Archive for outubro 14th, 2013

Mensagem da Matrix/DNA: Como Nós Devemos Dirigir Nossas Vidas?

segunda-feira, outubro 14th, 2013

Alerta: Tudo o que eu digo é a minha teoria. Você não deve acreditar, nem desacreditar, obedecer, nem desprezar, mas sim, pensar e pesquisar.

A razão suprema, universal, da existência da especie humana, é eliminar uma tendencia de seus ancestrais, para retomar o caminho da Evolução.  Essa tendencia foi tornada realidade a cerca de 4 bilhões de anos atras, num evento que recebe duas diferentes interpretações, seja o observador guiado por emoções humanas ou o observador guiado pela fria logica empiricista. A interpretação do observador emocional da ao evento o nome de “Adão e Eva no Paraíso da Serpente”, e a interpretação do racionalista dão ao mesmo evento o nome de  “Estado de Sistema Natural como Fechado em Si Mesmo em Perfeito Equilíbrio Termodinâmico”. vamos ainda resumir isso sob o nome de “Pecado Original”.

Uma transgressão as Leis da Natureza Universal foi cometida porque o Universo natural reagiu e puniu nosso ancestral, usando para isso um mecanismo que medimos sua intensidade sob o nome de “entropia”.  Um erro fatal, colossal, aconteceu como corolário de uma tendencia negativa aos propósitos da existência universal. Se uma principal característica desse proposito universal é a “evolução” de um sistema que nasceu com o Big Bang, a tendencia que construiu o “Paraíso Termodinâmico” interrompeu, estancou, paralisou essa evolução. Por isso a descomunal proporção deste evento.

O processo que se seguiu ao evento revela qual foi a punição, revela que a punição tem um proposito corretivo de um defeito de personalidade, e revela como a punição eliminara o erro da personalidade. Hoje a especie humana esta dividida em 7,5 bilhões de fracões de uma auto-consciência. Cada fração esta emprisionada numa cela denominada caixa craniana. Cada ser humano tem um pequeníssimo detalhe seu próprio e não imitado por nenhum outro.  Este detalhe particular é  a quantidade de pecado original que resulta do Pecado Original dividido em 7,5 bilhões de partes, ou frações. De maneira que ao juntar-se todos os diferentes detalhes de todos os seres humanos, obtém-se os 100% do Pecado Original.

A estrategia neste processo é simples e clara. Dividindo-se um grande defeito em pequenos defeitos, e pondo-os a defrontarem-se entre si, cada pedaço do defeito sentira a negatividade de cada outro pedaço do defeito, e aprendera a rejeita-los. De maneira que depois de todos rejeitarem todos os pedaços do grande defeito, estará a especie exorcizada do seu demônio.

Sabendo disso, como um humano deve pautar seus comportamentos, em relação ao mundo externo e nas suas interações com os outros seres humanos? Antes de mais nada é preciso lembrar-se de um detalhe importantíssimo: a outra face da mesma Historia. Ora,… se a Natureza Universal esta aplicando um processo em que a especie humana,  estava numa forma de ancestral longínquo e não humano, e sairá do processo como uma outra forma não humana, transcendental em relação ao ancestral, é preciso notar que cada ser humano esta sendo um gene desta nova forma transcendente. Ao mesmo tempo que ele esta aqui para ser corrigido, ele esta aqui para construir-se o embrião de sua nova forma. Sabendo-se que cada gene tem uma informação unica, especifica, não imitada por nenhum outro gene, cada humano pé uma mensagem, uma missão, uma função necessária e imprescindível para a formação do ser que vai nascer como resultado desa Historia.

Então nos deparamos com um paradoxo. Por não ser uma personalidade universal 100% perfeita, por conter em si uma fracão de uma tendencia negativa, não se pode deixar nenhum ser humano ter mais poder que qualquer outro humano. Pois seja qual for sua influencia sobre o outro, sabe-se que ela não sera “boa” em relação a Natureza Universal. Mas,… por ser uma personalidade universal que contem uma informação imprescindível para a próxima forma evolutiva do sistema universal, não podemos permitir que nenhum ser humano seja impedido em suas atividades e cumprimento de sua missão.

Se qualquer gene expressar seu defeito na elaboração de um embrião, o baby nascera com um defeito. Se qualquer gene deixar de expressar sua informação especifica na construção do embrião,  o baby nascera com um defeito. E esse “baby” sera o resultado final da reunião das 7,5 bilhões de fracões de auto-consciência numa unica resultante auto-consciência.

Então, sob essa nova carga de informações sobre o supremo significado de sua existência, como deve um humano atuar?

( Infelizmente sou interrompido agora por obrigações no trabalho que me chamam. Mas fica o tema para se refletir e termina-lo. Devo a seguir incluir aqui as imagens da Matrix astronômica ao lado do Paraiso do Eden, para explicar o tema).