Não peer-review para não-ciência para não-PHD

Quando começo a descrever uma teoria nova de reações químicas bastante detalhada, os ouvintes sentem que aquilo não e’ apenas uma mera metafisica de um analfabeto em ciências. Tem real química no trabalho, eles percebem. Então não resistem, me interrompem e peguntam porque eu não apresentei o trabalho para peer-review. Respondo:

  • ” Peer-review? Mas para isso tem antes que mostrar o papel de PHD. Então isso ‘e para gente grande que pode estudar em universidade e ganhou um diploma, um canudo de papel, o certificado que ele frequentou as aulas e aprendeu. Mas não e’ para um mero semi-macaco que estudou na selva tomando aulas com a Mestra Natureza porque aquela mestra não da’ certificado nenhum. ( risos) Ela não me deu nada, nem me disse se fui aprovado ou não. ( mais risos). Eu sai sem nada, não tenho nenhum papel, e sem PHD não tem peer-review. Mas na verdade eu não vim para bagunçar o vosso sistema, eu repito que isto não e’ um trabalho cientifico, sou como um carteiro trazendo uma carta que me foi ditada por uma professora que não fala, e’ muda, so injeta intuições na cabeça e entorta minha cabeça para enxergar sinais ao redor que podem levar a resultados, e eu nem sei se a interpretei direito. Voces e’ que estão lendo a carta e podem ou não decidirem se vão transformar isso num trabalho cientifico. Minha missão como carteiro esta cumprida, eu honrei minha mãe e tentei dar o melhor de mim para captar e fazer suas vontades, isso ‘e o que me interessa.( palmas… enquanto eu disfarço e limpo umas lagrimas que brotou nos olhos porque me lembro do inferno que vivi la, do estado caótico que se encontra a minha mãe, e pior ainda pelo fato que ela esta saindo daquele inferno para um estado mais ordeiro porem doentio que a esta tornando doente).

Tags: , ,