Posts Tagged ‘Nebula Ôlho de Gato’

Nebula Ôlho de Gato: Ou o Elo da Matrix Entre Simbiose e Auto-Reciclagem?

segunda-feira, novembro 10th, 2014

xxxx

 

See Explanation.  Clicking on the picture will download the highest resolution version available.

The Cat’s Eye Nebula from Hubble… Or, the Matrix Building Block? Image Credit: NASA, ESA, HEIC, and The Hubble Heritage Team (STScI/AURA)

http://apod.nasa.gov/apod/ap141109.html

Parece-me inacreditavel que o céu que vemos à noite – sempre a mesma simples cena, negro e ponteado de luzes, por todos os lados – contem arquiteturas como esta imagem! E à la americana, me pergunto: What’s going on, here?!”

Eu fui o primeiro homem na Humanidade a errar a respeito de um detalhe de uma maneira que nenhum outro homem errou: desenhei um modelo de sistema astronomico cuja estrutura interna são as simples 7 diferentes formas de astros conhecidos, mas conectados e funcionando de uma maneira que na sua cobertura externa é um semi-organismo vivo. Mas por mais um destes aprontos inexplicaveis do destino, meu equivocado desenho de sonhos de outrora, parece que foi descoberto, copiado e retocado com pinceladas computacionais, pela NASA, e o resultado é a imagem acima. O pior é que, minha loucura foi tanta naquela época ( 30 anos atrás), porque a coisa fazia demasiado sentido lógico e racional em termos de explicar as origens de nossa existencia aqui, que eu corrí a registrar os direitos autorais de uma nova teoria, na qual foram desenhos como estes. E agora? Levo os artistas desocupados da NASA para a Justiça?

Longe disso. Estou sedento por mais informações do espaço celeste e cada nova informação a cada novo dia enviada pela NASA tem sido minha festa diaria, meu pão mental de cada dia que me tem alimentado para suportar esta vida nesta ignorancia quase absoluta.

Tento imaginar esta imagem vendo-a por completo, pelo outro lado, por cima, por baixo, e de dentro dela. E quando me imagino dentro dela, observando-a, imediatamente me sinto dentro da formula da Matrix/DNA e observando-a, a qual foi o resultado maximo da minha imaginada visão do mundo naquela época.

Esta imagem é semelhante ao que teorizei que deve ser um feto, ou embrião, de um “building block de todos os sistemas astronomicos”, ou seja, estelares e galácticos. Basta ver meu desenho e observar que, por exemplo, as imagens que calculei como deveriam ser as formas do nucleo e do pulsar, as posições destes elementos na fórmula, sugeriam que o sistema é bipolar, ou seja, teria que ter dois polos magnéticos, opostos entre si. E os dois polos foi o que primeiro se revelou aos meus olhos quando os pousei sobre esta imagem.

A partir daí, cada estrutura esférica desta imagem pode corresponder a cada “Fs” da minha fórmula,… quer dizer, da fórmula da Matrix/DNA, pois “se” ela realmente existe, ela não é minha, e pela sua grandiosidade, por ser uma obra de extraordinaria engenharia, só poderia pertencer a algum Deus, se existir…

Não se esqueça que eu disse “feto”. Esta imagem sugere como deve ser o estado gasoso misturado com poeira produzida por um sistema “morto” na fase de renascimento, de auto-reciclagem do sistema, ou seja, cada esfera destas é o estado primordial do que virá a ser cada tipo de astro.

Outro detalhe importantissimo, é que esta imagem parece-me que vai ajudar a resolver o que ainda é uma pedrinha incomoda dentro do meu sapato: como calcular a transformação do primeiro processo na formação dos primeiros sistemas astronomicos no segundo processo de formação destes sistemas, ou seja, como os sistemas galácticos e estelares estão se formando.

Vou manter esta imagem com carinho registrada aqui para sempre retornar a cada nova intuição no continuo desenvolvimento desta teoria… e abaixo vai meu comentario postado em ( tambem copiada a interpretação da imagem pela visão de mundo do pessoal acadêmico da NASA…

NASA’s Explanation: To some, it may look like a cat’s eye. The alluring Cat’s Eye nebula, however, lies three thousand light-years from Earth across interstellar space. A classic planetary nebula, the Cat’s Eye (NGC 6543) represents a final, brief yet glorious phase in the life of a sun-like star. This nebula‘s dying central star may have produced the simple, outer pattern of dusty concentric shells by shrugging off outer layersin a series of regular convulsions. But the formation of the beautiful, more complex inner structures is not well understood. Seen so clearly in this digitally sharpened Hubble Space Telescope image, the truly cosmic eye is over half a light-year across. Of course, gazing into this Cat’s Eye, astronomers may well be seeing the fate of our sun, destined to enter its own planetary nebula phase of evolution … in about 5 billion years.