Archive for novembro 6th, 2017

A formula modelando o pe do mosquito

segunda-feira, novembro 6th, 2017

rxxxx

Quando a formula Matrix/DNA e’ implorada por um sistema, ela dispoe uma copia, envia-a para o local solicitado, e cabera ao organismo alimenta-la, desenvolve-la, modelando-a de acordo com as escolhas que o organismo fizer de quais de seus mecanismos ele vai usar para suas funcoes, e claro, com as imposicoes limitantes do ambiente externo. Ja vimos como a formula foi utilizada na confeccao das maos humanas, onde ela e’ utilizada em quase todas suas possibilidades. Aqui vemos como ela foi utilizada por um mosquito para fazer sua funcao de pe’. Pois esta foto bstante reduzida pela microscopia electronica, e’ de um pe’ de mosquito. Veja como a formula se mostra como a infra-estrutura da arquitetura modelada pelo mosquito: o centro turbilhonar, as duas hastes vermelhas que saem dete centro, as “petalas” nas posicoes das outras partes da formula formando uma esfera. Ate’ a envoltura de fragmentos em torno do centro foi aqui aproveitada.

Os pes de um mosquito:

A mosquito foot magnified 800 times under a scanning electron microscope. Credit: Steve Gschmeissner/RPS

Artigo em:

https://www.livescience.com/60867-weird-amazing-micro-image-goes-viral.html?utm_source=notification

Einstein na praia, mas sempre com o olhar no firmamento

segunda-feira, novembro 6th, 2017

xxxx

A maioria dos humanos estão sempre com suas mentes focalizadas no ambiente imediato, captando cada detalhe. E uma minoria cujas mentes estão sempre pensando nos invisíveis mais amplos horizontes, seja no micro ou no macrocosmos. Nesta foto temos exemplares dos dois casos. Enquanto os olhos do interlocutor se concentram na figura imediata do vizinho, os olhos de Einstein se desviam do interlocutor e das coisas da praia prescrutando o firmamento, talvez pensando no fenômeno da luz que na praia é mais forte. Os dois casos pecam por extremismos, o ideal seriam mentes meio a meio. Se concentrar apenas no imediato, torna-se esta moderna louca caravana em correria circulando no imediato sem um conhecimento elevado para guia-la em seus caminhos. Se concentrar apenas no longínquo pode não sobreviver ao imediato e produzir teorias supérfluas. Porem, tem sido a mente nos horizontes longínquos que tem movido os saltos evolutivos da humanidade. pensando assim, eu tenho feito no máximo possível a divisão meio-a-meio: 8 horas por dia envolvido exclusivamente nas lides imediatas da sobrevivência e 8 horas envolvido exclusivamente na busca de conhecimentos sobre os invisíveis. Ou 6 meses por ano trabalhando duro para pagar as contas e seis meses trabalhando duro para evoluir a mente. Quando retorno a minha cidade de infância e vejo os mesmos moradores agora idosos como eu, e procuro trocar informações com eles, sinto no intimo que eu fiz o mais certo. Eu seria muito infeliz se na velhice estivesse como os vejo.  Mas como eles não sabem e nem imaginam o que existe na minha mente, talvez eles sejam felizes com sua maior posse e segurança material. Enfim, cada ser representa uma possibilidade do Universo, e quando tem liberdade para escolher executar a sua possibilidade, ele esta’ em seu elemento. Infelizes serão os que não podem escolher e exercer sua vocação.

Mas seja qual for a vocação, ainda prefiro e aconselho o meio-a-meio. Pois o Universo que captamos com este pequeno cérebro, tem estas possibilidades que captamos, mas com certeza este Universo não é a totalidade da existência e do mundo, portanto, alem deste imediato Universo – e talvez bem aqui ao nosso lado, influenciando ocultamente nossas existências – existam as outras seis dimensões da luz alem da nossa luz visível, e com muito mais possibilidades. Alem disso, as experiencia tem ensinado que perante a universal dualidade das alternativas, sempre a sabedoria esteve na alternativa do meio. E alem disso, todas as especies que cresceram em tamanho e força material, mas se moveram sem um guia alem do seu horizonte imediato, foram extintas ou estão em processo de extinção.

88