Meu Genoma, Meu Eu

 Baseado no artigo:

 My Genome, My Self 

By STEVEN PINKER

Published: January 7, 2009 

New York Times:

http://www.nytimes.com/2009/01/11/magazine/11Genome 

  –  Psicologos modernos: “Ninguem sabe quais sao as causas nao-geneticas da individualidade.”

– Matriz: “Nao existem causas nao-geneticas. Existem causas geneticas que voces desconhecem.” (Artigo sob construcao e discussao) 

    . A primeira e mais influente causa genetica da individualidade e’ a mutacao individual de cada reproducao do ultimo DNA ancestral nao biologico. Para esta Terra veio um unico DNA, de uma unica criatura. O motivo pelo qual ela veio foi um erro comportamental transgredindo as leis naturais. O processo que a trouxe foi a entropia: portanto ela nao veio por livre e espontanea vontade, ela aqui caiu. O motivo da Natureza ter aplicado a colapsante entropia foi a intencao de corrigir um carater reprodutor de transgressoes. O processo de correcao consiste em fragmentar o carater erratico em todas os suas unidades de informacao, reorganiza-las novamente porem cada nova copia com uma minima mutacao, a qual sera diferente de todas as outras mutacoes, cada mutacao sugerindo um diferente novo tipo de comportamento, significando uma peculiar e distinta escolha e tentativa de acertar o otimo estado natural. Sera pela sintese final da convivencia, dos conflitos, dos confrontos, das experimentacoes, dos acasalamentos e agrupamentos, destas varias individualidades, destas varias sugestoes do novo caminho, que sera gerada a verdadeira e final individualidade filha do ancestral nao-biologico.

 

Portanto, as causas da individualidade sao geneticas, porem, como o transmissor dos genes esta dentro de nos e nos estamos dentro dele, estas causas atuam por meio dos genes internos a nos e por meio dos genes do ancestral que modulam o meio-ambiente, externos a nos. Por isso a genetica comportamental tem se confundido entre causas geneticas e causas culturais/ambientais.

Tags: , , , , ,