A Fórmula da Matrix/DNA é Bipolar! Virá daí as origens do Campo Magnético da Terra, dos Polos Norte e SUL, do Campo Elétrico, etc.?

Hipótese intuída a partir da teoria sobre a causa da “galactic rotation curve” – com links abaixo.

Vamos começar trazendo a formula da Matrix/DNA:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

É fácil perceber que esta formula é bipolar. F1 representa um Polo e F4 representa o outro. vamos ver mais abaixo qual é o Polo Norte e qual é o Sul.  Alem de lançar luz sobre as origens do campo magnético dos astros, esta descoberta me remete de pronto a um dos mistérios ainda não cientificamente explicados: porque as galaxias giram? Mais exatamente, existe um problema sobre esta rotação, denominada de “galactic rotation curve” – o que não é relacionado com a causa da rotação da galaxia – que me levou a repensar a fórmula e descobrir que ela contem as origens do porque os sistemas no espaço são rotativos.

Uma teoria sugerida recentemente ( veja link abaixo) sugere que a curva na rotação galáctica é devido ao núcleo ser eletricamente carregado, positivo, e a periferia ser negativa, sem carga elétrica. Os movimentos de energia entre estes dois polos explicaria a curva. Mas não foi apresentado evidencias convincentes ( como diz o texto abaixo). Porem, para a teoria da Matrix/DNA, esta teoria faz sentido em relação à causa da rotação da galaxia e todos os outros sistemas/corpos astronômicos e pode até estar correta. Pois galaxias são sistemas naturais e como tais estão assentados sobre a fórmula. Seja como for, o artigo de Brian Koberlein ( link abaixo) que trouxe esta teoria à cena, me fez postar o seguinte comentario:

Louis Morelli – 07, November,2014

Your comment is awaiting moderation.

This issue is very important for understanding cosmological and biological evolution, I think. For yours sake, this issue can explains how and why there are this things called “gene expression”. “If”… there is this difference of charges, what would be the cause? I am a layman about academic official astronomy, but, studying those different natural systems that composes the Amazon jungle’s biosphere I was obligated to deal with the Nature about the space and its elements above the biosphere, which was existing before this terrestrial biosphere, so ( I thought) this astronomical system must be the creator of life here, I need studying astronomy also. And, finally, I got a different cosmological model. But, I had no time for studying everything that Science has collected about the out space and what really is known about this issue about charges of astronomical systems.

My theoretical model is suggesting the following:
a) DNA is the biological shape produced by evolution from a universal natural formula called “Matrix/DNA” which is the “DNA” of atoms and astronomical systems;
b) This formula was evolved from simple light waves at the universe’s origins and can be drawn as a simple software diagram – as can be seeing at Matrix/DNA website;
c) Observing this formula we see that it is dipole, or bipolar: the flow of energy/information that runs inside the spiral circuit is alternated, then, sometimes the nucleus is charged and the periphery is not, and other times this situation is reversed. This should explain lots of things, like galactic rotation, the flip between Sun’s poles, the movements of Earth’s magnetic field, etc.
d) Evolving from astronomical systems to biological systems, the building block of astronomical systems became the building block of DNA, which is a lateral pair of nucleotides. The mechanism of polar variant charges became the mechanism that swift genes in or out;

And so on… I know that this is weird for academic world view, but… the heliospheric model was also weird to the current academic view at Middle Age… and our scientific knowledge should be delayed if Copernicus, Galileo, Kepler, etc., had no fighting for their ideas. With the difference that their idea was the right one, and my idea can be the wrong one… only more data and time will be the judge.

Esta teoria sobre a “rotation galactic curve”, não é uma teoria da sobre a causa da rotação da galaxia, que isto fique bem claro. Ela se refere a um fenomeno misterioso apontado por medições da velocidade da rotação da galaxia, o qual indicou que esta velocidade varia para mais e para menos dentro da própria galaxia, o que, para mim, é muito estranho. Como pode um rodamoinho ter diferentes velocidades em suas espirais?! Porque? Uma explicação seria a de que o rodamoinho esteja num ambiente dividido em diferentes camadas, com diferentes temperaturas, diferentes densidades da substancia espacial, etc. Mas… o fundo do Universo parece ser homogeneo e não dividido em camadas. Para entender esta diferença é preciso ver o grafico:

Rotation’velocity'(km/s)’ X Distance’from’galactic’centre'(kpc)’ , em:

 http://arxiv.org/ftp/arxiv/papers/1409/1409.3096.pdf

Antes de tudo, é preciso lembrar que a fórmula é uma espiral e que na figura parece circular, esférica, porque ainda não tive tempo para conserta-la. O fluxo de energia sai de F1 e sobe para F2, até F4, quando então continua porem agora caindo, até F1. Mas quando a energia ainda está em F1, F4 não existe. E quando está em F4, F1 não existe. Ou seja, o não existe significa que apenas existe em potencial, dentro do fluxo. Assim podemos dizer que enquanto a energia está em F1, este é o polo carregado eletricamente e o outro, negativo, descarregado. Bem, parece-me que assim funciona o campo magnético da Terra.

Vamos traze-lo para cá:

—–

Mas outro dado interessante veio recententemente: a cada 11 anos o Sol muda de polo, ou seja, Morte torna-se Sul e Sul torna-se Norte.

Vamos trazer isto para cá:

—-

A Ciência Oficial não sabe explicar porque isto acontece no Sol. Mas a fórmula da Matrix/DNA tambem é assim: a cada meio-ciclo do fluxo de energia, o polo carregado muda. Ora. se a fórmula para sistemas naturais é assim, o sistema solar é natural, tem que ser assim.

Vejamos a pesquisa sobre este assunto:

Not Even Wrong

https://briankoberlein.com/2014/11/04/even-wrong/

Recently a science blog that should know better picked up a story about a new theory that could explain dark matter as an electrical effect within our galaxy. The story was then picked up by several popular science sites. It all stems from a paper that appeared recently on the arxiv. Calling it a paper is a bit of a stretch. It’s actually two pages of unsubstantiated claims with a half-page graph of the galactic rotation curve.

Measurements galactic rotation curve was one of the first hints of dark matter, but the author claims dark matter isn’t needed if the Milky Way is positively charged near its center, and negatively charged near its periphery. Assume this, and the galactic rotation curve can be explained without dark matter. Assuming that to be true for a moment, what evidence does the author give to support the idea? Simply (and I quote) “In fact it is quite implausible that the [galactic] core should remain electrically neutral.” That’s it. There are no details presented at all. Just “we can tweak the electric charge of the galaxy to fit the rotation curve.”

Vamos então destrinchar esta teoria:

 http://arxiv.org/ftp/arxiv/papers/1409/1409.3096.pdf

Galactic Charge
S. Reucroft1
ThinkIncubate, Inc., Wellesley, Mass., USA
Abstract
The hypothesis of a galactic charge separation between core and periphery is noted as a
possible explanation of the apparent anomalous rotation behaviour.

( continuar a ler)

xxxx

http://en.wikipedia.org/wiki/Electric_dipole_moment

Animation showing the electric field of an electric dipole. The dipole consists of two point electric charges of opposite polarity located close together. A transformation from a point-shaped dipole to a finite-size electric dipole is shown.

Esta figura sugere a fórmula da Matrix/DNA claramente dividida entre suas duas faces, a esquerda e a direita. Com uma diferença: o fluxo de energia sai sempre da carga possitiva, e na direção da carga negativa. O pulsar não as faz inverterem os polos.

xxxx

Importante notar:

Earth’s electromagnetic field

An electromagnet is a magnet that is created by a current that flows around a soft iron core.[18] Earth has a solid iron inner core surrounded by semi-liquid materials of the outer core that move in continuous currents around the inner core;[19] therefore, the Earth is an electromagnet. This is referred to as the dynamo theory of Earth’s magnetism.

Portanto, não é o núcleo que cria o campo magnético, mas sim a camada semi-liquida que rodeia o nucleo e se move em continuas correntes em volta do nucleo.

xxxx

Schematic illustration of the invisible magnetic field lines of Earth, represented as a dipole magnet field.

Schematic illustration of Earth’s magnetic field. Credit/Copyright: Peter Reid, The University of Edinburgh

Tags: , ,