Archive for abril 24th, 2012

Meditação Diária Para Suportar a Moderna Insustentável Leveza do Ser

terça-feira, abril 24th, 2012
Nesta correria e consumismo da vida moderna, aliadas aos ultimos eventos astronomicos sugerindo instabilidade no Sol e em nosso planeta, penso que todos temos a impressão calcada lá no subconsciente que estamos fazendo errado e a qualquer hora a Humanidade vai pagar por isso. Somos como uma grande caravana correndo em alta velocidade por uma estrada que a todo momento se bifurca. Temos que escolher qual direção sem ter nenhuma informação do que há na frente. Eu tento conter minha gana de trabalhar feito louco para arrumar o dinheiro que preciso para pagar todos os “bills” e quem sabe, umas férias no Caribe, mas o capitalismo selvagem me açoita com dividas como o capataz dá chibatadas no escravo, quando dou uma paradinha. Sou teimoso e insisto, tiro meu tempo para uma meditação de meia hora de vez em quando, tentando pensar nas sagradas eternas questões: o que sou eu, quem sou, onde estou, o que estou fazendo aqui nêste mundo louco, para quê?! Estamos indo para onde, o que vai ser da Humanidade, vai desaparecer num puff do Sol ou vai se espalhar conquistando o Universo?…
xxx
Vai daí que no meu Google+ de hoje me deparei com um post relacionado ao tema da  “meditação”:
xxx

6:22 PM –  Public

This is my second week of enforced meditation and mindfulness.

I found that taking just 5 minutes each day to meditate was REALLY hard to do! In fact, today was the first time I meditated since last Thursday. So, my consistency has some room for improvement.

Also, I find having a bell ringing every 15 minutes is very helpful for keeping myself on task. The bell reminds me to check in with myself and what I am doing. Quite often I have slipped off task onto something else.

Ding-ding! Get back to work! Oh, and breathe… :)

( Se alguem quiser baixar o sino “ding-ding” procure os posts da Kiki no Google)

xxx
E então não pude resistir de postar o seguinte comentário:
xxx

Louis Charles Morelli7:38 PMEdit

What’s your goal doing meditation? Altruism, selfishness, or… reaching a cosmic consciousness? Your post says the word “myself” three times, then I suspect it is about selfishness. Ok, no problem with that. My goal is cosmic consciousness. Then, I imagine the galaxy under rotation. Inside the galaxy, there is a solar system under rotation. At a planet I am a tinny little point. Then, I try to locate this point in whole Universe. But, since discovered that original light has the code for life and consciousness, my mind try to see a light-full background: this is cosmic consciousness. But, I don’t know if I know, I am not sure…
xxx
É a velha história: eu só sei que não sei, talvez sim, talvez não, vou vivendo levado pelo sabor do vento e sob as decisões dos guias desta caravana humana desembestada… mas que eu vou de vez em quando mandar o capitalismo pentear macaco e vou procurar essa luz até o ultimo suspiro, ah…, isso vou…
Você está meditando? Qual seu método? Estás conseguindo alguma melhora? Eu já postei aqui que tenho um método. Copiei algo das visões “imaginárias” do meu velho indio curandeiro na selva, misturei com aquela história da filosofia hindu de chakras e kundaline, fiz meus modêlos de mapas energéticos do meu corpo e do Universo, e tento meditar em cima dêles crendo que minha mente pode selecionar e captar as “boas” energias que flutuam no espaço do à minha volta. Tenho até um artigo postado em algum lugar dêste website falando dessa técnica e até sugerindo a musica que ouço como pano de fundo. Bem, teimoso como cético materialista, não acredito em nada, pode ser tudo construção sem fundamento na realidade, porem tem um fato notório que é decisivo: desde que comecei essa técnica, a 30 anos atrás, e vivendo uma vida sem disciplina totalmente desregrada seja em New York ou no meio da selva,… nunca mais precisei tomar um comprimido. Terá algo a ver com a meditação? Sinceramente ainda não sei. Então porque continuo? Porque meu querido avô, na sua sabedoria popular matreira sempre dizia: em time que está ganhando não se mexe…
Mas nós somos 7 bilhões de visões do mundo diferentes entre si. Se todos praticam meditação, durante o periodo destas, neuronios de cada cérebro se expressam e se conectam em 7 bilhões de maneiras diferentes. Acho que deveríamos todos confessar sem vergonha como fazemos. Comparando as 7bilhões de formas diferentes, traçando mapas estatisticos de como cada qual está tendo sua vida, talvez conseguissemos uma fórmula final e todos seriam felizes eternamente… iak… iak…iak…

Para Quem Aprecia Ver Leões Jantando Ovelhas, Vejam Tambem Os Buracos Negros Jantando Estrêlas.

terça-feira, abril 24th, 2012

Na minha opinião, o festival de besteiras continua. A imprensa aproveita porque “isso está vendendo”. O publico a cada vez mais assimila a noção de que o céu está cheio dos terríveis e monstruosos canibais do espaço. O nome “buraco negro” está na moda. Os modêlos teóricos da Matrix/DNA continuam sugerindo que os “teóricos buracos negros” não existem. Que a violência imaginada no Cosmos é mera projeção de mentes geradas nesta biosfera terrestre que foi um produto do estado de caos, pois no Cosmos reina o estado de equilibrio e ordem. E de alguns anos para cá tôdas as noticias, imagens e dados que foram captadas e das quais tomei conhecimento reforçam os modêlos da Matrix/DNA enquanto a maioria está obrigando a reverem e fazerem remendos na teoria acadêmica.

Veja-se apenas a lista de ultimas noticias em Terra.com:

Em especial êste artigo:

Terra.com

http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5614940-EI301,00-Imagem+ajuda+a+desvendar+misterio+dos+buracos+negros.html

Imagem ajuda a desvendar “mistério” dos buracos negros

Mas quando se lê o artigo, não se vê onde a imagem ajuda a desvendar o mistério dos buracos negros. Ao contrário, a imagem lança mais confusão. Basta ver êste trecho:

” Os astrônomos sabem como as estrelas supermassivas se desintegram para a formação dos buracos, no entanto não está claro como estas estruturas, que podem ter massa milhões de vezes maior que a do Sol, podem se formar no núcleo das galáxias. A ideia defendida pelos pesquisadores é de que essas estruturas supermassivas podem se originar a partir da fusão de pequenos e médios buracos negros.”

Em primeiro lugar, não, os astronomomos não podem saber que estrêlas formam buracos negros, simplesmente porque nunca jamais foi visto êste processo em algum lugar, e nem mesmo juntando todas as imagens disponiveis poder-se-ia montar uma sequencia de eventos entre uma estrêla em decomposição e um buraco negro em formação. Esta sequencia de eventos num processo cosmológico como êsse ocorreria no tempo astronomico, ou seja, demoraria muitos milhares de anos, talvez milhões ou bilhões de anos, e a cultura escrita humana não tem sequer 15.ooo anos.  Portanto foi impossivel a qualquer ser humano assistir tal evento e provavelmente nunca será. Então o que é Astronomia? Não era para ser uma Ciência? Mas Ciência só aceita fatos, comprovados. Astronomos não eram para serem cientistas? Mas cientista só sabe o que pode comprovar de alguma maneira. E porque ninguem da imprensa ou dentro dos circulos acadêmicos cientificos está gritando contra essa ofensa à sagrada Ciência?!

Qual será a formação mental das crianças que estão crescendo com a crença de que o Cosmos é violência e que existem estes fantasmas, monstros? Mas e se tudo isto estiver errado?

O artigo continua seu festival de besteiras: “… O fato de haver um grupo muito jovem de estrelas na imagem indica, segundo os astrônomos, que o buraco negro de massa intermediária pode ter se originado a partir da galáxia anã,…”

Ora, não vejo a ligação entre as reais estrêlas jovens detectadas na imagem com uma hipotéctica e morta galaxia anã. O que vejo é mais uma evidência e um acêrto de previsão para os modêlos da Matrix/DNA: ” Os vórtices nos nucleos galácticos geram estrêlas novas.” Isto ela escreveu há 30 anos atrás.

Supõem que nos nucleos das galaxias existam buracos negros e que sejam tais como os pintam. Enquanto isso os modêlos da Matrix/DNA sugerem que nêstes nucleos existem apenas meros vórtices, tipo tornados, semelhantes aos rodamoinhos que surgem e desaparecem no quintal da sua casa. Que estrêlas e mesmo sistemas estelares de fato podem morrer, se fragmentarem em poeira e detritos estelares, os quais forma uma nébula amôrfa, mas devido estarem dentro de uma galaxia ou mesmo universo em rotação, a poeira gira sôbre si mesmam formando naturalmente os ralos no seu centro. E isto gera novas estr6elas, novos sistemas. Qual o mistério? Qual a violência? Porque apelar para existência de fantasmas invisíveis?! Reprodução, reciclagem, replicação, meros processos que ocorrem aqui dentro de qualquer sistema celular. Não é muito mais belo um Cosmos semelhante à Vida que êle criou aqui na superficie da Terra e que aqui aplicou os mesmos processos que se aplica a si mesmo? Do que um Cosmos locupleto de eventos ao acaso cujo acaso seria dominante no mundo e teria criado a Vida, por acaso?

Ter argumentos bombásticos e exóticos para chamar atenção, se colocar como figura nas manchetes, todo mundo faturando alto, é a unica explicação que encontro do porque estão fazendo isso. Mas a cada dia a matrix/DNA está descobrindo algo espetacular na Natureza. Por exemplo: a abelha rainha sobe a seis metros de altura do solo, emite sinais aos machos, que formam fila, copulam e caem mortos, enquanto a rainha desce e gera os germes de novas abelhas. De onde a colmeia inventou isto? No espaço sideral um vórtice no centro de uma nébula de poeira estelar se veste com um belo quasar luminoso e com suas atrações magnéticas alcança pulsares que assim emitem cometas rechonchudos da energia que o vórtice necessita enquanto os pulsares morrem se transformando em supernovas. Enquanto isso o vórtice fecundado gera os germes dos novos astros. Estava tudo registrado no DNA dos seres vivos, herança genética do Cosmos! Eis o que é descoberta bombástica, espetacular e ao invés de gerar mêdo e apatia nas crianças, gera o encantamento com a sabedoria da Natureza, talvez de um Deus inteligente por trás de tão extraordinaria engenharia.

A Vida é exuberante, parece um milagre. O sistema solar funciona com a precisão de um relógio, por bilhões de anos. Não seriam estes aspectos emcantadores da Natureza mais produtivos em termos de noticias bombasticas, mais dignos de serem estampados nas manchetes? Tem pessoas que apreciam e se deleitam assistindo um leão jantando uma ovelha. estas pessoas sentem necessidade de ver buracos negros jantarem galaxias, mesmo com todas as formas de Vida que nelas possam existir. Mas tambem existem as pessoas que como eu, tampa os olhos com as mãos para não ver a agonia da ovelha. Nós temos a necessidade de ver um Cosmos sem feras canibais e vitimas imoladas. Ninguem prova quem está certo, mas se o time adversário é uma torcida ruidosa que grita aos quatro cantos quando pensa ver seus goals, temos o direito de gritar tambem quando pensamos ver os nossos. Como no caso da rainha das abelhas.