Americano Pobre X Brasileiro Rico: Veja Interessante Vídeo e Comentário desta Cosmovisão

Link para o vídeo ( mas antes é bom se preparar lendo o texto abaixo):

http://www.slideshare.net/aldogiovani/americano-pobre-x-brasileiro-rico?from=fblanding

Ninguem quer viver sózinho no mato ( só eu fiz isso…), todo mundo quer viver na tribo, mas ninguem quer ser índio, todos querem ser cacique. Então é comum, principalmente entre as nações mais atrasadas e pobres, que ao invés do trabalho duro e braçal na produção do que se consome – como requer a maldição da natureza que nos criou – todo mundo procure se livrar desta maldição, parasitando os demais. Para conseguir uma tribo que permita se ser parasita, é preciso que esta tribo  esteja organizada num tipo de sistema social propicio a essa intenção. Esta organização de sistema social é sinonimo de “politica”. Por isso as nações pobres não avançam: o desenvolvimento depende da igualdade nos direitos e deveres, e no trabalho arduo de todos os individuos-sócios da tribo, mas o instinto de predador- parasita conduz os individuos à busca do poder politico, e assim ficam estas nações eternamente se intra-guerreando politicamente enquanto o trabalho “real” fica sendo evitado.

A critica do povo contra govêrnos e suas politicas é lugar-comum no Brasil desde sua fundação e nada disto eliminou o sub-desenvolvimento até agora. Este tipo de “cultura social” é alimentado de bom grado pelos predadores no poder de fato a 500 anos, pois entendem que chamando a atenção do povo para a politica e dando liberdade para proferirem palavras opositoras agressivas, fazem-no esquecer do poder econômico e militar, que é o que lhes interessa.

Mas meu objetivo é o desmascaramento e a desconstrução dessa cultura predatória iniciada a milhares de anos, que se utilizou de artificios como, por exemplo, um livro de fabulas e mitos chamado “Biblia”.  Todos os indios da tribo respeitam o curandeiro xamã, e acreditam que ele tem  poderes sobrenaturais porque fala com “espiritos”, quando sabemos que isto é totalmente falso. E ainda falsamente o xamã é quem interpreta todos os fenômenos naturais, claro, de forma errada. Mas estas mentiras dos caciques e ingenuidade das “ovelhas” é a estranha fôrça que possibilita a um pequeno numero de predadores dominarem a tribo toda. Eu fui na selva re-interpretar todos os fenomenos naturais e com isso descobri que os seres humanos estão vendo tudo errado. Todos os objetos naturais pertencem a algum sistema natural o qual influencia, modela, dirige o comportamento, do objeto, mas como o sistema não é visto e conhecido, o objeto é interpretado apenas como ele se apresenta à primeira vista. Foi criado um mundo imaginario como é toda infancia mental, desde a criança individual ao adulto mal formado intelectualmente. esta cultura falsa é a Matrix existindo aqui e agora, de fato.

Temos no link acima, mais uma evidencia de como funciona essa Matrix. O autor do vídeo não percebe que está tomado por ela e cai no mesmo secular erro. Pensando que está fazendo o que deveria fazer uma pessoa livre e inteligente. O meu comentario postado no vídeo  e copiado  abaixo mostra como funciona o meu método de desconstrução cultural.

xxxxx

Louis Morelli at Self employed –  Wednesday – February, 04-2015.

Três erros nesta mensagem que a torna inútil como sempre foram todas as outras: a causa do mal não são “os governantes”, contestar com violência ou critica apenas não funciona, e não se deve querer imitar os sistemas do primeiro mundo, tambem errados. Como americano-brasileiro vivendo entre os dois países, vejo a coisa de outro modo. A causa é o atraso intelectual que faz o cérebro ser dominado pela genética e comportamentos herdados dos ancestrais animais enquanto inibe a evolução mental. Ainda imitamos as regras dos animais na selva quando criamos nossos sistemas sociais, divididos entre grande predadores ( a classe no poder de fato pois o governo politico (PT) apenas tem o poder de direito, e o terá apenas enquanto não prejudicar o poder economico/militar de fato), os médios predadores ( classe média), e as prêsas ( trabalhadores braçais, sem-terras, etc.). Há 500 anos aqui chegaram algumas familias portuguesas com dominante instinto predador, escravagista, dividiram esta terra em 13 grandes lotes ( capitanias) e entenderam ser isto uma fazenda, “sua fazenda”. Então antes do PT entrar nunca houve corrupção, pois donos de fazenda entendem como seu direito a divisão do lucro ou dinheiro publico. Nada era denunciado pois não era visto como corrupção o saque do dinheiro do Estado-fazenda. Na entrada do PT começou algumas denuncias porque eles agora querem tambem partilharem do saque. A solução não é contestar nem mudar o governo, mas sim atuar diretamente contra o poder de fato. Boicote das prêsas contra os predadores é o método, pacifico e inteligente. Começa pelas prêsas não entrando em nenhum dos bancos privados, os quais pertencem aquelas famílias. Não acessar seus canais de TV. Fazer cooperativas de consumo e criar unidades de produção por sociedades entre as prêsas. Etc. Ir por um novo e diferente caminho do que todos trilhados pelo primeiro mundo, o qual tambem não é ideal, pois apenas sobrevive enquanto é predador de outras nações. Então, a causa fundamental do mal no Brasil está no animalesco egoismo individual e preguiça informativa mental das prêsas que impede a aplicação deste método.