Archive for dezembro 12th, 2015

Visual Cortex do Cerebro: Extrema Complexidade Causa Briga Entre Ateus e Deistas.

sábado, dezembro 12th, 2015

xxxxx Visao e visual cortex

E’ realmente impressionante, de tirar o folego! As celulas ja foram – nas origens da vida – seres vivos individuais, como microscopicos animaizinhos. Se juntaram como os moluscos no ocaeano se juntam formando os corais, porem, no caso das celulas, quando o coral continha milhares delas, ele se modelou como se fosse uma grande celula. E’ como se a forma dos individuos se projetasse sobre a massa do todo e tornando-se a forma do todo.

Esta passagem do unicelular para o multicelular ainda nao tevr uma explicacao das ciencias academicas, porque nao conhecem nenhum outro caso de tal projecao, e no mundo anterior as origens da vida, que e’ estudado pela quimica e principalmente pela fisica, nunca se encontrou as bases, as forssas e elementos que teriam servido de causa para este evento. ( Apenas a Teoria da Matrix/DNA sugere uma explicacao, porque em seus modelos, a Natureza ja tinha feito isso antes quando existia apenas uma nebulosa de atomos e a forma do atomo se projetou sobre a nebulosa para formar o sistema estelar. E o mecanismo teria vindo da forma de propagacao das ondas de luz. Para se entender isto, imagine as ondas que se formam por uma pedra atirada as aguas paradas de um lago. As ondas vao criando novas ondas a seguir, concentricas, sendo que cada onda empurra para a proxima todos os detritos que nela existia, ou seja, projeta sua configuracao para a proxima onda. Mas isto so se entende mesmo quando se sabe que uma onda de luz contem em si o codigo da vida, como explica a formula da Matrix/DNA. Pensando nas celulas que formam o cerebro, as chamadas celulas neuroniais, como pequenos animaizinhos, e observando-se como funciona a visao, entao nosso estupor sobe `as paredes! Pense naqueles seres do oceano que vivem na escuridao do fundo dos oceanos, dos quais muitos nao tem vidsao e outros dizem que ja tiveram visao porque viviam na superficie e depois perderam-na quando desceram para a escuridao das profundezas. Aqueles seres nao tem a menor nocao das imagns do mundo acima das aguas, da claridade existente.Pois bem… no cerebro humano existem um grupo de celulas que estao situadas na parte mais profunda, detras da cabeca, na regiao da nuca. Ali a escuridao e’ total. No entanto sao aquelas celulas da escuridao que ve o mundo e a claridade dele. Nos sempre pensamos que o que ve o mundo e depois conta `a nossa mente o que viu, sao os olhos. Mas que nada pois as imagens do mundo externo passam direto atraves dos olhos. Mas tambem nao chegam aquelas celulas da escuridao, senao clareava tudo dentro do cerebro. Porque os seres das profundezas escuras do oceano nao veem nada do mundo enquanto as clulas das prodfundezas escuras do cerebro veem tudo, pois sao elas que informam nossas mentes do que esta sendo visto?! – ” Ora,… – j respondeu alguem – ‘e porque aquelas celulas formam placas como espelhos”. Eu nao sei como testar esta experiencia, mas que se experimente colocar um espelho num quarto escuro onde nenhuma claridade dexterna penetre, e veja-se se o espelho contem alguma imagem. A resposta e’ que entre as celulas primitivas como pequenos seres unicelulares e as celulas modernas neironiais, existiu o processo da evolucao. As celulas neironiais sao mutio mais complexas co do que as primeiras, tal como um moderno computador que veio inicialmente das maquinas simples de calcular. A evolucao da tecnologia aplicada sobre a maquina de calcular explica a existencia do computador. E isto explica a existencia de celulas da escuridao que veem o mundo externo. A Matrix/DMA descobriu que o fenomeno da visao ja tinha seus principios atuando nos sistemas galacticos, muito antes das origens da vida. Basta olhar a fiormula da Matrix/DNA para entender isto. O nucleo do sistema e’ um vortice conico como e’ a visao humana. Por dentro deste vortice passa todo o fluxo de informacoes do sstema. Com isso o ” cerebro” da galaxia poderia, se fosse consciente, conhecer tudo do mundo exterior a si mesmo, dentro dos limites do sistema a que pertence. Com seus “olho” ele poderia ver o sistema inteiro, porque o sistema inteiro passa dentro dele. As bases estavam ali, a evolucao fez o fato se consumar. Do mesmo jeito que as bases, as informacoes, para o meu bigode, ja estavam naquela bolota sem forma primordial que foi o meu corpo um dia e chamada de morula. Se as informacoes para bigodes nao stivessem na morula, jamais um corpo teria bigodes; se as informacoes para a visao nao estivessem nas galaxias, jamais um corpo-sistema teria visao. Visual Cortex

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

E para ornar a coisa mis interessante ainda, as particulas que formaraim uma especie de espelho refletor longe dos olhos, e onde se veria as imagens, tambem ja existia na galaxia. Observe na fiogura acima que o ” olho” do sistema ‘e envolvido pelo que se chama de ” horizonte de eventos” que ‘e uma aureola formada de poeira interestelar. Se esta arquitetura na galaxia fosse tso evoluida com a forma que dela se desenvolveu bilhoes de naos mais tarde, seria o horizonte de eventos que veria o mundo externo. Mas a mesma arquitetura galactica serve exatamente como o molde em que se tornou o cerebro, entao agora sabemos que aqule monticulo de neuronios foram se instalar onde denominamos de cortex visual como as particulas de poeira se instalavam no horizonte de eventos. Agora uma nova descoberta, publicada como ” paper” ou artigo cientifico, levantou um debate acalorado entre cientistas evolucionistas da linha dos ateistas contra cientistas da linha criacionista, nao evolucionista, porque ambos desconhecem a Matrix/DNA. O debae comecou quando os criacionistas do Intelligent designer se exaltaram ao ver na descoberta provas insofismaveis de complexidade irredutivel e super-inteligente designer e correram apressadamente a publicar seu artigo sob o titulo:

Brain Neurons Are Well Organized, Not Spaghetti Cables

http://www.evolutionnews.org/2015/11/brain_neurons_a101211.html Mas antes que o artigo criacionista convencesse as pessoas, o biologo evoluvionista e professor PZ MYers – ateu militante e aguerrido que publica seu blog ” Pgharyugula – entendeu ser aquela oportunidade um parato cheio, pois por coincidencia ele mesmo foi cientista trabahando estas celulas neuroniais em laboratorios. E revidou com o seguinte artigo:

Axon guidance mechanisms are thoroughly evolutionary in origin

http://scienceblogs.com/pharyngula/2015/12/08/axon-guidance-mechanisms-are-thoroughly-evolutionary-in-origin/