Archive for dezembro 13th, 2015

Humor na Matrix/DNA

domingo, dezembro 13th, 2015

xxxx

Por favor, avisem este cara que homem nao e’ XX, senão, XiXi ele vai fazer nas calças!

 

 

https://scontent-lga3-1.xx.fbcdn.net/hphotos

Indo a Fundo no Virus da Corrupção e a Unica Solução Possivel

domingo, dezembro 13th, 2015

xxxxx

Inspirado nos artigos:

Harvard Scientists warn about Epidemic of Side Effects due to Corruption

( Cientistas da Harvard alertam sobre a epidemia dos efeitos colaterais devido a corrupção)

http://nsnbc.me/2014/02/10/harvard-scientists-warn-about-epidemic-of-side-effects-due-to-corruption/
E mais este:

Shocking Report from Medical Insiders

http://nsnbc.me/2015/06/19/shocking-report-from-medical-insiders/

Houve um tempo, nas origens dos caprinos, em que todas as ovelhas eram iguais no sentido de que a pastagens eram livres, sem sistema de regras entre elas. Mas então nasciam algumas de tamanho um pouquinho maior que as outras, que tinham maior gula para a comida, para sustentar seu corpo maior.

Então, num belo dia, aconteceu pela primeira vez: uma daquelas ovelhas maiores comeu mais rápido a grama no seu espaço e ao invés de ir procurar no fim da manada novo espaço para comer, simplesmente rosnou e foi jogando seu corpo em cima da vizinha. E esta teve  reação de encolher-se em seu espaço, pois o peso e pressão da outra a tornava desconfortável. Nunca nenhuma ovelha tinha sequer imaginado em violência entre elas, agressão interna era totalmente desconhecido.

Ao invés de fazer o que seria sociável, harmônico, fraternal, a ovelha grande agiu de uma maneira totalmente inédita na historia das ovelhas, ou seja, ela inventou, criou, um novo tipo de comportamento dentro da manada.

Mas para a filosofia naturalista que chegou a descobrir a universal Matrix/DNA, nunca se pode falar assim – que emergiu um fenômeno novo criado ou inventado por qualquer corpo material – sem levar chumbo e do grosso. Nos não aceitamos isso, porque acreditamos que dentro deste Universo, e no meio desta Natureza que podemos perceber com nossos sensores, e’ impossível criar informação inédita, que nunca tenha existido de alguma forma antes, e que tenha sido naturalmente selecionada para se inserir no tronco da arvore da evolução e assim permanecer como fenômeno estabelecido. Se a ovelha atuou daquela forma pela primeira vez na historia da especie das ovelhas, foi uma mutação num sistema natural. Mas pode ter sido uma mutação ao acaso, ou por uma causa natural logica. Se esta mutação e’ constatada ainda agora, ela não foi por acaso, então suas raízes, as formas mais simples deste fenômeno, deve estar presente nas especies dentro da arvore evolucionaria em se encontram os caprinos. Então o filosofo naturalista arregaça as mangas e vai procurar estas raízes.

Mas ao invés de procurar estas raízes nas especies anteriores, como sapos, bacterias, eu tenho a formula da Matrix/DNA, que nunca falhou perante todos os problemas que lhe foram apresentados ate hoje. Então, vamos trazer esta formula para ca’:

Formula da Matrix/DNA universal, no estado de sistema fechado


Trouxe aqui a formula no seu aspecto de sistema fechado – e não sistema aberto – porque o fechado contem em si a totalidade das informações dos sistemas naturais. E basta uma rápida olhada na formula para detectar onde estava a raiz primeira daquele primeiro ato daquela ovelha. Vou explicar:

Esta formula no seu aspecto de aberto, na realidade não existe, porque quando uma comunidade interconectada abertamente, realizando interações com o mundo externo, nenhum sistema consegue aprisionar os indivíduos para formar um sistema de fato, o qual se tornaria fechado. Então, no sistema aberto, o corpo que nasce em F1 e esta’ sempre sob o poder da força do ciclo vital, desaparece transformando-se em F2, e assim por diante. Não existe duas formas, dois Fs ao mesmo tempo ( a não ser no caso em que F5 esteja dentro de F1 gerando o novo corpo, um fenomeno dos corpos hermafroditas).
Ja no caso do sistema fechado, o sistema realmente existe porque a Natureza produziu grande quantidade de um corpo inicial ( cono foi a primeira estrela puramente gasosa e a primeira célula viva), em tempos e locais diferentes, aplicou-lhes o principio do ciclo vital de maneira que se formou colonias de formas diferentes do mesmo corpo inicial, e depois possibilitou as aproximações destas diferentes formas num mesmo tempo e espaço, de maneira que por simbiose natural cada forma foi se conectando com sua forma anterior e posterior no ciclo vital. Com isso a roda ficou completa, a mesma linhagem sequencial, do nascimento `a morte do mesmo corpo.
Este sistema fechado teve sua nuance de semi-fechado quando se tornou os building blocks de galaxias e DNA. Por isso o DNA nunca aceitou – nas varias experiencias realizadas e laboratórios – nenhum acréscimo de genes ou informações para torna-lo mais complexo, melhor, mais evoluído, e todas as tentativas resultaram em efeitos deteriorantes do DNA. O seu building block e’ um sistema fechado ( ele apenas e’ semi-fechado porque ele interage com copias diferenciadas externas de sis mesmo, mas estas copias vem dele mesmo quando se constituiu num sistema astronomico maior).
Mas e então? O que tem a ver as ovelhas com essa historia toda de sistemas, formulas, etc?!
No sistema estabelecido fechado, todo corpo maior e mais velho parasita o corpo menor e mais novo. Assim, F4 parasita F3 enquanto F3 parasita F2, etc. Parasita no sentido de que o maior se alimenta de algo produzido pelo menor ou mais novo. Isto vem das origens dos sistemas materiais quando havia um so tipo de corpo e a transformação do menor no maior significava que o maior digeria, comia, o menor, pois o menor desaparecia, e dentro do maior. E antes das origens dos materiais, este fenomeno ja era observado na propagação das ondas de luz, quando, por exemplo, o raio ultra-vermelho se transforma no ultra-violeta, e assim por diante. Isto e’ informação que vem do alem do Universo, onde eu não posso ir e alcançar tal conhecimento. O corpo humano individual ainda faz isso: so’ pode existir um adulto se desaparecer uma criança antes, a qual desapareceu dentro do corpo adulto, e assim parece que todos adultos fossem comedores de criancinhas. Este “parece” se manifestou como realidade no fenômeno biológico dominado “predador-vitima”. Assim estamos chegando naquela ovelha que pela primeira vez comeu o espaço da vizinha.
Quando o intelecto não atua, ou ainda ‘e demasiadamente fraco, o que move um corpo vivo, são as leis anteriores de seus órgãos, células e átomos. As ovelhas são um caso de ausência de intelecto, então as leis dos building blocks de seu DNA se projetam como leis do corpo inteiro, modelando os comportamentos do corpo inteiro. Por estas leis o maior e mais velho come, depreda, o menor… e assim o cabrito foi em cima da ovelha vizinha. Puro instinto que vem do rolar da longa cadeia natural de causas e efeitos desde o Big Bang.
Mas a ovelha não deveria ter agido daquela forma, se houvesse intelecto entre elas. Não, porque a lei ali sempre fora a do livre espaço e harmônico compartilhamento. Ela teria feito pressão igual contraria mesmo com seu corpo menor, para avisar o vizinho que ele estava saindo do seu espaço, e se isso não surtisse efeito, ela aprontaria um berreiro chamando todas as demais ovelhas que iriam ” acordar” o invasor. Isto aconteceria de fato porque ovelhas representam a dominância do aspecto ” massa” dos sistemas, e não do aspecto ” energia”, e toda massa tende a se conformar harmonicamente no equilíbrio termodinâmico. Mas ela agiu passivamente porque o aspecto de sistema fechado não apenas atacou a ovelha maior e sim também as ovelhas menores. E neste sistema, os menores não tem outro destino senão se entregarem a serem devorados ou parasitados pelos maiores. Passivamente.
Bem,… com o desenvolver-se desta historia, os maiores se tornando sempre maiores, surgiram dentro das ovelhas, os chifres de ataque e defesa, os cabritos, e os bodes.
Mas e agora, o que tem a ver a historia das cabritas com o artigo de Harvard denunciando o alastramento da corrupção? Porque o roteiro e’ o mesmo, apenas se trocam a especie das ovelhas pela especie dos humanos. A relacao ” predador-vitima” se alastrou no sistema social humano pelos mesmo motivos instintivos que se alastrou dentre as ovelhas, os sistemas sociais das formigas, das abelhas, etc. E qualquer manifestação de corrupção e’ a manifestação de um predador tentando crescer dentro do sistema, abocanhar mais do território dos vizinhos.
Porem, a grande tirada dessa forma de pensar o problema e’ que aqui acertamos em cheio com a causa fundamental do surgimento e alastro da corrupção: a falta de intelecto das ovelhas e predadores, ou a presença de um limiar de intelecto, mas muito fraco ainda. E troca-se a palavra intelecto por auto-consciência, e lembre-se que a Matrix/DNA esta sugerindo que na Terra a auto-consciência ainda esta’ sendo gestada como um feto… e tudo se explica.
E qual a solução?
Não existe um método para exorcizar o instinto predador dos humanos que nascem com a devida configuração de genes para este instinto. Portanto, não adianta apelar para os nobres motivos dos grandes predadores dentre os humanos, isso nunca iria funcionar.
Nos podemos – nos que estamos dentre a classe das vitimas, das presas, e por algum motivo nosso próprio, alcançamos um nível intelectual que domina as leis primitivas instintivas dos nossos átomos – nos podemos acelerar a emergência do intelecto dentre as demais ovelhas. O predador apenas deixara de atuar como tal e retornar ao status quo de antes, se a ovelha usurpada em seu território reagir, não pela força e violência pois assim ela nunca venceria o opositor – mas sim berrando, botando a boca no trombone, e as demais ovelhas virem em massa botando seu peso sobre o predador, afastando-o para que vá procurar novo território depois da zona já ocupada pela sociedade.
E’ dentro deste plano que estou trabalhando – reforçado pela posse da formula universal – e por isso escrevo estes artigos: estou berrando para chamar as outras ovelhas a participarem no estancamento de crescimentos individuais em prol do crescimento de todos, nivelado. Abraços…
( Obs: se algum leitor achar algum erro nos fatos aventados ou na logica do raciocínio, por favor, me avise)
xxxx
Ver se foi publicado este meu comentario, nos dois links acima:

Your comment is awaiting moderation. 

Nothing concerned to public health could be private, for personal profit. The state with transparency and vigilance of society must do it. I am wrong? I am against ” capitalism”? Ok, then, don’t came crying due wrongdoings when you are sick.

One suggestion for the final cure of this anti-humans health system: 1) Joining 50 million Americans with U$ 100.00 each one, we will have 5 billions dollars for beginning a non-profit pharmaceutical industry; 2) One by one the private industries will falling; 3) Same thing made by all countries in the world; 4) The union of all countries into an International For Humans health System.

If 51% of world population have same dream, that dream will come true. What about you? Will dream with us?