganar. Nos outros átomos voc6e falava seis particulas, seis funções, quanco somando protons e neutrons dava 12. Agora aí no nitrogênio não são sete protons, sete neutrons. Sete é o numero de eletgrons, está certo, mas no nucleo, é devido à soma de 3 protons mais 4 neutrons…”

Matrix/DNA: “Ok, eu não estava me aprofundando muito nos detalhes. Mesmo explicando apenas o superficial alguem aí já reclamou que falo demais… A fórmula da Matrix é composta de duas meias-faces, como são nossos rostos, aliás, nossos rostos são assim como são porque foram feitos pela fórmula da Matrix. Um nariz com duas cavidades como o vórtice central das cavidades da base e do topo, dois olhos como a luminosa F2 da face esquerda e a luminosa F6 da face direita, etc. Nada de mais, a cabeça humana é um sistema natural tambem. Porem, na fórmula, a energia começa seu circuito na face esquerda, em F1 e vai à esquerda para F2, F3 e atinge seu pico de crescimento em F4. Aí começa a meia-face da direita, a energia começa a decair por causa da entropia, vai para F6, F7. A Vida foi feita para morrer individualmente, mas não como como totalidade. Ou seja, individuos devem morrer para permitir o avanço da evolução, mas a Vida tem que se perpetuar até que ela complete a missão para a qual existe: construir o sistema natural da auto-consciência – o filho de Deus, “talvez”.
Então, a fórmula de sistema fechado tinha que estar presente para ser aberta. Falo assim metáforicamente, talvez tudo tenha sido meramente causa e efeito da correnteza da história natural. A fórmula permeia a matéria em todo lugar, por isso ela estava aqui, e na sua ultima forma mais evoluida, constituida de fotons estelares, adentrando os átomos terrestres, dirigindo-os a reconstruirem um sistema igual de onde vieram, isso é pura genética. Mas uma fórmula caída, como foi a Matrix na terra caída do céu, num novo ambiente com novo material se recompõe de várias maneiras, desde que mantenha o significado universal de sua estrutura. E dessas variações, havia uma em que as três funções da meia-face esquerda, ou seja, as funções que carregam a energia crescente, que compõem a face esquerda, se expressavam normalmente, como protons carregados positivamente, enquanto as chamadas três funções “negras” que carregam a energia decrescente até a sua morte, que compoem a face direita, ficaram como recessivas, não se expressando, na forma de três neutrons. O quarto neutron é a funçao 5, que recicla e perpetua um sistema fechado. Essa função 5 não se expressou, portanto ela reciclava um sistema fechado, após sua morte. 3 protons, 4 neutrons! A Vida veio com o estigma de crescer sempre, evoluir, nunca minguar, involuir, porque t6eve para si abertas as portas de sua reprodução e perpetuação como sistema aberto e crescente. Por isso o fenomeno da quiralidade: sómente moleculas canhotas, que representam a meia-face esquerda, podem compor os corpos vivos.

Matematicos: – “Raios! E não é que isso vai dar uma bela equação?”

xxxx

Bem, temos a superficie nua da terra, seus quatro átomos que iniciaram essa maior história fantástica de todos os tempos, a História da Vida, e agora? Êstes átomos existiam a bilhões de anos, mas só se conectavam com átomos para compor coisas inertes, elementos, como rochas, gazes, água. Mat;eria inanimada. De repente começaram a se comportarem diferente. Deu a louca nêles. Porque?

Sociedade dos Alcóolicos Anônimos: “Tomaram um porre?… Não, não pode ser. Não tinha pinga naquêle tempo…”
Evangélicos: “Estou falando, só pode ser coisa de Deus…”
Matrix/DNA: “se foi coisa de deus, isso havia sido planejado antes das origens do Universo. Porque para aqu6eles átomos mudarem de comportamento bastou uma unica novidade, a qual pode acontecer com qualquer astro celeste nas mesmas condições da Terra. Baixou os espiritgos naqueles átomos…”

Todos: “Hein?… quê?!”

Matrix/DNA: “Luz pura que vem na forma de ondas da radiação estelar e se quebram aqui em particulas, os fotons. cada foton é uma miniatura de um inteiro espectro da luz, constituida de sete vibrações em diferencias frequencias e períodos, as quais são as sete funções universais e na sequencia que estão no espectro, transmitem o processo do ciclo vital. Os fotons sào genes semi-vivos que penetram os átomos terrestres como os comunistas penetravam uma fazenda feudalista. se infiltram no meio dos empregados, as particulas da periferia, eletrons, começam a cochichar-lhes a doutrina de que no céu existe um sistema melhor onde são livres e donos, convencem-nos, atacam os senhores na casa nuclear e assumem o comando da fazenda, quer dizer, do átomo. Aí mudam o comportamento do átomo.

xxxx

Bem… enquanto continua a discussào do porque os átomos resolveram atuar diferente, vamos ao próximo passo do que aconteceu. A formação dos aminoacidos. É preciso notar que o que ocorria no corpo da Terra naqueles tempos é o mesmo que ocorre em nossos corpos quando criaturas minusculas, muitas vezes formadas ou crescidas com nossa própria matéria, como virus, bactérias, começam a se mexerem, a se multiplicarem. A Terra, não sabia de suas existências, mal poderia ela adivinhar que ali estava começando algo que iria lhe acompanhar em seu destino, não sabemos se para seu bem, ou para seu mal. Os primeiros ainda não se mexiam, não se moviam, como as moléculas de aminoacidos:

xxxx

Aminoácidos da Vida

xxxx

Até chegar nos seres humanos, na auto-consciência, nas naves espaciaisx e nos pudins de chocolate, ou seja, por no filme e em ação, todos os objetos da Wikipedia, temos um grande trabalho à frente. Por ora, uma pausa… que ninguem é de ferro.