Archive for abril 26th, 2018

Sobre leões e… humanos

quinta-feira, abril 26th, 2018

xxxx

https://www.facebook.com/larry.miller.923171/videos/10157370452369922/?t=4

SOBRE OS LEÕES E NOS:

Pessoas não entendem que uma de suas obrigações neste mundo e’ pensar filosoficamente sobre a existência deste mundo e nossa existência nele. Como este mundo surgiu e como nos surgimos nele?! Porque temos esta obrigação? Porque temos que conhecer as musicas e ritmos que este Universo esta tocando a cada tempo, para dançarmos em sintonia com esse ritmo. Todas as outras especies vivas antes dos humanos mostraram na sua historia que quem saiu fora do ritmo, ou se tornou um beco sem saída, ou ja foi extinta. O Universo muda sua musica de acordo com seu estagio evolucionario, isto faz com que este planeta em que vivemos esteja mudando de acordo com esta musica, e sabemos que dentro de algum tempo, a musica nao sera favoravel ao tipo biologico que somos em corpo fisico, este planeta esta mudando, a vida tornar-se-a’ cada vez menos suportavel aqui. Os leoes nao investiram na busca desse conhecimento, nem o cerebro deles seria capaz disso. Entao o que sao os leoes que existem hoje? Como esse do video, beco sem saida, aguardando o golpe final da sua extincao para sempre. Esse leao parece velho, mas faz a unica coisa que sabe, defender com unhas e dentes sua zona de conforto, que e’ seu territorio, por isso ele urra quando ve estranhos competidores, invasores, mesmo que ele nao tenha forssas para ataca-los. Entao para que vieram a existencia, temporaria, e vao desaparecer sem deixar nem seus rastros? Caimos na questao de pensar filosoficamente na existencia de cada detalhe de cada fenomeno ou evento natural, se quisermos destino diferente. Agora estamos focados na questao ” porque e para que os leoes existiram?”. Quais as forssas naturais convergiram para este mesmo ponto pequeno do Universo no mesmo tempo, que misturadas produziram este fenomeno denominado “leao”? Ora existe uma pista. Leoes urram antes de atacarem, anunciando `a vitima que sobre elas vai cair uma tempestade. Existia ja antes dos leoes, uma cena semelhante aqui na Terra. Ela se dava no mundo dos atomos leves e os corpos formados por eles, ou seja, os gazes e esta atmosfera. E de vez em quando no meio deste mundo destes atomos forssas turbulhentas converge para um mesmo ponto, formam tempestades. Mas antes da tempestade, elas an unciam que vao vir, atraves dos trovoes. Leoes criados a ceu aberto nas selvas tambem observam nuvens, ouvem trovoes e sao capazes de saber que quando ouvem trovoes, vai vir tempestade. Nao vamos apelar aqui supondo que leoes inventaram o urro para imitar o trovao porque observaram que o trovao paraliza as vitimas. Nao. Sera mais logico e racional calcular que o conjunto de forssas e elementos da Natureza no nivel dos atomos leves, que a certo momento produziam um evento caotico na atmosfera – a 4 bilhoes de anos atras – sao os mesmos elementos e forssas da Natureza presents nos atomos que formam o nivel biologico e que produzem aqui o caos onde feras, predadores, atacam e destroem nuvens calmas e suaves, quero dizer, as presas biologicas. O grande objetivo humano aqui deve ser identificar para conhecer quem sao estas forssas e elementos, polis eles causam grandes torturas, prejuizos e mortes de humanos. Conhecer para controlar, dominar, evitar, eliminar.Da reflexao filosofica sobre a grande conjuntura das existencias, temos que descer a observacao e reflexao tecnico dos detalhes da existencia, como tempestades, urros, leoes, trovoes. isto significa torpecar menos quando dancamos a musica que o Universo esta ordenando, pisar menos nos pes dos outros, cair menos no salao, para sermos sempre aprovados e termos permitido a nossa existencia aqui. E de sobra, ate sermos capazes de aprecia e nos diverter com esta danca.

Matrix/DNA: Uma unica formula aplicada a sete tipos de sistemas naturais, ciclos e acessorios de sistemas

quinta-feira, abril 26th, 2018

xxxxx

Foto de Louis Charles Morelli.

Mudanca Climatica ( Climate Change): O que precisamos saber agora

quinta-feira, abril 26th, 2018

xxxxx

A mudanca climatica nao vai simplesmente engolir nossas cidades, escurecer nosso ceu e estrelas com poluicao, derreter o gelo nos polos e tornar nossos oceanos acidos. Ela fara tudo isso, para ser claro. Mas ela cobrara’ ainda um custo mais dramatico no bem-estar do mundo inteiro, incluindo nossa saude mental ( Climate change isn’t just going to sink our cities, obscure our skylines and stars withpollution, melt glaciers and make our oceans more acidic. It will do all those things, to be clear. But it will also take a dramatic toll on the entire world’s well-being, including our mental health.)

Em vista disso, e porque a Matrix/DNA nao ter nenhum artigo ate agora sobre este assunto, fazemos aqui um pequenos levantamento de pricipais e mais resumidos artigos publicados. Vamos comecar pelo basico dos basicos:

We’re Not Even Talking About Some of the Most Devastating Effects of Climate Change

https://www.thriveglobal.com/stories/17199-the-most-devastating-effects-of-climate-change

xxxx

E a seguir outros uteis e atualizados artigos:

Why Some Communities Recover Better After Natural Disasters

A Scientist Explains The Domino Effects of Climate Change on Mental Health

The Alarming Link Between Climate Change and Suicide

What Your Doctor Needs to Know About Climate Change

One Surprisingly Optimistic View on Adapting to Climate Change

A Yale Scientist’s Unique Perspective on Resilience After Natural Disasters

This Will Help You Understand What Survivors Of Natural Disasters Are Going Through

 

Microeconomia: uma maneira de canalizar suas vendas

quinta-feira, abril 26th, 2018

xxxxx

Voce conhece alguem que faz alguma coisa diferente , peculiar, como artesanatos, desenhos, artes, alimentos, brinquedos, etc? Nas feiras municipais devem ter elas. Pois elas talvez nao saibam que poderiam vender estas coisas a pessoas do mundo inteiro de forma facil, com a moderna tecnologia. E por incrivel que pareca, ha’ muita gente com dinheiro e tempo sobrando que fica procurando estas coisas em vitrines virtuais, na Internet. Me despertei para isso ao ver uma mulher faturando dinheiro da maneira mais esdruxula: fazendo desenhos tao simples como medalhas contendo uma frase curta ( ela se sentiu ofendida pelos homens que se acham os tais, aparentando serem cavalheiros que nao estupram mulheres, e por isso superiors, e tal. Entao ela criou um movimento no Instagran ( @awardsforgoodboys ), que visa ridicularizar estes boys, sob o nome de “goodboys”. A coisa chamou atencao que ela agora esta vendendo bolsas, camisetas, etc, com seus desenhos feitos a mao estampados). Bem, seguindo a maneira como ela pos isto a venda cheguei na ETSY, com link abaixo…

Pois e’… neste mundo, como dizia meu avo, “se voce embrulhar m… voce vende, porque tem gente para tudo”.  Afinal sao 8 bilhoes de juizos diferentes sem juizo. Ou nao vende, mas neste caso das vitrines virtuais, nada se perde em tentar alem de um pouco tempo na tentativa. Voce ja viu aqueles frascos de plastico nas pias de banheiros contendo sabao liquido? Pois dia destes eu fui escovar os dentes e me esqueci de levar o crème dental e entao pensei: porque nao por no banheiro um frasco com crème dental pendurado na parede acima da pia? Com um timpo de bomba-pistao encima do tubo, basta aperta-lo com a escova segura no bico do tubo e pronto. Seria enorme economia na ecologia sustentatavel, pois ao inves destes pequenos tubos de hoje, haveria nas lojas galoes de crème, para encher o tubo. E ficaria mais barato. E mais pratico. Porque fazer, porque nao fazer? Enquanto fico na duvida alguem corre a patentear e fica rico rindo na minha cara que continua pobre…

Raios… enquanto escrevia tive a ideia de googlar “suporte para crème dental” e surpreso percebi que ja’ existe. E bem sofisticado. Mas pelo depoimento dos compradores, o primeiro nao aprovou, quanto ao segundo nem sei como funciona. O principal problema e’ que a industria nao vende pasta dental em galoes de litros, teriamos que fabricar tambem os galoes e quica, a pasta tambem. Nao interessa, eu tive a ideia sem nunca saber que isso existia, so’ cheguei atrasado, mas continuo merecendo a honra de inventor dessa coisa:

See the source imageSee the source image

 

 

https://medium.com/etsy-impact/helping-cities-unleash-their-creative-economies-6fef076755f7

Neste link a ETSY informa que colabora com microeconomias numa parceria com:

https://www.nlc.org/

que e’ uma liga entre cidades, a ser visto.